//
você está lendo...
Perspectivas em Gestão & Conhecimento

Knowledge Management at Embrapa: Sharing Our Experience on the Building of a Collaborative Model

ALVARENGA NETO, Rivadávia Correa Drummond de; VIEIRA, Job Lúcio Gomes. Knowledge Management at Embrapa: Sharing Our Experience on the Building of a Collaborative Model. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 1, n. 2, p. 191-208, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/10805/6911>. Acesso em: 2 ago. 2012.

Abstract

This paper investigates and analyses the process of building a knowledge management (KM) model at Brazil’s Embrapa (The Brazilian Agricultural Research Corporation). Embrapa is a world class knowledge organization whose mission is to provide feasible solutions for the sustainable development of Brazilian agribusiness through knowledge and technology generation and transfer. The qualitative research strategy used was the study of a single case with incorporated units of analysis and two criteria were observed for the judgment of the quality of the research project: validity of the construct and reliability. Multiple sources of evidence were used and data analysis consisted of three flows of activities: data reduction, data displays and conclusion drawing/verification. The results revealed a robust KM model made of four dynamic axes: (i) strategy (a strategic conception of information and knowledge use), (ii) environment – four different groups of enabling conditions (social-behavioral, information/communication, cognitive/epistemic and business/managerial), sine qua non conditions for successful implementation, (iii) tool box – sets of IT tools and managerial practices and (iv) results – in terms of outputs, being both tangible and intangible assets. The conclusions suggest that a collaborative building of a KM model in a diverse and geographically dispersed organization is more likely to succeed than one that is build and implemented from the top-down perspective. Embrapa’s KM Model is more inclined to be a knowledge-based view of organization than merely a KM model. Limitations of the study and suggestions for future research are also discussed.

Keywords: knowledge management. enabling contexts. knowledge-based view of organizations. The SET KM model. Ba. Embrapa.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: