//
você está lendo...
DataGramaZero

Razão, ciência e os sentidos da informação

FRANCELIN, Marivalde Moacir. Razão, ciência e os sentidos da informação. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 14, n. 4, ago. 2013. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/ago13/Art_07.htm>. Acesso em: 26 dez. 2013.

Resumo
O principal objetivo do artigo é analisar os sentidos da informação no complexo contexto da razão e da ciência na contemporaneidade. É um estudo exploratório com base em revisão de literatura. Parte da hipótese de que algumas ciências tentam individualizar seus objetos na tentativa de cumprir protocolos de rigorosidade, distanciando-se das discussões sobre razão e experiência. Procura-se, nesse caso, identificar erros e desvios epistemológicos decorridos do princípio da razão emprestada. Esse tipo de razão emprestada é vista equivocadamente como portadora da objetividade científica. Nesse sentido, o artigo procura argumentar que a razão objetiva não pode individualizar alguns objetos constituídos de fenômenos coletivos. Introduz discussão sobre o domínio das técnicas e os prejuízos da troca da razão por uma ciência protocolar. Coloca em questão a noção de razão metafórica no lugar da razão tradicional quando os significados e sentidos da informação estiverem ameaçados por restrições epistemológicas. Como conclusão, sugere que as ciências precisam se projetar em outras realidades para entender seus objetos e, principalmente, precisam analisar criticamente as condições, boas ou más, de suas reduções.

Palavras-chave: Razão; Ciência; Tecnociência; Sentidos da Informação.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: