//
arquivos

AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento

Esta categoria contém 10 posts

A Complexidade da cultura amazônica e seu reflexo para a organização e representação da informação

RODRIGUES, Anderson Luiz Cardoso. A Complexidade da cultura amazônica e seu reflexo para a organização e representação da informação. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 10-25, jan./dez. 2012. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/20/76>. Acesso em: 24 nov. 2012.

Resumo
Introdução: Explora e analisa o domínio ‘cultura amazônica’ no contexto da organização e representação da informação. Apresenta conceitos de cultura com o objetivo de embasar as reflexões sobre o domínio estudado. Método: O referencial teórico de apoio é centrado na Teoria da Classificação Facetada de Ranganathan e na Teoria dos Níveis Integrativos do Classification Research Group, como base teórico-metodológica para a elaboração de um modelo de estrutura
classificatória. A seleção dos conceitos foi realizada tomando por base os termos resultantes de pesquisa oral de três localidades geográficas da Amazônia: as cidades de Bragança, Castanhal e o arquipélago do Marajó. Resultados: A análise das origens etimológicas das palavras indicou a influência das culturas estrangeiras dos continentes europeu, africano, asiático e americano na linguagem amazônica. Conclusões: A análise dos resultados revelou a viabilidade de se desenvolver uma metodologia de trabalho para delinear uma estrutura de classificação e de um conjunto de conceitos para representar o domínio ‘cultura amazônica’ nas suas raízes basilares como estrutura para a construção de sistemas de organização do conhecimento.

Palavras-chave
Conceitos. Análise de domínio. Cultura amazônica. Organização do conhecimento. Representação do conhecimento. Sistemas de classificação.

Rede de tecnologia do Amazonas: fonte informacional para tomada de decisão

SIQUEIRA, Thiago Giordano de Souza; BARBALHO, Célia Regina Simonetti. Rede de tecnologia do Amazonas: fonte informacional para tomada de decisão. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 26-34, jan./dez. 2012. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/19/78>. Acesso em: 24 nov. 2012.

Resumo
Introdução: Debate os resultados de um projeto de Iniciação Científica sobre o fluxo da informação para a gestão empresarial a partir do serviço “Rede de Tecnologia” oferecido pelo Núcleo de Inovação e Empreendedorismo do Instituto Euvaldo Lodi. Método: A pesquisa caracterizou-se como exploratório-descritiva fazendo-se uso do método quali-quantitativo e empregando-se pesquisa bibliográfica e de campo. Resultados: Analisa a forma como os empreendedores da cidade de Manaus utilizam as informações fornecidas pelo serviço de informação em seu ambiente organizacional. Identifica as necessidades da demanda e de que forma as informações são aplicadas na gestão ou nos processos de inovação. Revela que a maior parte dos sujeitos da pesquisa é composta de microempresas com menos de um ano de atuação no mercado voltadas ao setor comercial. Conclusões: Evidencia-se a procura por informação mercadológica, seguido da procura por informação sobre criação/registro de empresa, bem como informação sobre fornecedores, em sua maioria com enfoque técnico ou mercadológico. Para parte dos sujeitos, a informação fornecida foi aplicada no estabelecimento do foco no negócio em que atua, existindo uma parcela de empreendedores para a qual o serviço não possibilitou aplicabilidade alguma devido às informações não apresentarem o resultado esperado.

Palavras-chave
Gestão organizacional. Informação para negócios. Serviços de informação. Rede de Tecnologia do Amazonas (RETEC). Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

A View of innovation process in a collaborative perspective

ZANINELLI, Thais B. A View of innovation process in a collaborative perspective. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 35-51, jan./dez. 2012. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/21/81>. Acesso em: 24 nov. 2012.

Abstract
Introduction: Service innovation and New Service Development process has changed throughout the past years. Nowadays it is accepted that its process involves four generic phases, from the
idea generation to the implementation stage. In these stages, some factors are recognized as important and given the complexity, the new service development process by a single company can be facilitated thought of relationships with other companies. Therefore, this research aimed to understand how collaborative networks can influence new service development process performance. Method: Exploratory multiple case study and a qualitative study. Results: Some performance factors cross-cut all process, however, the relevance of these factors changes along these different stages. Conclusions: Quality factors of Collaborative Networks that contribute to the process performance can be classified into two dimensions: 1) partner characteristics and 2) relationship characteristics.

Keywords
Service innovation. Innovation processes. Service development. Collaborative networks.

Redes sociais de produção e colaboração tecnológica para o descarte de resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos

GIGANTE, Luciara Cid; RIGOLIN, Camila Carneiro Dias; MARCELO, Júlia Fernandes. Redes sociais de produção e colaboração tecnológica para o descarte de resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 52-64, jan./dez. 2011. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/22/79>. Acesso em: 24 nov. 2012.

Resumo
Introdução: Esta pesquisa teve como objetivo geral mapear e analisar as redes sociais de produção e colaboração tecnológica, em documentos de patentes, relativas às inovações sobre descarte de lixo tecnológico, também chamado de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos. O referencial teórico é pertinente ao campo de estudos “Ciência, Tecnologia e Sociedade”. Método: A metodologia baseou-se na aplicação das técnicas relativas à Análise de Redes Sociais, caracterizada pelo mapeamento e mensuração dos fluxos e relações e colaborações entre os inventores das patentes de inovações relativas ao descarte de lixo tecnológico. Resultados: Os resultados apontam a pouca expressividade da colaboração internacional neste domínio, e a liderança da China no que diz respeito ao registro de patentes sobre descarte de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos. Conclusões: As possíveis causas da pouca colaboração internacional nesta área de pesquisas tecnológicas derivam da ausência de harmonização legal no campo da propriedade industrial, associada às distâncias geográficas, barreiras linguísticas e altos custos incorridos na colaboração tecnológica transnacional.

Palavras-chave
Lixo tecnológico. Colaboração em redes sociais. Patentes. Pesquisas tecnológicas. Produção tecnológica. Inovação tecnológica.

Ontologia para mapeamento da dependência tecnológica de objetos digitais no contexto da curadoria e preservação digital

YAMAOKA, Eloi Juniti. Ontologia para mapeamento da dependência tecnológica de objetos digitais no contexto da curadoria e preservação digital. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 65-78, jan./dez. 2011. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/23/82>. Acesso em: 24 nov. 2012.

Resumo
Introdução: As transformações tecnológicas que afetam a geração, tratamento e armazenagem de objetos digitais têm desafiado os profissionais quanto à dependência de hardware e de software para criar, consumir e monitorar o conteúdo de tais objetos, e garantir acesso a seus conteúdos. O trabalho apresenta os problemas decorrentes da mudança de paradigma da informação fixada em papel para o ambiente digital; os avanços alcançados nas teorias e técnicas de curadoria e preservação de objetos digitais; e a descrição de uma ontologia para sistematizar os conceitos basilares da dependência tecnológica de objetos digitais. Método: O estudo tem base bibliográfico documental apresentando conceitos e técnicas desenvolvidos no campo da curadoria e preservação digital. Descreve uma ontologia elaborada com o software Protégé. Resultados: Apresenta os conceitos de documento, documento digital, objeto digital, preservação e curadoria digital e propõe uma ontologia de apoio ao processo de mapeamento da tecnologia necessária para decodificar os objetos digitais em sinais inteligíveis a humanos. Conclusões: Uma adequada conceituação de documento digital e objeto digital permite a elaboração de soluções que visam a preservação digital. A ontologia proposta poderá apoiar as organizações no mapeamento dos riscos e das perdas que podem ocorrer numa substituição ou desativação de componentes tecnológicos em ambientes computacionais. Em trabalhos futuros a ontologia deverá ser aprimorada e validada, buscando-se investigar seu alinhamento a requisitos e padrões já especificados para a preservação digital.

Palavras-chave
Documentos digitais. Objetos digitais. Preservação digital. Curadoria digital. Ontologia.

Indexação e recuperação de teses e dissertações por meio de sintagmas nominais

CORRÊA, Renato Fernandes; MIRANDA, Darliane Goes de; LIMA, Camila Oliveira de Almeida; SILVA, Tiago José da. Indexação e recuperação de teses e dissertações por meio de sintagmas nominais. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 1, p. 11-22, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/2/21>. Acesso em: 6 set. 2011.

Resumo
Introdução. Aborda a utilização dos sintagmas nominais no processo indexação automática das teses e dissertações depositadas na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPE (BDTD-UFPE), considerando a hipótese de que os sintagmas nominais consistiriam numa melhor unidade de conhecimento para a indexação e recuperação de informação que as palavras isoladas, permitindo aumentar a satisfação da necessidade de informação do usuário durante a busca pela informação. Discute-se sobre o estado da arte dos sintagmas nominais e de sua extração automática, bem como sua aplicação na indexação automática e recuperação de informação.
Método. Analisa, com base em ferramenta para análise de texto (OGMA), a aplicabilidade da extração de sintagmas nominais na indexação automática e recuperação de informação de teses e dissertações no contexto da BDTD-UFPE. A extração de sintagmas nominais apoiou-se no uso de um léxico da língua portuguesa construído a partir do vocabulário utilizado pelo dicionário BR.ISPELL e uma lista de 475 palavras irrelevantes criada tendo como base a gramática de Tufano (1990). Com base em resumos da área de Direito, Computação e Nutrição, definiram-se os valores totais para cada uma das variáveis observadas, o que permitiu avaliar a extração de sintagmas nominais através dos percentuais de precisão de sintagmas nominais relevantes; da taxa de erro ao extrair cadeias de caracteres que não constituem sintagmas nominais, e; do percentual de sintagmas nominais extraídos não relevantes. Resultados. O processo de extração de sintagmas nominais através do OGMA teve diferentes desempenhos para cada programa de pós-graduação, sendo obtido melhor desempenho (melhor índice de precisão) para resumos de Direito, seguidos dos de Computação e Nutrição. Esta diferença de desempenho pode em parte ser explicada pela diferente natureza dos termos técnicos presentes nos resumos. Conclusões. Embora existam limitações nas ferramentas disponíveis, a aplicação de métodos automatizados de extração e indexação por sintagmas nominais mostra-se promissora, pois os sintagmas nominais se configuram como melhores descritores e pontos de acesso aos documentos, eliminando os problemas causados pela sinonímia e a polissemia das palavras isoladas.

Palavras-chave: Sintagmas nominais; Recuperação de informação; Indexação automática; Teses e dissertações.

Produção tecnológica da Universidade Estadual de Londrina (UEL): Mapeamento da área de Ciências Agrárias pela Plataforma Lattes

SERZEDELLO, Natan Tiago Batista; TOMAÉL, Maria Inês. Produção tecnológica da Universidade Estadual de Londrina (UEL): Mapeamento da área de Ciências Agrárias pela Plataforma Lattes. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 1, p. 23-37, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/11/65>. Acesso em: 6 set. 2011.

Resumo
Introdução. Os produtos e os processos tecnológicos empregados com o fim de solucionar os problemas práticos da sociedade compreendem a produção tecnológica. Esta se constitui como o meio essencial de mensuração do desenvolvimento tecnológico do ambiente em que a instituição está inserida. O objetivo desta pesquisa foi averiguar a produção tecnológica da área de Ciências Agrárias na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Método. Identificação e análise da produção tecnológica, por meio dos currículos, disponíveis na Plataforma Lattes, de 51 professores que receberam bolsas do Programa de Iniciação Científica (PROIC) da UEL. Os dados coletados para a análise foram tabulados e categorizados por tipologias de produções tecnológicas.
Resultados. Dos 65 itens cadastrados nos curricula lattes dos professores referem-se à produção tecnológica, a qual foi mapeada, descrevendo-se as tipologias identificadas. Observou-se que as especialidades mais inovadoras são pertinentes a Agronomia; Recursos Florestais e Engenharia Florestal; Engenharia Agrícola; Zootecnia; Medicina Veterinária; Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca; Ciência e Tecnologia de Alimentos. Conclusões. Verificou-se que a produção tecnológica encontrada, decorrente de atividades de pesquisas de desenvolvimento tecnológico, foi disseminada por meio da produção bibliográfica, principalmente por artigos de periódicos. Os pesquisadores participantes deste estudo fazem parcerias em um mesmo Departamento, ou em Departamentos variados, dentro e fora da Universidade, interagindo e compartilhando as experiências, o conhecimento e os equipamentos, o que potencializa uma produção tecnológica mais bem formulada e com maiores chances de êxito. Um percentual considerável de artigos foi publicado em periódicos adeptos da filosofia da Open Archives Initiative (OAI), o que possibilita o acesso livre e favorece a disseminação dos resultados das pesquisas.

Palavras-chave: Produção tecnológica; Desenvolvimento tecnológico; Inovação tecnológica.

Metodologias que estimulam o compartilhamento de conhecimento: a experiência do Global Forum América Latina – GFAL

DRAGO, Isabela; SATO, Karoline Aparecida Scroch; RIBEIRO, Maxiliano, SILVA, Helena de Fátima Nunes. Metodologias que estimulam o compartilhamento de conhecimento: a experiência do Global Forum América Latina – GFAL. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 1, p. 38-49, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/3/20>. Acesso em: 6 set. 2011.

Resumo
Introdução. Investiga a contribuição das metodologias utilizadas no Global Forum America Latina (GFAL) como forma de compartilhamento de conhecimento, empregando a Investigação Apreciativa (IA) e a Facilitação Gráfica. Identifica a importância do ambiente para o compartilhamento, a importância da externalização do conhecimento e os fatores que facilitam o compartilhamento.
Método. Realiza uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, a partir de questionários aplicados aos coordenadores da área de Desenvolvimento Organizacional da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, promotora do evento no Brasil, e da análise da documentação relativa às metodologias utilizadas.
Resultados. Caracterizou-se o ambiente de pesquisa e, com base na tabulação dos dados obtidos pelo questionário, procedeu-se a análise sob as seguintes categorias: importância do ambiente, externalização do conhecimento, fatores facilitadores e as metodologias como facilitadoras do compartilhamento de experiências.
Conclusões. A Investigação Apreciativa (IA) pode ser considerada uma metodologia que facilita a construção de ambiente favorável (ba) para a criação de conhecimento assim como a Facilitação Gráfica contribui diretamente no processo de compartilhamento, pois facilita a explicitação dos conhecimentos.

Palavras-chave: Compartilhamento de conhecimento; Socialização do conhecimento; Investigação apreciativa; Facilitação gráfica; Gestão do conhecimento; Global Forum América Latina.

Plano estratégico para o ambiente acadêmico: estudo de caso em grupo de pesquisa da Universidade Federal do Paraná

GREEF, Ana Carolina; COSTA, Francisco Daniel de Oliveira; CASTILHO JUNIOR, Newton Corrêa de. Plano estratégico para o ambiente acadêmico: estudo de caso em grupo de pesquisa da Universidade Federal do Paraná. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento. Curitiba, v. 1, n. 1, p. 50-60, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/7/15>. Acesso em: 6 set. 2011.

Resumo
Introdução. A competição entre concorrentes atuantes no ambiente acadêmico tem características distintas daquela entre agentes inseridos no mercado competitivo organizacional. Os objetivos estratégicos da primeira categoria de concorrentes referem-se à visibilidade e ao posicionamento no mercado de pesquisadores, grupos de pesquisa, Universidades. Assim, a aplicação de um plano estratégico ao Grupo de Pesquisa Aplicada em Ciência, Informação e Tecnologia (GP-CIT), poderá – potencialmente – agregar valor a processos e decisões neste ambiente. Método. Pesquisa aplicada envolvendo os seguintes passos: caracterização do ambiente; identificação da principal demanda em relação tipo de planejamento e voltada para a definição do foco; síntese do posicionamento do ambiente frente a seu mercado de atuação; diagnóstico de fatores internos e externos; detalhamento da competência central; definição de direcionamento estratégico; esboço da estratégia nos níveis de negócios, colaboração e crescimento. Resultados. As características da cultura interna e externa do GP-CIT são favoráveis à realização do planejamento estratégico com vistas a reforçar o potencial de recursos, competências e oportunidades. Tais aspectos fundamentaram o delineamento da direção estratégica a ser seguida pelo Grupo no ambiente acadêmico, com foco em uma visão de longo prazo e apoio em missão, objetivos e valores de negócio. Estratégias de diferenciação, colaboração e crescimento foram formuladas conforme objetivos de atuação do GP-CIT no ambiente acadêmico, considerando-se a dinâmica competitiva a ele inerente. Conclusões. A implementação das estratégias deve seguir passos cautelosos e decisões bem fundamentadas, agregando perspectivas sólidas e competitivas à atuação. O pensamento estratégico, enquanto visão holística, passa a ser inserido na cultura do Grupo de maneira a modificar não apenas processos a ele relacionados, mas todo o paradigma de atividades e competições no ambiente acadêmico.

Palavras-chave: Planejamento estratégico; Universidade Federal do Paraná; Grupos de pesquisa; Competitividade; Gestão da informação.

Mineração de dados: busca de conhecimento sobre a evolução do canto da família Thamnophilidae

COSTA E SILVA, Letícia da; TSUNODA, Denise Fukumi; DESLANDES, Viviane. Mineração de dados: busca de conhecimento sobre a evolução do canto da família Thamnophilidae. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, v. 1, n. 1, p. 61-70, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/5/4>. Acesso em: 6 set. 2011.

Resumo
Introdução. Descreve a utilização de uma técnica de mineração de dados sobre o canto, a biologia e o micro-habitat da família Thamnophilidae (Aves) a fim de encontrar padrões que os relacionem. Método. Uma base de dados foi construída em planilha Excel® relacionando 82 espécies da família da ave Thamnophilidae com diversos atributos referentes às características do canto, da biologia e do micro-habitat em que são encontradas. Na análise utilizou-se o algoritmo Apriori no software WEKA 3.7.1. Resultados. Ao associar os diferentes atributos de 82 espécies diferentes considerando o suporte mínimo de 10% e a confiança mínima de 90% foram encontrados 172 padrões, dos quais 42 continham um dos atributos do canto: PC1 e PC2. Os padrões que relacionavam o atributo PC2 foram os mais significativos ao indicar a relação deste com o tamanho e gênero da família. Os resultados colaboraram para gerar a hipótese de que os atributos do canto possuem comportamentos não relacionados. Conclusões. O experimento demonstrou que o algoritmo pode ser melhor aproveitado em bases de dados maiores e/ou cuja padronização dos dados apresente menor número de categorias, o que pode ser uma limitação no campo da macroecologia. Mas, ao mesmo tempo, se mostrou um instrumento alternativo para o estudo exploratório de relações entre diversos atributos, cujos resultados podem servir de objetos de análises mais aprofundadas.

Palavras-chave: Mineração de dados; Bases de dados; Aves florestais; Thamnophilidae (ave); Cantos dos pássaros.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos