//
você está lendo...
Informação & Informação

Colaboração entre Programas de Pós-Graduação Brasileiros em Ciência da Informação: modelagem baseada em grafos

SILVA, Alisson de Oliveira; FRANÇA, André Luiz Dias de; BELLINI, Carlo Gabriel Porto; DIAS, Guilherme Ataíde; SILVA, Patrícia Maria da; ARAÚJO, Wagner Junqueira de. Colaboração entre Programas de Pós-Graduação Brasileiros em Ciência da Informação: modelagem baseada em grafos. Informação & Informação, Londrina, v. 17, n. 3, p. 1-22, set./dez., 2012. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/8814/pdf>. Acesso em: 13 jul., 2013.

Resumo
Introdução: Apresenta resultados preliminares de uma pesquisa que investiga as relações de colaboração entre programas de pós-graduação brasileiros na área da Ciência da Informação a partir da perspectiva das redes sociais. A utilização de software de informetria e teoria dos grafos torna possível visualizar e calcular métricas associadas aos atores que integram redes sociais.
Objetivo: Identificar as relações de colaboração acadêmica entre programas de pósgraduação stricto sensu brasileiros na área da Ciência da Informação por meio da modelagem de grafos e análise da rede social associada. 
Metodologia: Pesquisa de caráter quantitativo. Os dados foram obtidos a partir dos currículos Lattes dos pesquisadores vinculados aos programas em foco entre os anos de 2007 e 2009, e a análise deu-se a partir da modelagem de um grafo.
Resultados: O grafo relacionado à rede de coautorias entre os programas de pósgraduação em Ciência da Informação considerados indica que, no período de 2007 a 2009, não foi construído um cenário em que houvesse coautorias entre todos os programas, nem relações de coautorias compatíveis com o volume de pesquisa desenvolvido pelos pesquisadores dos programas em foco. Constatou-se que não há colaboração efetiva entre todos os programas brasileiros na área da Ciência da Informação.
Conclusões: Pretende-se repetir esta pesquisa com os programas de pós-graduação em Ciência da Informação no período de avaliação de 2010 a 2012, de modo a incluir os programas situados no Rio de Janeiro e o recente programa da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), bem como para atualizar as percepções a respeito da colaboração existente.
Palavras-chave: Grafos. Redes sociais. Colaboração acadêmica. Ciência da informação. Pós-graduação stricto sensu.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: