//
arquivos

Biblionline

Esta categoria contém 14 posts

Sentidos de leitura em bibliotecas nomeadas alternativas

BASTOS, Gustavo Grandini; ROMÃO, Lucília Maria Sousa. Sentidos de leitura em bibliotecas nomeadas alternativas. Biblionline, João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 1-9, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/4900/3705>. Acesso em: 17 fev. 2013.

Resumo
Nesse trabalho, mobilizamos a noção de leitura da Análise do Discurso de matriz francesa para investigar como ela é discursivizada no âmbito de bibliotecas nomeadas alternativas, no caso espaços de leitura pouco convencionais. Assim, analisamos dizeres de sujeitos-leitores inseridos dentro de quatro bibliotecas desse tipo, quais sejam: a Barca dos Livros de Santa Catarina que leva a leitura através de um barco; a biblioteca Becei de Paraisópolis, localizada
dentro de uma favela em São Paulo; a biblioteca itinerante Leitura de Barraco, espalhada em um assentamento rural do Movimento dos Sem-Terra (MST) e a Borrachalioteca de Sabará em Minas Gerais, instalada dentro de uma borracharia. Observamos que essas bibliotecas são faladas como espaços que rompem com o estereotipo de lugar que silencia, cala seus leitores e normatizado por regras rígidas e que instalam a imagem de um lugar que permite troca de sentidos sobre práticas e gestos de leitura.

Palavras-chave:

Usabilidade – um estudo de caso dos webOPACs dos sistemas Aleph e Sophia na Biblioteca Ministro Rubem Rosa do TCU

DANTAS, Suellen Fernandes; GOTTSCHALG-DUQUE, Cláudio. Usabilidade – um estudo de caso dos webopacs dos sistemas Aleph e Sophia na Biblioteca Ministro Rubem Rosa do TCU. Biblionline, João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 10-24, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/4901/3706>. Acesso em: 17 fev. 2013.

Resumo
Da usabilidade em webOPACs a partir da utilização de ferramentas de busca em bibliotecas online. O trabalho foi desenvolvido tendo como base o catálogo da biblioteca Ministro Ruben Rosa, do Tribunal de Contas da União (TCU) que utiliza os softwares Aleph e SophiA. Teve por objetivo verificar a usabilidade nos respectivos softwares analisando qual demonstra ser mais amigável. A biblioteca do TCU participa da Rede Virtual de Bibliotecas – Congresso Nacional
(RVBI) e atualmente está desenvolvendo sua própria rede, que será composta pelas bibliotecas de suas regionais. Como participante da RVBI, ela utiliza o software Aleph e para a rede que está
desenvolvendo utiliza o software SophiA.

Palavras-chaves: Usabilidade. Recuperação da Informação. Aleph. SophiA.

Marketing e endomarketing na Biblioteca Central da UFPB: subsídios para uma ação na Divisão de Serviços ao Usuário

DIAS, José Heládio Costa; DUARTE, Emeide Nóbrega. Marketing e endomarketing na Biblioteca Central da UFPB: subsídios para uma ação na Divisão de Serviços ao Usuário. Biblionline, João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 25-52, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/4902/3707>. Acesso em: 18 fev. 2013.

Resumo
Trata de uma análise dos serviços realizados pelas Seções da Divisão de Serviços aos Usuários (DSU) da Biblioteca Central (BC) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no sentido de, criar subsídios para ações de marketing e endomarketing. Apresenta embasamento teórico em autores clássicos e modernos, sobre Marketing e Endomarketing além de resgatar a história da Biblioteca em foco e de seu funcionamento. Foi utilizada uma metodologia de caráter exploratório, de cunho qualitativo e quantitativo, com dados coletados por meio de questionários aplicados aos clientes internos e externos da biblioteca. De forma geral, descobriu-se o alto nível de incoerência das clientelas, quanto ao (des)conhecimento dos serviços da DSU; a falta de concordância pelos usuários internos sobre a missão da instituição; o descaso da mesma com o ambiente; e a falta de conhecimento dos clientes externos quanto aos serviços da DSU. Os resultados demonstraram que a instituição necessita de ações
de marketing e endomarketing, além de atenção aos preceitos de preservação e conservação, que incluem serviços de higienização do ambiente. Os resultados, enfim, mostram um panorama que contribui com a promoção e conhecimento dos serviços, de forma a colaborar para um bom funcionamento, como também, para subsidiar futuras ações que os gestores da Biblioteca Central devem adotar.

Palavras-chave: Marketing em unidade de informação. Endomarketing em unidade de informação. Serviços aos usuários de Biblioteca.

O sistema de automação em bibliotecas OpenBiblio aplicado à disciplina automação em bibliotecas

SILVA, Márcio Bezerra da; DIAS, Guilherme Ataíde. O sistema de automação em bibliotecas OpenBiblio aplicado à disciplina automação em bibliotecas. Biblionline, João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 53-71, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/4903/3708>. Acesso em: 18 fev. 2013.

Resumo
Este artigo apresenta a relação entre a biblioteca, o processo de automação e o profissional de informação. Aborda os principais requisitos que um Sistema de Automação em Bibliotecas (SAB) deve possuir no momento da sua escolha. Apresenta modelos de SABs com base nos diferentes paradigmas de classificação. Estuda o uso do SAB OpenBiblio na disciplina Automação em Bibliotecas. Utiliza como instrumento de pesquisa um questionário aplicado no período 2009.1 aos alunos concluintes do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) que haviam cursado a disciplina Automação em Bibliotecas no período 2006.1. Apresenta completa aprovação dos alunos quanto ao uso do SAB OpenBiblio.

Palavras-chave: Sistema de Automação em Bibliotecas. Software Proprietário. Software Livre. OpenBiblio. Tecnologia da Informação.

Serviço de referência virtual: uma análise nas Bibliotecas Universitárias de Natal

GALVÃO NETO, Sebastião Lopes; SILVA, Eliane Ferreira da. Serviço de referência virtual: uma análise nas Bibliotecas Universitárias de Natal. Biblionline, João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 72-81, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/4904/3709>. Acesso em: 18 fev. 2013.

Resumo
Analisa o Serviço de Referência Virtual nas principais Bibliotecas Universitárias de Natal, RN. Conceitua a Biblioteca Universitária e descreve o Serviço de Referência tradicional. Enfoca o surgimento do Serviço de Referência Virtual (SRV) que se deu com advento das
tecnologias de informação e comunicação (TICs) ao proporcionar mudanças nos serviços e produtos oferecidos pelas bibliotecas. Apresenta o principal objetivo do Serviço de Referência Virtual. Através do correio eletrônico, permite interatividade e dinamicidade virtual. A metodologia da pesquisa apresenta uma abordagem qualitativa, utilizando como instrumento de coleta de dados o questionário e a observação. Identifica e analisa o SRV e conclui que
este é uma realidade nas principais bibliotecas universitárias de Natal.

Palavras – Chaves: Biblioteca Universitária; Serviço de Referência Virtual; Internet.

O cordel como fonte de informação: a vivacidade dos folhetos de cordéis no Rio Grande do Norte

GAUDÊNCIA, Sale Mário; BORBA, Maria do Socorro de Azevedo. O cordel como fonte de informação: a vivacidade dos folhetos de cordéis no Rio Grande do Norte. Biblionline, João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 82-92, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/4905/3710>. Acesso em: 18 fev. 2013.

Resumo
Apresenta uma caracterização geral da literatura popular (até 2005) objetivando analisar o nível de importância que vem sendo dada à literatura de cordel como fonte informacional no Rio Grande do Norte. Enfoca sua trajetória da Europa até o Brasil, levando em conta seu
fortalecimento no nordeste brasileiro. Descreve o cordel a partir de um cenário que trata das décadas de ouro (1920-1950) do cordel e sua forma de classificar, de sua influência nas belas artes e do cordel no atual cenário potiguar. Mostra o que seja fonte de informação e a partir dessa ótica, o cordel como fonte de informação e o papel bibliotecário neste processo. Discorre sobre os procedimentos metodológicos trabalhados através uma discussão em torno da pesquisa, seu universo, seus atores, instrumentos (pesquisa bibliográfica, eletrônica e realização de entrevista focalizada) e seus procedimentos. Trabalha a análise dos dados a partir da relação cordel e cordelista e cordel e biblioteca. Com os dados, pôde-se fazer uma análise qualitativa dos resultados e identificar a atual situação do cordel no estado potiguar. Conclui apontando um parecer, as perspectivas e faz recomendações para a literatura de cordel no RN.

Palavras-chave: Literatura de Cordel. Fonte de Informação. Cultura Popular.

Diagnóstico do arquivo da Orquestra Sinfônica da Paraíba – OSPB


SOUZA, Ana Claudia Medeiros de; MELO, Denise Gomes Pereira de. Diagnóstico do arquivo da Orquestra Sinfônica da Paraíba – OSPB. Biblionline, João Pessoa, v. 5, n. 1-2, 2009. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/3941/3106 > Acesso em: 08 mar. 2010.

Resumo
Os arquivos são fundamentais quando se trata de organização e preservação de qualquer que seja o suporte de informação. Para as Orquestras não é diferente, pois o desempenho das mesmas está completamente relacionado com a qualidade e eficiência dos serviços oferecidos por seus arquivos que reúnem partes e partituras. O texto aborda primeiramente alguns conceitos de arquivo, com seus aspectos históricos, finalidades e funções, preservação e conservação documental, a classificação e organização. Trata do profissional arquivista e do arquivo de orquestra. Descreve a metodologia utilizada na pesquisa, as técnicas aplicadas, como a entrevista utilizada na coleta de dados. Em seguida, analisa os dados donde se conclui que o Arquivo da OSPB se encontra com diversos problemas como o acervo de partituras organizado de maneira rudimentar, com a sua estrutura física comprometida, os funcionários sem formação arquivística, nem mesmo cursos de capacitação na área. É importante ressaltar que essa não é só uma realidade da OSPB e sim, da maioria das orquestras dos estados brasileiros.
Palavras-chave: Arquivo; Arquivo de Orquestra; Orquestra; Partes e Partituras; Acervo.

A Ciência da Informação e suas relações arte e museu de arte


RODRIGUES, Bruno César; CRIPPA, Giulia. A Ciência da Informação e suas relações arte e museu de arte. Biblionline, João Pessoa, v. 5, n. 1-2, 2009. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/3942/3107 > Acesso em: 08 mar. 2010.

Resumo

Verifica-se que não há consenso em definir objetos ou produtos conceituais como sendo obra de arte. Em dados momentos arte é aquilo que foi exposto em um museu. Em outros momentos é o artista quem confere à sua própria obra o estatuto de obra de arte, bem como o público, o crítico, o historiador ou outros personagens desse campo. Com base nisso, buscou-se desenvolver um estudo exploratório quanto aos museus, em específico os museus de arte, e quanto à arte e alguns de seus aspectos. Através do estudo, foi constituído um corpus teórico que possibilita a compreensão da complexidade ou subjetividade das definições de arte e obra de arte, bem como alguns aspectos intrínsecos ao tema. Quanto ao museu, abordou-se seu histórico e sua evolução de maneira breve. Foram observadas também algumas das relações entre a ciência da informação, o campo da arte e do museu.

Palavras-Chave: Ciência da Informação; Arte – Crítica; Arte  – Teoria; Museu – História; Museu de arte.

A democratização da informação na internet: um estudo sobre a ferramenta Google


PINUDO, Fabíola da Silva; GOMES, Sandra Lúcia Rebel. A democratização da informação na internet: um estudo sobre a ferramenta Google. Biblionline, João Pessoa, v. 5, n. 1-2, 2009. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/3943/3108 > Acesso em: 08 mar. 2010.

Resumo
Este artigo analisa a importância do Google no processo de democratização da informação no ciberespaço. Apresenta a história da empresa e as características dos recursos segundo suas vocações de conectar pessoas e conteúdos. Demonstra, ainda, o estreitamento entre o Google e a área de Biblioteconomia e Documentação na medida em que são analisadas as implicações das ferramentas que tão comumente utilizamos em nossas práticas profissionais
Palavras-chaves: Internet; Google; Democratização da Informação; Biblioteconomia e Documentação.

Automação: a inserção da biblioteca na tecnologia da informação


MARQUES, Anielma Maria Rodrigues; PRUDÊNCIO, Ricardo Bastos Cavalcante. Automação: a inserção da biblioteca na tecnologia da informação. Biblionline, João Pessoa, v. 5, n. 1-2, 2009. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/3944/3109 > Acesso em: 08 mar. 2010.

Resumo
A tecnologia da informação tem contribuído para a existência de uma grande variedade de softwares para automação de bibliotecas no mercado brasileiro: gratuitos, livres, comerciais, especializados, para grandes ou pequenos acervos. Neste contexto, o uso de um destes programas torna-se imprescindível para que haja uma efetiva inserção da biblioteca na tecnologia da informação. Esta pesquisa busca demonstrar, a partir da proposta para um método de escolha de software de automação de bibliotecas, a necessidade da escolha de um programa que se adéqüe melhor às necessidades específicas do centro de informação, utilizando para tal fim recursos avaliativos disponíveis na literatura especializada na área de biblioteconomia.
Palavras-chave: Automação de bibliotecas; Software para automação de bibliotecas; Avaliação de software; Tecnologia da informação.

A responsabilidade social e ética e a inclusão da afrodescendentes em discursos de profissionais da informação em universidades públicas


SANTANA, Vanessa Alves; AQUINO, Mirian de Albuquerque. A responsabilidade social e ética e a inclusão da afrodescendentes em discursos de profissionais da informação em universidades públicas. Biblionline, João Pessoa, v. 5, n. 1-2, 2009. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/3945/3110 > Acesso em: 08 mar. 2010.

Resumo
O estudo tem como objetivo analisar a relação responsabilidade social e ética de profissionais da informação e a inclusão de afrodescendentes à luz de conhecimentos interdisciplinares, buscando a concepção de disseminação da informação que norteia as ações de profissionais da informação. Faz uma breve discussão sobre o percurso do (a) negro (a) africano (a), a travessia de longa duração pelo Atlântico, o dezenraizamento da pátria-mãe e as ações dos (as) colonizadores (as) sobre negros (as) para servirem como mão-de-obra em condições desumanas no solo brasileiro. Discute as atuais políticas de inclusão que mantêm um panorama excludente em todos os setores da atual sociedade, principalmente, nas universidades públicas. A abordagem qualitativa como referencial metodológico permitiu a compreensão do fenômeno e a apreensão dos significados produzidos pelos sujeitos-participantes da pesquisa, possibilitando a reflexão sobre o que leva os (as) profissionais da informação – bibliotecários (as), docentes a agirem de uma forma e não de outra em seu ambiente natural, sem considerar a demarcação dos limites entre sujeito e o objeto. O instrumento de pesquisa utilizado foi o questionário aplicado aos sujeitos da pesquisa. Concluímos, a partir de uma análise discursiva que a responsabilidade social da Ciência da Informação/Biblioteconomia implicaria uma formação ética, atentando para o fundamento ético da educação desses (dessas) profissionais no sentido de ajudá-los a definir conteúdos, métodos e objetivos do ensino que visem o respeito aos grupos sociais socialmente vulneráveis e, sobretudo, afrodescendentes.
Palavras-Chave: Responsabilidade social-ética; Inclusão étnico-racial; Afrodescendentes; Profissionais da Informação

A importância dos arquivos públicos na construção da memória da sociedade


SILVA, Maria Amélia Teixeira da Silva; CRUZ, Adêmia Silva da Cruz, CAMPOS, Fabíola Mota; DIAS, Guilherme Ataíde. A importância dos arquivos públicos na construção da memória da sociedade. Biblionline, João Pessoa, v. 5, n. 1-2, 2009. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/3951/3114 > Acesso em: 08 mar. 2010.

Resumo
Destaca a importância das Instituições Arquivísticas como fonte de pesquisa e de preservação do patrimônio documental seja na esfera da administração pública municipal ou da administração pública federal. Para a realização desse estudo, a metodologia utilizada foi desenvolvida mediante amostras probabilísticas casuais simples, com a aplicação de questionários contendo perguntas abertas e levantamento bibliográfico. A revisão de literatura compreendeu pesquisas nos periódicos científicos nacionais da área de Arquivologia e Ciência da Informação, disponíveis no Portal de Periódicos da Capes e no Portal SEER/IBICT, além de livros e websites. Após a coleta de dados, estes foram categorizados para facilitar possíveis análises e discussões acerca do tema. Mediante os resultados apresentados, concluiu-se que a necessidade de organização dos arquivos públicos e o valor administrativo, fiscal, legal e histórico do acervo documental, devem ser de fundamental importância para o cotidiano das instituições e pessoas que podem utilizá-los para pesquisas que constroem a memória histórica, a identidade e a cultura do cidadão e da sociedade.
Palavras-chave: Arquivos; Arquivos Públicos; Memória; Preservação Documental.

Informação como subsídio para a composição musical


PAIVA, Juliana da Silva; GARCIA, Joana Coeli Ribeiro. Informação como subsídio para a composição musical. Biblionline, João Pessoa, v. 5, n. 1-2, 2009. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/3950/3113 > Acesso em: 08 mar. 2010.

Resumo
Aborda o papel da informação na composição musical, evidenciando sua aplicação como fonte nesse processo e como ocorre essa interação. Assim, objetiva analisar a informação como subsídio teórico para os professores que ministram a disciplina Composição Musical, do Curso de Bacharelado em Música, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Para alcançar esse objetivo, optou-se por uma abordagem qualitativa, e como instrumento de pesquisa para a coleta de dados, a entrevista semi-estruturada. Entre os fatores analisados, o resultado foi positivo, no que tange ao processo imprescindível, harmonioso e interativo da informação como fonte para a composição musical, apesar de haver revelado, também, alguns obstáculos na busca dessa informação. Conclui-se que a informação é um componente essencial, visto como insumo de trabalho para os professores de Composição Musical, do Curso de Bacharelado em Música da UFPB. Ainda assim, existe um déficit de material informacional para atendimento das necessidades da área.
Palavras-chave: Informação para Composição Musical; Fontes de Informação para Composição Musical; Acesso e uso da informação; Barreira informacional.

Responsabilidade ética e social do profissional da informação


FONSECA, Juliana Soares da, GARCIA, Joana Coeli Ribeiro. Responsabilidade ética e social do profissional da informação. Biblionline, João Pessoa, v. 5, n. 1-2, 2009. Disponível em: < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/3952/3115 > Acesso em: 08 mar. 2010.

Resumo
Na atualidade, a preocupação com princípios éticos e valores morais nos faz refletir sobre uma sociedade com atividades de responsabilidade social. Esse conceito foi difundido depois da expansão da globalização: nas sociedades, nas empresas, nas instituições, em bibliotecas com funcionários, clientes e todos que se relacionam com qualquer uma dessas instituições. Tal conceito é a base da pesquisa que objetiva identificar e analisar os procedimentos de responsabilidade ética e social do profissional da informação. Adota uma abordagem qualitativa, desenvolvida em pesquisa de campo, realizada por meio de um questionário semi-estruturado, aplicado em sete bibliotecas de Instituições de Ensino Superior (IES) privadas que trabalham com responsabilidade ética e social na cidade de João Pessoa / PB. Portanto, os sujeitos são sete coordenadores de bibliotecas. Os dados coletados e analisados sugerem que os profissionais devem ampliar seus conhecimentos para suas responsabilidades, além de ter iniciativas e atitudes em suas ações. Os resultados demonstram uma visão desatualizada tanto por parte dos profissionais, como das instituições a que pertencem, acerca das atitudes de responsabilidade ética e social. Na verdade, eles adotam maneiras relacionadas ao assistencialismo, filantropia – primeiro conceito percebido como de responsabilidade social.
Palavras-chave: Responsabilidade social; Profissional da informação; Responsabilidade social do profissional da informação.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos