//
você está lendo...
Ciência da Informação

Cambio y permanencia en las estrategias de difusión del conocimiento: estudio comparativo de los investigadores de ciencias del hombre

TIRATEL, Susana Romanos de;, MARÍA GIUNTI, Graciela; CONTARDI, Silvia. Cambio y permanencia en las estrategias de difusión del conocimiento: estudio comparativo de los investigadores de ciencias del hombre. Ciência da Informação, Brasília, v. 40, n. 3, p. 379-395, out./dez. 2011. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/view/1932/1436>. Acesso em: 7 out. 2013.

Resumo
Se presentan los resultados de un estudio comparativo de la producción científica correspondiente a los años 2003 y 2007 de la Facultad de Filosofía y Letras de la Universidad de Buenos Aires. Ambos períodos corresponden a la finalización de programaciones científicas de la Universidad y su objetivo fue constatar cambios en la cultura de difusión científica imperantes en la institución, sobre todo aquellos relacionados con las tecnologías digitales de la información y la comunicación. Se aplicaron procedimientos cuantitativos para analizar los datos registrados en bases elaboradas con la información primaria declarada por los propios investigadores en los informes finales de investigación. En los dos períodos se estudiaron las siguientes facetas: tipos de documentos (artículos de revistas, ponencias a congresos, capítulos de libros y libros, producciones audiovisuales y electrónicas); lenguas utilizadas; revistas elegidas (nacionales y extranjeras); reuniones científicas (alcance nacional e internacional, con y sin publicación en actas e idiomas); publicadores de libros (prensas universitarias, privadas no universitarias, organismos oficiales y otros) y autoría individual o múltiple. El estudio comparativo no ha encontrado cambios significativos en las conductas de los investigadores de la Facultad de Filosofía y Letras, en relación con la difusión de su producción científica, durante los períodos analizados: 2003 y 2007. Se produjeron pequeñas variaciones en la producción de recursos digitales puros, sin que estas marquen aun una tendencia firme.

Palabras clave: Producción científica. Ciencias del hombre. Facultad de Filosofía y Letras (UBA), 2003, 2007.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: