//
arquivos

Biblos

Esta categoria contém 39 posts

Produção científica dos alunos do curso superior de Tecnologia em Cosmetologia e Estética Da Univali: período 2007 a 2010

LINHARES, Fernanda Cardoso; BRANCO, Vanessa Delfes; MACHADO, Marli. Produção científica dos alunos do curso superior de Tecnologia em Cosmetologia e Estética Da Univali: período 2007 a 2010. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 2, p. 101-120, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/biblos/article/view/2684/1523 &gt;. Acesso em: 30 dez 2012.

Resumo
O curso de Cosmetologia e Estética vem acrescentando conhecimento na área por meio de pesquisa científica, ao desenvolver no último período do curso o trabalho de iniciação científica (TIC). Este estudo teve como objetivo verificar a quantidade de TICs desenvolvidos no período 2007- 2010, bem como as linhas de pesquisa e temáticas mais trabalhadas, quais os professores que mais orientam, metodologia escolhida, as palavras chaves mais utilizadas e número de referências nacionais e internacionais utilizadas pelos acadêmicos para a elaboração dos trabalhos. Caracterizou-se como uma pesquisa documental do tipo descritiva, com abordagem quali-quantitativa. No período de 2007 a 2010 foram realizados 199 TICs. Quanto a metodologia, a pesquisa bibliográfica, do tipo exploratória com abordagem qualitativa foi a mais utilizada. Em relação a utilização de material bibliográfico para seus estudos, percebeu-se uma maior procura por obras nacionais. Espera-se que os resultados possibilitem uma orientação para futuras pesquisas científicas, envolvendo as áreas que precisam de um melhor aporte científico, como é o caso da área de ética profissional, nutrição e maquiagem.

Palavras-chave: Produção científica. Trabalhos de Conclusão de Curso. Cosmetologia e Estética. Trabalho de Iniciação Científica.

Anúncios

Estudo dos agentes externos no acervo da Biblioteca Central da Universidade Federal de Santa Maria/RS

ARABIDIAN, Lizandra Veleda. CONSTANTE, Sônia Elisabete. Estudo dos agentes externos no acervo da Biblioteca Central da Universidade Federal de Santa Maria/RS. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 2, p. 91-100, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/biblos/article/view/2423/1494&gt&gt;. Acesso em: 30 dez 2012.

Resumo
Este trabalho apresenta um estudo dos agentes biológicos no acervo da área da saúde da Biblioteca Central da UFSM. Por meio deste, procurou-se ressaltar a importância da conservação documental, uma vez que pode ser considerada uma das funções fundamentais para a preservação dos acervos de bibliotecas e arquivos. A pesquisa partiu da realidade da Biblioteca Central, isto é, dos problemas ambientais levantados através das coletas de dados feitas através da análise da existência de micro-organismos presentes no ambiente e nos materiais, bem como as condições de umidade, ventilação e temperatura. Os resultados obtidos demonstraram a necessidade de usar recursos para a correção de índices elevados de umidade no subsolo da Biblioteca Central, de controle de temperatura e para ventilação.

Palavras-chave: Agentes Biológicos. Acervo. Biblioteca Central. UFSM.

Estudo de usuários como recurso para a difusão de um arquivo:o caso da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

CÊ, Graziella; PEDRAZZI, Fernanda. Estudo de usuários como recurso para a difusão de um arquivo:o caso da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 2, p. 75-90, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/biblos/article/view/2277/1501 >. Acesso em: 30 dez 2012.

Resumo
O artigo é baseado na Monografia de pós-graduação defendida em 2010, no Curso de Gestão em Arquivos da UFSM, cujo título é “Estudo de usuários: recurso para a difusão do arquivo da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre”. O objetivo desse artigo é demonstrar o perfil e as necessidades dos usuários do mencionado arquivo a partir da pesquisa realizada, possibilitando, planejar ações de difusão de modo a disponibilizar as informações arquivísticas de forma eficiente e eficaz, buscando melhorar a qualidade do atendimento e a satisfação dos usuários. Para obter os dados foi aplicado um questionário, composto de 17 questões, entre os usuários selecionados que frequentaram o Arquivo no período de 2008 a 2010. O Arquivo é predominantemente administrativo, já que é utilizado, em sua grande maioria, pelos usuários internos técnico-administrativos.

Palavras-chave: Marketing. Difusão. Estudo de usuários.

Conviver o momento da transição: Universidade Federal de Santa Catarina – sem papel

BAHIA, Eliana Maria dos Santos; Blattmann, Ursula. Conviver o momento da transição: Universidade Federal de Santa Catarina – sem papel. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 2, p. 57-74, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/biblos/article/view/2683/1503&gt;. Acesso em: 30 dez 2012.

Resumo
O estudo discute o projeto “UFSC sem papel” desenvolvido pela Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia e da Informação e Comunicação. O objetivo da implantação do respectivo projeto aponta a mudança de suporte físico para o digital do sistema digital de gestão integrada, implantado na Universidade Federal de Santa Catarina em 18 de outubro de 2010. Pesquisa exploratória, descritiva e documental. Entre os resultados destacam-se 29.412 processos efetuados em 2011 e 758 pessoas capacitadas. As conclusões indicam a necessidade de estudar aspectos da preservação documental, técnicas e instrumentos gestão, aplicar o planejamento e ações nos procedimentos administrativos (tarefas e atividades) e inserir a presença de atuação profissional do arquivista. A preservação documental visa garantir o acesso e a autenticidade, agilidade, fidedignidade dos documentos e a capacidade de interoperabilidade dos sistemas para atender a comunidade universitária.

Palavras-chave: Universidade Federal de Santa Catarina – sem papel. Preservação digital. Políticas de preservação. Gestão de documentos.

Colaboração científica e análise das redes sociais

MAIA, Maria de Fátima Santos; ZANOTTO, Sônia Regina; CAREGNATO, Sônia Elisa. Colaboração científica e análise das redes sociais. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 2, p. 43-56, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/biblos/article/view/2274/1524&gt;. Acesso em: 30 dez 2012.

Resumo
O presente estudo apresenta a analise das redes de colaboração de uma comunidade científica da área da saúde, através das co-autorias dos artigos publicados em um período de doze anos (1991-2002). Foram analisados os agrupamentos de autores, suas relações, conexões e padrões de relacionamento, com o objetivo de responder as seguintes questões: 1) Existe relação entre produtividade e colaboração? 2) Os indivíduos que compõe a rede foram sempre os mesmos ao longo do período estudado? 3) Quais as características de agrupamentos dos autores em artigos científicos? 4) Os agrupamentos tem um tamanho constante ou se alteraram ao longo do tempo? Os resultados mostram que, nesta comunidade específica, não foi encontrada relação entre número de autores e produtividade. Foi evidenciado um padrão de publicação bastante colaborativo, pois o grafo da rede que representa as colaborações mostra um número de laços relacionais que cresceu ao longo do período.

Palavras-chave: Comunicação científica. Colaboração científica. Análise de Redes Sociais (ARS).

Classificação: uma análise comparativa entre a Classificação Decimal Universal – CDU e a Classificação Decimal de Dewey – CDD

ANDRADE, Lucas Veras de; BRUNA, Dayane; SALES, Weslayne Nunes de. Classificação: uma análise comparativa entre a Classificação Decimal Universal – CDU e a Classificação Decimal de Dewey – CDD. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 2, p. 31-42, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/biblos/article/view/2088/1497&gt;. Acesso em: 30 dez. 2012.

Resumo
A classificação se origina da necessidade do ser enquanto indivíduo tornar acessível o conhecimento, e para que essa acessibilidade se realize é necessário que tenhamos a informação organizada para possível recuperação da mesma. Desse modo, entendemos a classificação como um ato de ordenação, agrupamento ou distribuição em classes ou categorias na perspectiva de uma ordem e método. O trabalho objetiva construir uma análise comparativa entre a Classificação Decimal de Dewey – CDD e a Classificação Decimal Universal – CDU identificando vantagens e desvantagens de ambas de modo que possamos apresentar um detalhamento dos sistemas de classificações mencionados, estabelecendo um parâmetro geral que possibilite a compreensão adequada do uso dos mesmos para os centros informacionais. A pesquisa segundo seus objetivos se caracteriza como analítica, onde a coleta de dados bem como os procedimentos metodológicos deu-se a partir de uma pesquisa bibliográfica, relacionando-se com a prática profissional bibliotecária, a usabilidade dos sistemas nos centros informacionais bem como sua representatividade na recuperação da informação. Para que pudéssemos alcançar a finalidade estabelecida no estudo recorremos a leituras de Piedade (1983), Lago (2009), Souza (2010) entre outros.

Palavras-chave: Classificação Documentária. CDD. CDU.

Arquivo universitário: implantação de políticas de gestão de documentos no gabinete do vice-reitor UFSM

CISCATO, Maria Flores; CARGNELUTTI, Laís Siqueira; GARCIA, Olga Maria Corrêa; CARPES, Franciele Simon. Arquivo universitário: implantação de políticas de gestão de documentos no gabinete do vice-reitor UFSM. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 2, p. 9-30, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/biblos/article/view/2253/1496&gt;. Acesso em: 30 dez. 2012.

Resumo

Este trabalho é resultado da pesquisa realizada no Gabinete do ViceReitor da Universidade Federal de Santa Maria – RS. Tem como finalidade apresentar as atividades de implantação de políticas de gestão documental, a fim de dar continuidade à implementação e estabelecimento de políticas adotadas pelo Departamento de Arquivo Geral. Assim, evidencia-se a importância de seguir as políticas do Sistema de Arquivos da Universidade Federal de Santa Maria (SIARQ), e também de incluir as acadêmicas responsáveis pelo projeto nas práticas teórico-científicas, a fim de aliar a teoria adquirida no decorrer do curso de Arquivologia com a prática de uma realidade institucional. Dessa maneira Para alcançar este objetivo, primeiramente foi realizado um diagnóstico do acervo documental para subsidiar a proposta de ações arquivísticas. Esta proposta, elaborada com base na revisão de literatura realizada, foi aprovada. Entre junho e novembro de 2011 esta proposta foi implementada. Neste sentido, este trabalho descreve a implementação desta política de gestão documental, ressaltando a sua relevância dentro de uma instituição, contribuindo para a eficiência na agilidade e no acesso à informação.

Palavras-chave: Arquivo universitário. Política de gestão documental. Sistema de arquivos. UFSM.

Ética profissional bibliotecária evidenciada nos discursos apresentados nos periódicos científicos brasileiros e espanhóis

STUMPF, Katiusa. Ética profissional bibliotecária evidenciada nos discursos apresentados nos periódicos científicos brasileiros e espanhóis. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 1, p. 103-130, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/2014/1222>. Acesso em: 08 maio 2012.

Resumo
O conjunto de representações discursivas acerca de temas relativos à Ética na produção científica brasileira e espanhola de Biblioteconomia e Ciência da Informação é o enfoque principal deste estudo que advém da análise de periódicos desses campos de conhecimento. Buscou-se conhecer os fundamentos filosóficos e doutrinários, as temáticas e abordagens e as tendências da discussão ética na produção periódica brasileira e espanhola de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Metodologicamente foi utilizada a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo, formulada por Fernando Lefèvre e Ana Maria Cavalcanti Lefèvre. Conclui-se que a Ética é um tema pouco abordado nas fontes pesquisadas, embora se perceba a preocupação com o tema por parte de alguns profissionais da informação que escrevem e publicam sobre o assunto. As temáticas encontradas correspondem aos interesses da sociedade e aos profissionais da informação.

Palavras-chave:  Ética Bibliotecária. Moral e Biblioteconomia. Deontologia  Profissional. Produção Científica Brasileira. Produção Científica Espanhola

Centro de Multimeios Poeta Alberto de Moura: conhecendo seu ambiente através da análise de sua comunidade escolar na cidade de Ipaumirim-Ceará

PEREIRA, Vanildo Pontes. Centro de Multimeios Poeta Alberto de Moura: conhecendo seu ambiente através da análise de sua comunidade escolar na cidade de Ipaumirim-Ceará. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 1, p. 81-102, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/1937/1227>. Acesso em: 08 maio 2012.

Resumo
A pesquisa aborda o conhecimento dos usuários do Centro de Multimeios  Poeta Alberto de Moura, da cidade de Ipaumirim, Ceará, sobre seu ambiente e as atividades oferecidas à sua comunidade escolar. Tem o objetivo de estudar, na percepção dos usuários, o contexto geral do Centro de Multimeios para conhecer e vivenciar a realidade nesse ambiente de conhecimento. A análise é feita através de estudo referencial e estudos de usuários. A pesquisa proporcionou uma avaliação dos principais pontos em que a biblioteca escolar precisa melhorar. Também proporcionou uma nova característica presente numa biblioteca escolar, a experiência de fazer um trabalho coletivo, em que a participação mútua da comunidade escolar era presente na realização do objetivo do artigo.

Palavras-chave: Biblioteca escolar. Centro de Multimeios. Usuários.

A subjetividade da relevância na recuperação da informação: análise a partir de imagens representativas

RAMOS, Clériston Ribeiro; MUNHOZ, Deise Parula. A subjetividade da relevância na recuperação da informação: análise a partir de imagens representativas. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 1, p. 69-79, jan./jun. 2011. Disponível em: http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/1932/1229>. Acesso em: 08 maio 2012.

Resumo
O texto discute a subjetividade na busca da informação e como cada item recuperado pode ser relevante ou não, dependendo do interesse do usuário. Como método de pesquisa, foram selecionadas 24 ilustrações,
dentre imagens complexas e imagens simples, sendo estas últimas comuns às realidades dos sujeitos pesquisados. Os participantes da pesquisa foram pessoas com diferentes perfis e com distintos níveis de
instrução escolar e diferentes ramos de atuação. A partir dos termos utilizados, foi possível observar que cada perfil de usuário atribui um nome para cada “rótulo”. Em termos práticos, se faz necessário um estudo
aprofundado do perfil do usuário que a biblioteca possui e em uma segunda etapa o uso de termos comuns aos usuários.

Palavras-chave: Recuperação da informação. Indexação. Estudo de usuário.

Bibliotheca Rio-Grandense: trajetória e percalços de uma biblioteca mais que centenária.

SILVA, Josiane. Bibliotheca Rio-Grandense: trajetória e percalços de uma biblioteca mais que centenária. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 1, p. 59-67, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/1984/1225>. Acesso em: 08 maio 2012.

Resumo
O presente artigo busca, em meio à analogia comparativa, traçar a trajetória de existência da biblioteca mais antiga do estado. Neste apanhado histórico elencam-se episódios da história da instituição que determinam seu caráter e o forte apego à comunidade rio-grandina. Mudanças de endereço, percalços enfrentados até a aquisição de sede própria, peculiaridades da administração e a contribuição da Bibliotheca Rio-Grandense para a educação rio-grandina são alguns episódios relatados nestas poucas linhas.

Palavras-chave: Bibliotecas. História. Biblioteconomia.

Bibliotecas prisionais enquanto espaços para o acesso a informação e a cidadania

SILVA NETO, Epitacio Gomes; LEITE, Francisca Chagas Dias. Bibliotecas prisionais enquanto espaços para o acesso a informação e a cidadania. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 1, p. 47-58, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/1945/1228>. Acesso em: 08 maio 2012.

Resumo
Considerando a realidade da pena de reclusão no âmbito prisional, este  artigo aborda através de pesquisa bibliográfica a importância das bibliotecas em presídios e como estas instituições podem auxiliar no
processo de reintegração social do preso. Apresenta a história das  bibliotecas e a inclusão da biblioteca em estabelecimentos prisionais ao longo do tempo. Diante do exposto, este artigo tem como objetivo central analisar a importância das bibliotecas prisionais enquanto espaços para o acesso à informação e à cidadania. Para tanto, realiza-se o confronto teórico com diferentes autores para fundamentar as discussões delineadas nesse processo investigativo. Desse modo, de acordo com o que foi pesquisado, pode-se afirmar que as bibliotecas prisionais constituem-se em importantes espaços para o acesso à informação e à cidadania.

Palavras-chave: Biblioteca prisional. Informação. Cidadania

A patrimonialização, e o arquivo enquanto patrimônio: um olhar antropológico

MEDEIROS, Enderson. A patrimonialização, e o arquivo enquanto patrimônio: um olhar antropológico. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 1, p. 35-45, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/1853/1226>. Acesso em: 08 maio 2012.

Resumo
Discute-se a política patrimonial brasileira tendo como foco a questão do patrimônio arquivístico, sua constituição, seu alargamento conceitual e a dinâmica de sua existência enquanto produção de sentido. Discorre-se sobre questões legais da política patrimonial e o diálogo com premissas conceituais que permeiam o olhar da compreensão do patrimônio arquivístico, como lugar de memória, de sentido testemunhal e de transmissão cultural. Acrescenta-se a essa discussão o caráter intrínseco ligado ao campo de estudo patrimonial que é o da representatividade das diversas manifestações culturais e sociais, contempladas numa política pública que considere todas as narrativas.

Palavras-chave: Cultura. Arquivos. Arquivologia. Patrimônio. Memória.

A contribuição da terminologia na construção de linguagens documentárias como os tesauros

FRAGA, Dóris;VAN DER LANN,  Regina Helena. A contribuição da terminologia na construção de linguagens documentárias como os tesauros. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 1, p. 21-34, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/1988/1224>. Acesso em: 08 maio 2012.

Resumo
Revisão de literatura sobre a contribuição da terminologia na construção de linguagens documentárias alfabéticas. Aborda a representação e recuperação da Informação, discorrendo sobre linguagens documentárias e, mais especificamente, sobre os tesauros. Explicita que tesauros são linguagens documentárias geralmente de um domínio específico do conhecimento, organizado de acordo com a rede conceitual da área específica. Ressalta a importância da terminologia na elaboração dos tesauros e sua atualização. Conclui que uma linguagem documentária do tipo de tesauros possibilita uma representação da informação mais adequada e compatível com a linguagem dos usuários, permitindo umarecuperação de informação com mais precisão e pertinência.

Palavras-chave: Tesauro. Terminologia. Representação da informação. Linguagens documentárias.

A biblioteca universitária e sua relação com o projeto pedagógico de um curso de graduação

MACHADO, Marli; Blattman, Ursula. A biblioteca universitária e sua relação com o projeto pedagógico de um curso de graduação. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n. 1, p. 9-20,  jan./jun. 2011.Disponível em: <http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/1993/1223>. Acesso em: 08 maio 2012.

Resumo
O presente artigo verificou a relação entre a biblioteca universitária e o  projeto pedagógico de um curso de graduação; analisou os fluxos e fontes de informação que subsidiam a formação universitária e sua expressão no projeto pedagógico. No referencial teórico são abordados assuntos relacionados com a comunicação científica e especificamente: a) biblioteca universitária; b) ensino superior no Brasil; c) projeto pedagógico; d) planos de ensino; e) fontes de informações; f) fluxo informacional. A pesquisa caracterizou-se como documental, do tipo descritiva do ponto de vista de seus objetivos e quali-quantitativa com relação à análise e abordagem do problema. Foi aplicada na Universidade do Vale do Itajaí. O universo da pesquisa se constituiu do projeto pedagógico e de todos os planos de ensino do curso de Administração com habilitação em Marketing. Foram identificados 45 planos de ensino, categorizadas as fontes de informação neles mencionadas; quantidade de bibliografias básicas e complementares indicadas por período do curso de graduação; Percebeu-se que os professores recomendam muitos títulos como  bibliografia básica, e 50% deles recomendam bibliografia complementar. Notou-se que a minoria dos professores indica fontes diferentes de Acervo Geral. Verificou-se que todas as bibliografias indicadas existem no acervo da biblioteca, entretanto o número de exemplares é insuficiente para atender a demanda de usuários. O estudo resgata a importância de uma biblioteca trabalhar de forma integrada com o setor pedagógico, coordenadores de cursos, professores e alunos de graduação, possibilitando a articulação de um acervo com qualidade, compreendendo a recomendação do CEE/SC.

Palavras-chave: Biblioteca universitária. Fontes de informação. Fluxo da informação. Projeto pedagógico. Planos de ensino.

A formação pedagógica do arquivista no Século XXI: o aprendizado do Hipertexto

SILVA NETO, Carlos Eugênio; LIMA, Janecely Silveira de; MACIEL, João Wandemberg Gonçalves. A formação pedagógica do arquivista no Século XXI: o aprendizado do Hipertexto. Revista Biblos. Rio Grande, v. 24, n. 2, p. 119-134, 2010. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1901/1031>. Acesso em: 24 jul. 2011.

Resumo
O momento atual tem provocado o surgimento de uma série de mudanças nas esferas sociais, econômicas, culturais e políticas globalizadas, em um processo irreversível e cada vez mais veloz. Uma das causas dessas transformações está relacionada às tecnologias digitais da informação e da comunicação (TDICs). As tecnologias digitais, aplicadas à educação, podem desempenhar um papel fundamental na inovação das funções dos futuros profissionais da Arquivologia e na criação de novas formas de pesquisa. Nesse sentido, o presente texto discute a importância do hipertexto na formação  pedagógica dos alunos de Arquivologia, pois acredita-se que, com a utilização desse instrumento de aprendizagem, o alunado tornar-se-á ativamente participante do processo de acesso e de uso de informações e da construção de conhecimentos. Contextualiza-se o papel da Pedagogia em colaboração com os agentes informacionais  – os professores  – no que se refere à seleção precisa das informações contidas em páginas hipertextuais. O  corpus é formado por relatos, aplicação de questionário e observações feitas em sala de aula com os sujeitos da pesquisa – uma parcela de alunos do curso de bacharelado em  Arquivologia da UEPB. Nas considerações finais, alvitram-se recomendações que  podem  contribuir para futuras pesquisas sobre a importância do hipertexto no processo de  construção acadêmica de futuros profissionais da informação.
Palavras-chave: Hipertexto. Ação pedagógica. TDIC. Arquivologia

A biblioteca pública: um papel determinado e determinante na sociedade

BRETTAS, Aline Pinheiro. A biblioteca pública: um papel determinado e determinante na sociedade. Revista Biblos. Rio Grande, v. 24, n. 2, p. 101-108, 2010. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1153/1030>. Acesso em: 24 jul. 2011.

Resumo

O artigo é baseado no referencial teórico da dissertação defendida em  2004, na ECI/UFMG, cujo título é A Sociedade Literária de Belo Horizonte:  um legado cultural da Biblioteca Municipal para a cidade. Nosso objetivo é  apresentar um breve estudo sobre a biblioteca pública, sob um prisma contextual,  em que são abordadas as funções de tal instituição, relacionadas aos aspectos constitutivos de uma sociedade  – cultura,  memória, identidade e ideologia. Este trabalho foi realizado sob uma ótica  interdisciplinar, tendo como metodologia o estudo em fontes bibliográficas. Apresenta-se a contribuição de historiadores, estudiosos da sociologia do conhecimento e bibliotecários. Assim, aponta-se como a trajetória da biblioteca pode ser determinada por uma ordem política dominante. Por outro lado, expõe-se como ela pode influenciar a trajetória da comunidade onde atua, através das atividades de leitura e escrita que são proporcionadas pela instituição.

Palavras-chave: Biblioteca  pública. Cultura. Escrita. Identidade. Ideologia. Leitura. Memória.

Considerações sobre o E-book:do Hipertexto à Preservação Digital

DZIEKANIAK, Gisele Vasconcelos; MORAES, Rosana Portugal Tavares de; MEDEIROS, Jackson da Silva; RAMOS, Clériston Ribeiro. Considerações sobre o E-book:do Hipertexto à Preservação Digital. Revista Biblos. Rio Grande, v. 24, n. 2, p. 83-100, 2010. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/index.php/biblos/article/view/1899>. Acesso em: 24  jul. 2011.

Resumo
O desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação imprimiu na sociedade contemporânea mudanças no processo de criação, tratamento e disseminação do conhecimento. Nesse cenário, surge um suporte de leitura pouco discutido: o e-book. O e-book trouxe novo estilo de escrita e leitura, além de alterar a forma de publicação e distribuição da informação. Nessa perspectiva,  este trabalho busca discutir, através de revisão de literatura, características do livro eletrônico, bem como suas vantagens e desvantagens, inserido em um contexto que vai desde a importância do hipertexto  – paradigma de leitura presente no contexto do livro eletrônico, ressaltando a importância da problemática da propriedade intelectual e, de forma introdutória, discute algumas das técnicas de preservação digital. Diante dos aspectos analisados, considera o  e-bookuma tecnologia coadjuvante ao livro impresso e um grande aliado no processo de disseminação da informação e da cultura. E, assim como qualquer documento/objeto digital, o livro eletrônico também necessita de maiores cuidados  no tocante à preservação, para que futuras gerações possam ter acesso ao conhecimento gerado e difundido por essas tecnologias de leitura e armazenagem de informação.
Palavras-chave: E-book. Livro eletrônico. Hipertexto. Editoração eletrônica. Propriedade intelectual. Preservação digital.

As Ciências Humanas no Museu Paraense Emilio Goeldi (1988- 2003): uma experiência de pesquisa a partir da Bibliometria

FIGUEIREDO, Elida Moura; SILVA, Maria Astrogilda Ribeiro. As Ciências Humanas no Museu Paraense Emilio Goeldi (1988- 2003): uma experiência de pesquisa a partir da Bibliometria. Revista Biblos. Rio Grande, v. 24, n. 2, p. 59-82, 2010. Disponível em: < http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/956/1028>. Acesso em: 24 jul. 2011.

Resumo
O  artigo aborda um estudo bibliométrico da produção científica  da Coordenação de Ciências Humanas (CCH) do Museu Paraense  Emílio Goeldi (MPEG). Como procedimentos metodológicos para levantar a produção  científica dos pesquisadores da instituição, foram utilizados os critérios de classificação do Ministério da Ciência  e Tecnologia (MCT), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), e como indicadores de levantamento dos dados, foram utilizadas informações da Plataforma Lattes, documentos institucionais e bases de dados de produção científica dos pesquisadores do Museu Goeldi. Os resultados apontam para uma predominância de publicações no periódico da instituição, o  Boletim do Museu Paraense  Emílio Goeldi, Série Antropologia, que reúne artigos das três áreas levantadas nesta pesquisa (Antropologia, Arqueologia e Linguística), seguido por publicações em revistas científicas da área de Arqueologia.
Palavras-chave: Ciência da Informação.  Bibliometria. Produção científica. Métodos matemáticos.

Análise Critica do software Ant Movie Catalog sob o ponto de vista da organização da documentação audiovisual fílmica

ASHTOFFEN, Robson; SMIT, Johanna Wilhelmina. Análise Critica do software Ant Movie Catalog sob o ponto de vista da organização da documentação audiovisual fílmica. Revista Biblos. Rio Grande, v. 24, n. 2, p. 43-58, 2010. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1292/1027>. Acesso em 24 jul. 2011.

Resumo
O trabalho analisa criticamente a base de dados de filmes construída por Antoine Potten  chamada  Ant Movie Catalog, desenvolvida para  organização de um acervo de filmes em diversos formatos (DVD, CD,  VCD) e direcionada a um público-alvo de donos de locadoras de vídeo ou mesmo pessoas com um pequeno acervo caseiro. O artigo aponta as características da base quanto aos resultados na recuperação da informação fílmica, analisa seus campos de informação e sugere o acréscimo de campos importantes que tornariam a base mais funcional, na ótica documentária.
Palavras-chave: Recuperação da informação fílmica. Ant Movie Catalog.

A descrição de documentos fotográficos através da ISAD (G) e AACR2: aproximações e diferenças

ALBUQUERQUE, Ana Cristina de; MURGUIA, Eduardo Ismael. A descrição de documentos fotográficos através da ISAD (G) e AACR2: aproximações e diferenças. Revista Biblos. Rio Grande, v. 24, n. 2, p. 25-42, 2010. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1653/1016>. Acesso em 24 jul. 2011.

Resumo
A presente pesquisa aborda o documento fotográfico no âmbito de sua  descrição em arquivos e bibliotecas. Tem o objetivo de colocar lado a lado as  normas AACR2, utilizadas para a descrição bibliográfica em bibliotecas e a  norma ISAD (G) que, por sua vez, é o conjunto de regras para que seja  obtida a descrição arquivística. Uma análise panorâmica das regras expostas  é feita a partir dos modos de representação de cada uma: para a biblioteconomia, sua ficha que materializa o ato da descrição e disponibiliza o  item no acervo, tanto  online como manual, e, para a arquivologia, seus  instrumentos de pesquisa que, da mesma forma, oferecem aos usuários um  quadro não só do material como de todo o contexto de seu acervo. Sob a luz  dos princípios arquivísticos e da teoria do tratamento biblioteconômico,  reflete-se sobre a descrição de forma geral e nesta quando aplicada a um  documento que carrega particularidades e é alvo de debates que repercutem  na sua disponibilização para os usuários e em seu estudo de forma geral.

Palavras-chave: Documento fotográfico. Descrição bibliográfica. Descrição arquivística; Normalização.

Gerenciamento eletrônico de documentos na Universidade Federal de Santa Catarina

BAHIA, Eliana Maria dos Santos, FACHIN, Juliana. Gerenciamento eletrônico de documentos na Universidade Federal de Santa Catarina. Revista Biblos. Rio Grande, v. 24, n. 2, p. 11-14, 2010. Disponível em: http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1902/1026>. Acesso em: 24 jul. 2011.

Resumo
A pesquisa teve como objetivo analisar, na percepção dos usuários, os  fatores de satisfação com relação ao sistema Nêutron, implantado no  Gerenciamento Eletrônico de Documentos, na Universidade Federal de  Santa Catarina. Visou a analisar os fatores impactantes no funcionamento  do  sistema. A pesquisa foi desenvolvida nos setores: Divisão de Arquivo  Central e Pró-Reitoria de Desenvolvimento Humano e Social da UFSC, expondo o perfil da comunidade pesquisada. Caracteriza e contextualiza  as primeiras iniciativas de GED no Brasil, como a legislação que  regulamenta essa prática. Identifica suas vantagens e desvantagens.  Especifica as aplicações e as tecnologias utilizadas no sistema Nêutron,  bem como a usabilidade.
Palavras-chave: Gerenciamento Eletrônico de Documentos. Universidade Federal de Santa Catarina. Estudo de satisfação. Sistema Nêutron.

Algumas reflexões a respeito do espaço da educação na sociedade da informação e da comunicação

SOSA, Derocina Alves Campos; LOBO, Alessandra Rodrigues. Algumas reflexões a respeito do espaço da educação na sociedade da informação e da comunicação. Biblos, Rio Grande, v. 24, n. 1, p. 47-54, 2010. Disponível em: <>. Acesso em: 20 jan. 2011.

Resumo
Nosso objetivo com este artigo é fazer uma análise acerca do novo paradigma educacional. Além disso, tentaremos identificar o papel do professor neste modelo atual de educação e, com isso, verificar de que forma o professor pode atuar nesta sociedade emergente que chamamos de Sociedade da Informação e da Comunicação.

Programa de acompanhamento discente do curso de Arquivologia da FURG: Estudos e reflexões pertinentes à consolidação e aprimoramento do ensino de Arquivologia na FURG

SILVA, Rita de Cássia Portela da; SCHIAVON, Carmem Gessilda Burgert; SANTOS, Sara Orcelli dos. Programa de acompanhamento discente do curso de Arquivologia da FURG: Estudos e reflexões pertinentes à consolidação e aprimoramento do ensino de Arquivologia na FURG. Biblos, Rio Grande, v. 24, n. 1, p. 31-46, 2010. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1566/704>. Acesso em: 20 jan. 2011.

Resumo
O ensino universitário de Arquivologia no Brasil pode ser considerado um fato relativamente novo e objeto de estudo de diferentes pesquisadores. OCurso de Arquivologia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) foi criado em 2008 e reflete, em nível nacional, a busca pela revitalização e expansão das instituições federais de ensino superior e, em nível regional, a ampliação da área de atuação desta Universidade e o atendimento de uma demanda por profissionais da área. Apresenta particularidades advindas das políticas institucionais, dos professores e acadêmicos, o que evidencia traços de sua identidade que devem ser estudados com o propósito de consolidar o curso na FURG e junto às demais instituições de ensino universitário do Brasil  e da América Latina.  Diante do exposto, apresentam-se os  propósitos e os resultados parciais do Programa de Acompanhamento Discente do Curso de Arquivologia da FURG.

Palavras-chave: Ensino. Arquivologia. FURG.

Informação para promoção da cidadania: Projeto Rondon

MUNHOZ, Deise Parula; RAMOS, Clériston Ribeiro; MUNHOZ, Andreia Parula. Informação para promoção da cidadania: Projeto Rondon. Biblos, Rio Grande, v. 24, n. 1, p. 23-30, 2010. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/ojs/index.php/biblos/article/view/1565/702>. Acesso em: 20 jan. 2011.

Resumo
Iniciado em 1966 e extinto em 1989, o  Projeto Rondon  foi reativado somente em 2003, subsidiado pelo governo  federal. Desde sua concepção, o projeto visa  a  promover, entre outras coisas, a integração social. Este texto diz respeito à participação vivenciada na “Operação Rio Grande do Sul 2008” e “Operação Xingu 2008”. Foram realizadas oficinas de incentivo à leitura para professores da rede municipal nas duas regiões. Foi possível observar a reação direta do acesso  à informação e  àcidadania, em que o primeiro conceito serve como promoção do segundo. Entre os resultados, podemos destacar a receptividade das comunidades, e a experiência de vida para o participante do Projeto Rondon por meio da integração das pessoas envolvidas no projeto.

Palavras-chave: Projeto Rondon. Acesso à informação. Promoção da cidadania.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos