//
arquivos

Laura

Bibliotecária, consumista, casual gamer, colecionadora de boardgames, chata, prolixa, viciada em quebra-cabeças e jogos que ninguém gosta ;)
Laura tem escrito 453 posts para InfoBCI

Perfil dos egressos do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Pernambuco (2005 a 2010)

SANTOS, Charlene Maria dos; PINHO, Fabio Assis; AZEVEDO, Alexander Willian. Perfil dos egressos do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Pernambuco (2005 a 2010). Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.222-236, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/3866 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
O estudo apresenta a formação dos egressos no curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Pernambuco (UFPE), no período de 2005 e 2010, com objetivo de analisar a inserção e tendência dos profissionais formados no mercado de trabalho, na intenção de adquirir um perfil preciso. O método empregado para atingir objetivo deste estudo foi qualitativo e quantitativo descritivo, utilizando-se o levantamento com a aplicação de questionários encaminhados aos egressos. A pesquisa revelou que o perfil dos egressos da UFPE é maioria do sexo feminino, atuantes na Região Metropolitana do Recife e que procuraram o curso na busca de conhecimentos específicos e melhores oportunidades no mercado de trabalho.

Palavras-chave: Egressos; Biblioteconomia; Perfil Profissional; UFPE

Anúncios

O ensino da biblioteca digital nos currículos de graduação em Biblioteconomia

CASTRO, Barbara Olinda de; CUNHA, Murilo Bastos da. O ensino da biblioteca digital nos currículos de graduação em Biblioteconomia. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.197-221, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/3856 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
O presente trabalho é uma pesquisa exploratória realizada junto aos coordenadores de cursos de graduação em Biblioteconomia, sobre o ensino de biblioteca digital nas Instituições de Ensino Superior no Brasil. Nela foi possível identificar se atualmente esses cursos de graduação estão preocupados em transmitir o assunto aos alunos, visando à formação profissional, para o futuro que vem abrindo portas nesta área. Com o levantamento foi possível analisar: se há uma disciplina específica ou um módulo dentro de uma disciplina; a língua em que se encontra a bibliografia adotada; se possui aulas práticas; em que semestre do fluxo acadêmico é oferecida; se é obrigatória ou optativa; a frequência de oferta; a formação do professor que ministra o conteúdo; se é oferecida no próprio departamento; e se a instituição oferece seminários sobre o assunto.

Palavras-chave: biblioteca digital;ensino de biblioteconomia

Tipos, organização e visibilidade de informações em páginas iniciais de websites de universidades brasileiras

FREITAS, Lígia Dias de. Tipos, organização e visibilidade de informações em páginas iniciais de websites de universidades brasileiras. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.176-196, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/585 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Apresenta pesquisa realizada com o objetivo de investigar a relação entre o tipo de informação disponibilizada nas páginas iniciais de websites de universidades brasileiras e a forma como ela está organizada. Para tanto, teve como objeto as dez primeiras universidades brasileiras no Webometrics Ranking of World Universities de julho de 2010. Foram analisadas as capturas de telas das páginas iniciais e a resposta a três questões abertas feitas aos setores de comunicação das universidades.

Palavras-chave: Arquitetura da Informação; Organização da informação; Websites; Página inicial

Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas SIGAA – Módulo Biblioteca: uma oportunidade de retomar a credibilidade da comunidade acadêmica com a efetivação da gestão do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal da Paraíba

VIEIRA, Maria das Graças; MACHADO, Fábio Firmino. Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas SIGAA – Módulo Biblioteca: uma oportunidade de retomar a credibilidade da comunidade acadêmica com a efetivação da gestão do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal da Paraíba. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.159-175, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/596 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Com a efetivação na Universidade Federal da Paraíba através de termo de cooperação técnica com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas – SIGAA, em seus diversos módulos, com a implantação de sistemas informatizados de gestão de informações acadêmicas, administrativas e de recursos humanos como parte do processo de inovação tecnológica da UFPB, sendo abordado neste trabalho especificamente o módulo Biblioteca e percebendo a oportunidade de rever alguns paradigmas institucionais, o presente trabalho faz uma descrição do atual sistema informacional da Biblioteca Central da UFPB (coordenadora do sistema de bibliotecas – SISTEMOTECA), o Ortodocs e a transição para o novo sistema adquirido, com ênfase na integração de informações que para o autor pode dar visibilidade e real funcionalidade ao sistema de bibliotecas. Além de fornecer mais subsídios às tomadas de decisão, com mais propriedade e objetividade, surge como ferramenta de reaproximação com a “academia”, ou seja, com os integrantes diretos e indiretos da comunidade universitária.

Palavras-chave: Sistema de informação. Inovação tecnológica. Sistema de bibliotecas

Fatores facilitadores da inteligência organizacional: o papel das unidades de informação

DAVOK, Delsi Fries; CONTI, Daiana Lindaura. Fatores facilitadores da inteligência organizacional: o papel das unidades de informação. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.136-158, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/3864 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Artigo de revisão que apresenta fatores facilitadores e dificultadores para o desenvolvimento da inteligência organizacional, enfocando o papel das unidades de informação nesse contexto. Define a temática a partir de pesquisa bibliográfica exploratória, abarcando 15 artigos de periódicos nacionais das áreas de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Realizou-se leitura analítica dos artigos e interpretação referencial dos dados relativos a categorias de análise estabelecidas, o que possibilitou a identificação de fatores facilitadores e dificultadores para o desenvolvimento da inteligência organizacional. Concluiu-se que, dependendo do contexto, os principais fatores que facilitam ou dificultam o processo de consolidação de um sistema de inteligência organizacional são: cultura organizacional, redes sociais, gestão do conhecimento, gestão da informação, tecnologias da informação, inovação tecnológica, estrutura organizacional e prospecção, e monitoramento da informação. Tendo em vista esses resultados, propõe-se a realização de novos estudos sobre o tema utilizando outras fontes de informação para que se aprofunde a temática.

Palavras-chave: Inteligência organizacional – Fatores facilitadores; Inteligência organizacional – Fatores dificultadores; Inteligência competitiva

Desafios à implantação da gestão do conhecimento: a questão cultural nas organizações públicas federais brasileiras

BEM, Roberta Moraes; PRADO, Maria Lourde; DELFINO, Nelson. Desafios à implantação da gestão do conhecimento: a questão cultural nas organizações públicas federais brasileiras. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.123-135, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/592 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
As instituições do Serviço Público, assim como seus servidores, são fundamentais para o desenvolvimento de uma nação. Desta forma, a Gestão do Conhecimento desempenha papel chave para a gestão eficaz do principal recurso dessas instituições, o conhecimento. No Serviço Público, sujeito a constantes mudanças políticas e assim gerando mudanças na condução da gestão, gerir o conhecimento torna-se ainda mais importante. A reutilização, recuperação e uso do conhecimento são fundamentais para a evolução e enquadramento nas modernas técnicas de gestar desses entes. Desta forma, procurou-se verificar como a cultura organizacional caracteriza-se como desafio à implantação da Gestão Conhecimento no âmbito do Serviço Público Federal Brasileiro, já que se detectou por meio de revisão bibliográfica, que entre os principais impeditivos à Gestão do Conhecimento no Serviço Público, tanto no Brasil como em outros países, estão relacionados à problemas que confrontam com aspectos culturais como comportamento, relações interpessoais, comunicação, resistência. Nessa linha identificaram-se como alternativas para a resolução dos problemas desta natureza, as que estão relacionadas à criação de políticas para incentivo a Gestão do Conhecimento e a motivação do grupo, assim como à aprendizagem coletiva, compartilhamento de conhecimentos, desenvolvimento de competências, entre outros.

Palavras-chave: Gestão do Conhecimento; Cultura Organizacional; Serviço Público Federal Brasileiro; Brasil; Serviço Público

Comunicação e conhecimento: interrelações que permeiam o ambiente organizacional

MACIEL, Ana Maria Teixeira; PIMENTEL,  Rosana Cristina Vilaça; MARCHORI, Marlene. Comunicação e conhecimento: interrelações que permeiam o ambiente organizacional. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.98-122, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/588 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
A construção de conhecimento é inerente aos processos organizacionais, sendo, portanto, natural nas organizações. Essa abordagem confere reconhecer a comunicação enquanto alicerce, ou seja, fundamento do desenvolvimento do conhecimento pelas pessoas por meio de seus processos de interação. Esse artigo analisa a influência da comunicação no processo de criação de conhecimento da Angelus Ciência e Tecnologia S.A., empresa de base tecnológica. A análise teve como ponto de partida o estudo de questões relacionadas à comunicação e sua relevância na espiral do conhecimento de Nonaka e Takeuchi. A metodologia proposta é de natureza qualitativa, de caráter descritivo e exploratório, tendo utilizado como técnica de pesquisa, entrevistas em profundidade. Este artigo revela a comunicação como elemento integrante da construção de conhecimento, a qual acontece não só pela troca de informações, mas pelas conversações que emanam das pessoas nos seus relacionamentos, trazendo experiências e vivências que desenvolvem os indivíduos, as organizações e consequentemente a sociedade.

Palavras-chave: Comunicação; Conhecimento; Gestão do conhecimento; Construção de conhecimento

Fluxo de informação na perspectiva do ambiente em rede

SUGAHARA, Cibele Roberta; VERGUEIRO, Waldomiro de Castro Santos. Fluxo de informação na perspectiva do ambiente em rede. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.76-97, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/3859 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
No campo da Ciência da Informação, estudar o fluxo de informação na perspectiva do espaço social em rede requer um olhar atento para a circulação da informação considerando as práticas para troca de informação entre contatos diretos e intermediários. O ambiente em rede propicia interação entre seus integrantes, podendo ocorrer de acordo com interesses específicos, que são reconhecidos ou postos em questão por seus pares.

Palavras-chave: Redes sociais; Fluxos de Informação; Ciência da Informação

A inclusão afrodescendente na era da informação

AQUINO, Mirian de Albuquerque. A inclusão afrodescendente na era da informação. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas,  v.11, n.2, p.61-75, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/591 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
O texto aborda o contexto das tecnologias intelectuais como uma necessidade premente para afrodescendentes enfrentarem um mundo de incertezas, esperanças e responsabilidades. Discute os efeitos negativos e positivos das tecnologias e as exclusões persistentes no acesso e uso da informação digital pela população negra. A representação de afrodescendentes na ciência é pouco significativa, sendo vistos mais como objetos do que como sujeitos. Sua formação técnico-científica ainda é precária para filtrar a informação e gerar conhecimento na produção de tecnologias cada vez mais sofisticadas. O acesso e o uso da informação não democratizam a educação, nem favorecem o crescimento das oportunidades de participação concreta de afrodescendentes na cultura digital.

Palavras-chave: Educação; Ciência; Tecnologias intelectuais; Inclusão étnico-racial; Responsabilidade ética e social; Informação

Análise de citações na área de comunicação e informação: o caso de um programa de pós-graduação

NUNEZ, Zizil Arledi Glienke; MOURA, Ana Maria Mielniczuk de. Análise de citações na área de comunicação e informação: o caso de um programa de pós-graduação. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.40-60, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/3862 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
O presente estudo bibliométrico analisa o uso das teses e dissertações do PPGCOM/UFRGS pelo meio científico. O objetivo do trabalho é verificar se os trabalhos relacionados são citados e em quais circunstâncias, realizando uma análise de citações, além de observar a existência de redes de citações. A partir da coleta nos buscadores Google e Google Acadêmico, fez-se o tratamento dos dados no software BrOffice Calc, para a geração dos gráficos e também das matrizes para análise dos mapas de redes de citação. Constatou que a área da Comunicação é a que possui maior número de trabalhos e citações nos últimos anos. Os trabalhos foram mais citados por doutores e a instituição que mais interage com estes trabalhos é a própria UFRGS. As redes identificadas se constituem em maior parte por autores regionais, com alguma exceções. Através dos resultados verifica-se que as teses e dissertações deste PPG estão sendo utilizadas em âmbito nacional.

Palavras-chave: Análise de Citações; Análise de Redes Sociais; Bibliometria; PPGCOM; UFRGS.

O conhecimento profissional do catalogador de assunto sobre política de indexação em bibliotecas universitárias

DAL’EVEDOVE, Paula Regina; FUJITA,  Mariângela Spotti Lopes. O conhecimento profissional do catalogador de assunto sobre política de indexação em bibliotecas universitárias. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.21-39, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/3865 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Analisa-se o conhecimento profissional do catalogador de assunto acerca do papel da política de indexação no contexto de bibliotecas universitárias. Para tanto, o estudo compõem-se de aplicação de questionário e análise sóciocognitiva do conhecimento profissional de três catalogadores de assunto de distintas bibliotecas universitárias do estado de São Paulo/Brasil por meio da aplicação de Protocolo Verbal em Grupo. Os resultados apontam que a catalogação de assunto deve estar respaldada por normas e diretrizes atualizadas que atendam as especificidades de cada contexto informacional e direcionem a prática cotidiana. Conclui-se que a carência de diretrizes direcionadas a normalização e/ou parâmetro teórico e metodológico do processo de catalogação de assunto é um dos principais pontos a serem observados pela literatura especializada e contextos de informação.

Palavras-chave: Política de indexação. Catalogador de assunto. Bibliotecas universitárias. Conhecimento profissional.

A(s) disciplinaridade(s) da ciência da informação: aplicação das leis da dialética marxista no contexto pluri, inter e transdisciplinar

SILVA, Jonathas Luiz Carvalho. A(s) disciplinaridade(s) da ciência da informação: aplicação das leis da dialética marxista no contexto pluri, inter e transdisciplinar. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.2, p.1-20, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/3863 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Discute sobre a construção disciplinar do conhecimento na Ciência da Informação a partir da aplicação das leis da dialética marxista. Apresenta como síntese problematizadora a seguinte pergunta: como é possível aplicar as leis/categorias da dialética marxista à Ciência da Informação? Tem como objetivo uma reflexão sobre a dialética marxista (materialista) e as formas de aplicação das leis da dialética à Ciência da Informação. A metodologia do presente estudo consiste de uma pesquisa de nível exploratório com delineamento bibliográfico. Concluímos que há possibilidades diversas de aplicação das leis da dialética marxista à Ciência da Informação, especialmente no que toca a lei da mudança qualitativa, a lei da ação recíproca e a lei da luta dos contrários. Porém, essas aplicações se estabelecem não como uma verdade, mas como pressupostos para compreender os significados do caráter disciplinar da Ciência da Informação no âmbito de suas transformações epistemológicas.

Palavras-chave: Ciência da informação. Dialética – Leis – Categorias. Pluridisciplinaridade. Interdisciplinaridade. Transdisciplinaridade.

Desinfestação por atmosfera anóxia: método utilizado pela biblioteca do conjunto das Químicas/USP

YAMASHITA, Marina Mayumi et al. Desinfestação por atmosfera anóxia: método utilizado pela biblioteca do conjunto das Químicas/USP. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.155-163, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/575 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Este trabalho descreve como foi realizada a desinfestação, por atmosfera anóxia, nas coleções de livros e periódicos. O objetivo é relatar o tratamento nas obras infestadas. A desinfestação mostrou-se eficiente e eficaz resultando na valorização da preservação do patrimônio bibliográfico da Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo e criando uma consciência da importância das medidas preventivas e corretivas.

Palavras-chave: Preservação do acervo. Conservação. Desinfestação por anoxia

Centro de Recursos de Aprendizagem: biblioteca escolar para o século XXI

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias. Centro de Recursos de Aprendizagem: biblioteca escolar para o século XXI. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.138-153, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/565 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Relato de experiência do planejamento, construção e funcionamento do Centro de Recursos de Aprendizagem, CRA, do Colégio Marista de Brasília. Mais do que local de acesso à informação, constitui-se espaço de aprendizagem e de conhecimento, integrado ao processo pedagógico da escola, com a tarefa de formar cidadãos críticos e autônomos. Conclui-se que apesar do êxito da biblioteca, para que seja efetivamente usada como Centro de Recursos de Aprendizagem, a escola deve-se adotar currículo mais flexível e métodos de resolução de problemas.

Palavras-chave: Biblioteca escolar. Letramento informacional. Leitura. Pesquisa. Aprendizagem.

Gestão da qualidade em bibliotecas escolares: um estudo de caso em uma biblioteca escolar na cidade de Ponta Grossa – PR

MELLO, Josiane. Gestão da qualidade em bibliotecas escolares: um estudo de caso em uma biblioteca escolar na cidade de Ponta Grossa – PR. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.111-137, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/567 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
O presente artigo faz uma reflexão a respeito da gestão da qualidade em bibliotecas escolares. Apresenta um estudo realizado em uma biblioteca escolar na cidade de Ponta Grossa – PR, com o objetivo geral de analisar as ações da gestão da qualidade existentes nesse ambiente, visando à melhoria contínua. Para alcance deste objetivo, utilizaram-se as ferramentas da qualidade: Diagrama causa – efeito e Plano de ação 5W2H. Para a coleta de dados fez-se uso de entrevistas com o quadro funcional da biblioteca, utilizou-se documentos administrativos e observação direta do ambiente estudado. Quanto aos procedimentos metodológicos a pesquisa caracteriza-se do ponto de vista de: sua natureza como aplicada; da abordagem do problema qualitativa; dos objetivos como exploratória e descritiva e dos procedimentos técnicos como pesquisa bibliográfica, documental e estudo de caso. Como resultados constataram-se, que a biblioteca estudada já desenvolvia algumas ações da gestão da qualidade isoladamente, porém faz-se necessário uma ação de melhoria no que refere-se ao baixo índice de utilização dos serviços ofertados bem como uma otimização no que refere-se ao gerenciamento da biblioteca. Por fim, desenvolveu-se um plano de ação de melhorias, conforme a ferramenta da qualidade 5W2H, a fim de tornar a biblioteca uma unidade agregadora de valor.

Palavras-chave: Bibliotecas escolares. Gestão da qualidade. Melhoria contínua.

Portal da BNB: relato da experiência do processo de criação, organização e planejamento do Portal da Biblioteca Nacional de Brasília

SILVA, Vanessa Barbosa da; SALIM, Flávia Marta Camarano. Portal da BNB: relato da experiência do processo de criação, organização e planejamento do Portal da Biblioteca Nacional de Brasília. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.93-110, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/551 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Relato da experiência de implementação do Portal da Biblioteca Nacional de Brasília (BNB), que utiliza a segmentação de mercado e oferece produtos e serviços online de acordo com a necessidade de informação de seus públicos. Com essa iniciativa, o Portal da BNB mostra uma interface interativa e auto-explicativa, reunindo informações pertinentes para cada grupo de usuários atendidos pela instituição. Por fim, apresenta todos os detalhes do projeto, desde a sua concepção até o seu lançamento na web.

Palavras-chave: Portal. Arquitetura de sistema. Biblioteca nacional

Mapeamento de fontes de informação em ambiente web para ciência e tecnologia

ANASTÁCIO, Leila Aparecida; VIEIRA, Eliane Apolinário. Mapeamento de fontes de informação em ambiente web para ciência e tecnologia. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.83-92, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/553 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Apresenta o resultado parcial de um mapeamento de fontes de informação em ambiente web para ciência e tecnologia dos pesquisadores da Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais. Observou-se que nos últimos anos houve uma severa redução de demanda dos mesmos pesquisadores às fontes impressas oferecidas pelo Setor de Informação Tecnológica (STI). A produção técnico-científica da instituição é relevante, com publicações em periódicos nacionais e internacionais conceituados, porém as fontes impressas não atendem mais as necessidades informacionais dos pesquisadores. Constatou-se que existe uma grande busca em base de dados e periódicos de acesso livre e em bases e periódicos do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Palavras-chave: Fontes de informação. Ciência e tecnologia. Comunicação científica. Web. Estudos de linguagem

Concepção de interfaces para websites de bibliotecas universitárias: projeto, elaboração e gestão de informação em meio digital

SEMELER, Alexandre Ribas. Concepção de interfaces para websites de bibliotecas universitárias: projeto, elaboração e gestão de informação em meio digital. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.72-82, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/539 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Aborda o desenvolvimento e a implantação de websites para bibliotecas universitárias. Tem como objetivo investigar as ferramentas, as tecnologias e as metodologias necessárias para o projeto e a concepção de interfaces de websites. Discute o fluxo de trabalho e o desenvolvimento de websites, concentrando esforços no projeto, na elaboração e na gestão da informação em meio digital. Aponta aspectos necessários para o trabalho com projetos de design de navegação, identidade visual e implementação de sistemas de gerenciamento de conteúdo.

Palavras-chave: Websites para Bibliotecas Universitárias; Metodologia de Desenvolvimento Web; Design de navegação; Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo; Mashup; Webometria

Pluralismo lógico e epistemografia interativa como ferramentas desclassificadoras do conhecimento

SOARES, Maria Sueny Barbosa; MARTINS, Mariana Thamires; FRANCELIN, Marivalde Moacir. Pluralismo lógico e epistemografia interativa como ferramentas desclassificadoras do conhecimento. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.55-71, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/571 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Diante dos novos parâmetros informacionais e suas estruturas de rede, surgem novas oportunidades de comunicação, acesso e participação, fazendo emergir não só do entorno digital como também dos tradicionais ambientes de rede o que poderíamos chamar de exomemórias. Onde há memória, há também necessariamente a organização dessa memória. Usando os sistemas de classificação vigentes teríamos uma organização (des)fragmentada, o que implicaria na perda de alguns desses fragmentos. Assim, é necessário retomar o debate sobre a classificação, visando não só esses novos ambientes, mas também seu antigo caráter epistemológico, trazendo à tona o novo conceito de desclassificação e os princípios da lógica paraconsistente.

Palavras-chave: Organização do conhecimento. Classificação. Exomemória. Desclassificação. Lógica paraconsistente

Políticas de informação nas bibliotecas universitárias: um enfoque no desenvolvimento de coleções

DIAS, Geneviane Duarte; SILVA, Terezinha Elizabeth da; CERVANTES, Brígida Maria Nogueira. Políticas de informação nas bibliotecas universitárias: um enfoque no desenvolvimento de coleções. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.39-54, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/572 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Apresenta um recorte histórico sobre a importância da política de informação científica e tecnológica no cenário universitário, especialmente nas bibliotecas universitárias, apresentando quais os mecanismos e influências que determinaram a sua socialização durante as décadas de 1950 – 1980. Oferece uma reflexão sobre o desenvolvimento de coleções, sua importância e a necessidade de implementação nos acervos das bibliotecas universitárias, servindo de base para o planejamento das normas e diretrizes, facilitando, assim, o crescimento racional e equilibrado do acervo.

Palavras-chave: Política de informação. Desenvolvimento de coleções.

Análise acerca da informação, do conhecimento e do aprendizado como estratégias em resposta ao ambiente de concorrência sistêmica

ELIAS, Paulo César; ELIAS, Jorge José. Análise acerca da informação, do conhecimento e do aprendizado como estratégias em resposta ao ambiente de concorrência sistêmica. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.21-38, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/573 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Sob a ótica da concorrência sistêmica acelerada pelo fator da globalização, aliadas as constantes variações dos mercados proporcionados pelas crises econômicas mundiais, cria-se um cenário altamente instável e competitivo em que diversas estratégias organizacionais acabam sendo insuficientes, levando por vezes muitas organizações a sucumbir. Neste contexto, observa-se que diversas empresas situadas nos países de industrialização recente, como as da Ásia, reacendem a questão da importância do uso do aprendizado, do conhecimento e da informação como alicerce para vencer as ondas de turbulência presentes no capitalismo. Baseado neste pano de fundo, este artigo propõe inicialmente uma discussão sobre o tema considerando suas relações com a informação, o conhecimento e o aprendizado, apoiando-se nas contribuições da Ciência da Informação e, seguidamente, investigando como as estratégias propostas por diferentes autores da área de Administração Empresarial abordam o tema.

Palavras-chave: Informação. Aprendizado. Conhecimento. Administração. Concorrência

Produtividade dos autores em ceratocone: estudo longitudinal em artigos indexados no SciELO Brasil (2001-2010)

MACHADO, Raymundo das Neves. Produtividade dos autores em ceratocone: estudo longitudinal em artigos indexados no SciELO Brasil (2001-2010). Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas, v.11, n.1, p.1-20, jan./abr. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/558 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
Estudo de natureza exploratória, de caráter longitudinal, dos artigos indexados pelo SciELO Brasil, no período de 2001 a 2010, na temática ceratocone que significa uma anomalia na natureza da córnea. O método utilizado foi quantitativo-descritivo, em nível micro, tendo como material de análise os artigos indexados no SciELO (2001-2010), totalizando 49 unidades de análise, publicados em três periódicos. Foram contabilizando 163 autores distribuídos em 207 autorias. Os indicadores bibliométricos levantados evidencia alta taxa de colaboração (97,96%) entre os autores, sendo que o ano de 2007 foi ápice da produção registrada. A produção apresentor variação em torno de 3 a 10 artigos/ano e de 1 a 7 autores/artigo. A classificação geográfica dos autores concentra-se em quatro regiões do Brasil (Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul), com destaque para a região Sudeste com 76,78% dos pesquisadores. Pelas análises métricas não há grandes produtores no período em tela e a microestrutura da rede de coautoria apresentou uma densidade fraca com pouca conexão entre os autores, entretanto há possiblidades de novos agrupamentos de coautorias e consequentemente o aumento da produção cientifica.

Palavras-chave: Produção cientifica-Ceratocone. Indicadores bibliométricos. Análise de redes sociais. Bibliometria

Biblioterapia na Ciência da Informação: Comunicação e Mediação

GUEDES, Mariana Giubertti; BAPTISTA, Sofia Galvão. Biblioterapia na Ciência da Informação: Comunicação e Mediação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianopólis, v.18, n.36, p.231-253, jan./abr.. 2013. Disponível em: < http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2013v18n36p231 >. Acesso em: 27 maio 2013.

Resumo:
O artigo apresenta uma reflexão crítica sobre a Biblioterapia como objeto de estudo da Ciência da Informação (CI), tendo nesta perspectiva, avaliação das características intrínsecas da Biblioterapia dentro da fundamentação da CI, destacando aspectos cognitivos, sociais e interdisciplinares. Pela aplicação variada, a Biblioterapia tem várias definições indicadas no artigo, sendo analisado seu processo no ponto de vista de diversos autores. Analisam-se princípios da Ciência da Informação e do processo comunicacional para a comparação com a Biblioterapia. Neste contexto, destaca-se a atuação biblioterapêutica como uma forma de comunicação e mediação da informação, sendo avaliado o processo comunicacional (seleção, leitura e interpretação de textos com indivíduos) e o profissional mediador (biblioterapêuta).

Palavras-chave: Biblioterapia; Mediação da Informação; Comunicação da Informação; Mudança cognitiva; Bibliotecário

Os sistemas de proteção de direito digital (DRM): tecnologias e tendências para e-books

IANZEN, Adriane; PINTO, José Simão de Paula; WILDAUER, Egon Walter. Os sistemas de proteção de direito digital (DRM): tecnologias e tendências para e-books. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianopólis, v.18, n.36, p.203-230, jan./abr.. 2013. Disponível em: <http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2013v18n36p203>. Acesso em: 27 maio 2013.

Resumo:
Resultado de um estudo exploratório este artigo apresenta uma discussão acerca do uso de sistemas de gerenciamento de direitos autorais em arquivos digitais, focando sua aplicação em e-books. Apresenta-se o cenário dos e-books, sua conceituação, a base legal autoral, o direito digital, para então adentrar na tecnologia que provê o desenvolvimento dos sistemas de DRM. Alguns tipos de DRM são expostos, bem como sua arquitetura básica e componentes mínimos necessários são apresentados. Ao final, apresentam-se considerações de que há a necessidade de nova postura dos agentes envolvidos para uma real evolução do setor.

Palavras-chave: Direito Autoral; Direito Digital; Gestão de Direitos Digitais; Livro eletrônico

Gestão da informação em bibliotecas universitárias: as práticas do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Goiás (Sibi/UFG)

FERREIRA, Luciana Alves; MAIA, Luiz Cláudio Gomes. Gestão da informação em bibliotecas universitárias: as práticas do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Goiás (Sibi/UFG). Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianopólis, v.18, n.36, p.181-202, jan./abr.. 2013. Disponível em: < http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2013v18n36p181 >. Acesso em: 27 maio 2013.

Resumo:
Esta pesquisa descritiva e exploratória objetivou verificar se as atuais práticas de gestão da informação do Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Goiás (Sibi/UFG) atendem às necessidades de informação dos usuários da área de saúde, dos cursos de graduação e pós-graduação (Stricto sensu) em Biomedicina e Enfermagem. Para tanto, utilizou-se o modelo de gerenciamento da informação proposto por Choo e realizou-se um estudo de usuário em relação ao uso da Biblioteca Virtual em Saúde da BIREME. Concluiu-se que a gestão da informação no Sibi/UFG é relativamente capaz de atender às necessidades de informação dos usuários dos cursos de Biomedicina e Enfermagem.

Palavras-chave: Ciência da Informação; Biblioteconomia; Administração

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos