//
você está lendo...
Múltiplos Olhares em Ciência da Informação

Aspectos críticos na análise conceitual de charges

GOMES, Thulio Pereira Dias. Aspectos críticos na análise conceitual de charges. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, out., 2012. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/view/1653/1150&gt;. Acesso em: 26 jul. 2013.

Resumo
Trata-se de um estudo dos aspectos críticos na análise conceitual de charges do ponto de vista da Organização do Conhecimento na Ciência da Informação. A análise conceitual, etapa da indexação, consiste na definição do assunto de um documento, para o atendimento às necessidades de recuperação de informação por determinado perfil de usuário. Quando se pretende analisar conceitualmente as charges, esse processo incorpora um caráter mais crítico. A charge é um gênero textual, em que se articula harmoniosamente textos e imagens. A representação documentária de charges enfrenta barreiras, como, por exemplo, a simultaneidade de signos imagéticos e textuais e o reconhecimento do gênero como meio de comunicação de massa, privilegiando os estudos das ciências da comunicação, obscurecendo o caráter informativo, o qual é investigado pelas ciências da informação. Conclui que as charges devem ser objetos de pesquisa, com o intuito de elaboração de linguagens documentárias eficazes para a representação semântica, bem como organização das informações e do conhecimento contidos nesse material documental peculiar, fornecendo assim mecanismos que potencializarão as buscas sistematizadas de informações representadas por charges.

Palavras-chave: Análise conceitual – Charge. Análise da informação textual-imagética. Charge. Informação textual-imagética.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: