//
você está lendo...
InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação

Redes Sociais Virtuais de Informação sobre Amor

CRUZ, Ruleandson do Carmo; SILVEIRA, Júlia Gonçalves da. Redes Sociais Virtuais de Informação sobre Amor. InCID: R. Ci. Inf. e Doc., Ribeirão Preto, v.3, n.1, p.146-167, jan./jun. 2012. Disponível em: < http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/97 >. Acesso em: 4 jan. 2013.

Resumo:
Apresenta resultados de dissertação defendida junto ao Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Escola de Ciência da Informação da UFMG. Estuda redes sociais virtuais de informação sobre amor formadas por usuários do Orkut, focando-se no comportamento e na cultura informacional de tais usuários, bem como na representação social do amor por eles criada. Tem como objeto de estudo cinco comunidades virtuais: “Se é amor q… seja verdadeiro!”, “Amor e sexo em debate”, “Eu ACREDITO no amor”, “Amor, Respeito e Confiança” e “O mito do amor romântico”. Considera como universo empírico: em análise geral, as listagens de tópicos e de enquetes presentes nas referidas comunidades; em análise específica, cinco tópicos de definição do amor e 103 dos perfis de usuários mais ativos nas comunidades em estudo. Estrutura-se metodologicamente como um estudo de casos múltiplos incorporados. Traça o perfil informacional amoroso dos usuários, em sua maioria, adultos, mulheres, envolvidos em relacionamentos amorosos, desejosos por se casar, e que utilizam informações sobre amor para personalizarem seus perfis no Orkut. Caracteriza o comportamento informacional como sendo motivado por sentimentos de saudade da pessoa amada, extrema felicidade ou tristeza no amor e pelo interesse em estudar o amor. Configura a cultura informacional como sem normas e orientações explícitas na maioria das comunidades. Desenha as redes sociais virtuais de informação sobre amor e considera-as como redes de baixa densidade, centralidade e intermediação. Conclui que as redes sociais em estudo fornecem informação de ajuda e suporte aos seus usuários e funcionam como comunidades-cabide.

Palavras-chave: Amor. Comportamento e cultura Informacional. Orkut e redes sociais virtuais. Representações sociais.

Anúncios

Sobre Laura

Bibliotecária, consumista, casual gamer, colecionadora de boardgames, chata, prolixa, viciada em quebra-cabeças e jogos que ninguém gosta ;)

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: