//
arquivos

Estudos de necessidades e usos de informação

Esta tag está associada a 50 posts

Um estudo sobre a importância da educação de usuários como serviço em bibliotecas universitárias: O caso da biblioteca da UFC – Campus Cariri em Juazeiro do Norte – CE

SILVA, Cícera Ana Micaeli Gomes da; TAVARES, Maria Edna Barbosa; SILVA, Samara Matias da; SILVA, Jonathas Luiz Carvalho. Um estudo sobre a importância da educação de usuários como serviço em bibliotecas universitárias: O caso da biblioteca da UFC – Campus Cariri em Juazeiro do Norte – CE. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, v. 3, n. 2, out. 2013. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/view/2232/1426 >. Acesso em 01 dez. 2014.

Resumo
Trata acerca da educação de usuários em bibliotecas universitárias, enfocando a importância desse serviço no âmbito acadêmico, levando em consideração suas questões conceituais e características. O presente estudo foi realizado com o objetivo geral de analisar o planejamento e a aplicação da educação de usuários na biblioteca da Universidade Federal do Ceará – Campus Cariri em Juazeiro do Norte. Apresenta como objetivos específicos: Refletir sobre o papel da biblioteca universitária a partir dos seus serviços de informação; Discutir sobre a importância da educação de usuários em bibliotecas universitárias. A metodologia concebida constituiuse a partir de uma pesquisa descritiva com delineamento bibliográfico. Para tanto, utilizou entrevista semi – estruturada, de caráter qualitativo, realizada com a bibliotecária da referida Instituição. Constata-se uma necessidade da educação de usuários na biblioteca da UFC Cariri em Juazeiro do Norte-CE, como também as dificuldades de sua implantação, tendo em vista que esse serviço ainda apresenta algumas limitações estruturais, técnicas pedagógicas na realidade pesquisada.

Palavras-chave: Educação de usuários. Biblioteca universitária. Necessidades de informação.

Processo de recuperação da informação: barreiras encontradas pelos usuários

DANTAS, Cristiana da Silva; SILVA, Thaís Virgínia Gomes da; SOUZA, Ana Cleyde Bezerra. Processo de recuperação da informação: barreiras encontradas pelos usuários. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, v. 3, n. 2, out. 2013. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/view/2018/1289 >. Acesso em 01 dez. 2014.

Resumo
Aborda questões relacionadas ao processo de recuperação da informação identificando os obstáculos ao uso dos canais de comunicação com enfoque nas barreiras legais, terminológicas e de eficiência, destacando as barreiras informacionais encontradas pelo usuário no processo de busca da informação. Este trabalho foi realizado através de pesquisa exploratória bibliográfica, utilizando dois conjuntos de fontes bibliográficas: livros e artigos. Através dessa revisão de literatura propõe-se que as bibliotecas disponibilizem treinamento para que o usuário apreenda a fazer a busca no sistema ou na própria unidade mesmo, dessa forma possibilitem um acesso mais eficaz aos seus serviços informacionais. Concluiu-se que as bibliotecas (unidades de informação) têm que atentar para o seu objetivo que é disponibilizar e satisfazer as necessidades de informação dos usuários oferecendo um sistema de recuperação da informação eficiente buscando sanar as barreiras de forma eficaz.

Palavras-chave: Bibliotecas. Barreiras informacionais. Usuários.

As necessidades informacionais dos usuários: um estudo na biblioteca pública de Mauriti

RIBEIRO, Cirleide da Silva; RIBEIRO, Danielle Euzébio; TAVARES, Maria Juliane; SILVA, Jonathas Luiz Carvalho. As necessidades informacionais dos usuários: um estudo na biblioteca pública de Mauriti. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, v. 3, n. 2, out. 2013. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/view/2004/1280 >. Acesso em 01 dez. 2014.

Resumo
Aborda as necessidades informacionais dos usuários da biblioteca publica de Mauriti. Entende que a biblioteca pública tem um papel fundamental na disseminação da informação no meio ao qual está inserida, já que é um organismo desenvolvido para beneficiar as comunidades, satisfazendo suas necessidades informacionais. Apresenta como objetivo geral identificar as necessidades informacionais dos usuários da biblioteca pública de Mauriti observando suas perspectivas e limitações. Como objetivo específico busca-se discutir sobre a importância e as competências da biblioteca pública para a sociedade e avaliar os serviços de informação nas perspectivas dos usuários e contemplando as suas necessidades. A metodologia é composta de uma pesquisa descritiva e também de cunho bibliográfico para aprofundamento teórico, possibilitando uma melhor compreensão da temática. A pesquisa foi realizada através de questionários na biblioteca publica da cidade de Mauriti contemplando questões referentes as necessidades informacionais dos usuários. Conclui-se que uma biblioteca pública se faz atuante, quando presta serviços à comunidade, a partir do conhecimento acerca das necessidades informacionais dos seus usuários, assim como o estudo refletiu e indicou importantes subsídios para possíveis mudanças na biblioteca pública de Mauriti no que tange a identificação das necessidades de informação dos usuários.

Palavras-chave: Necessidades informacionais. Estudo de usuários. Biblioteca pública de Mauriti.

Redes de informação científica e os desafios para popularização da ciência: estudo de caso na Rede SIEO – Sistema de Informação Especializado na Área de Odontologia

RAMOS, Lúcia veronica Costa; FUJINO, Asa. Redes de informação científica e os desafios para popularização da ciência: estudo de caso na Rede SIEO – Sistema de Informação Especializado na Área de Odontologia. Informação & Informação, Londrina, v. 18, n. 1, p. 33-58, jan./abr. 2013. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/11628>. Acesso: 21 dez. 2013.

Resumo:
Introdução: Os estudos contemporâneos sobre ciência têm evidenciado as profundas raízes sociais que o conhecimento e as práticas científicas possuem. Paralelamente, surge a consciência de que a popularização da ciência é fundamental para que o conhecimento científico possa se tornar componente essencial da cultura dos cidadãos em geral, possibilitando a integração cultural, social e econômica.
Objetivo: Estudar o potencial de atuação de redes cooperativas de informação na popularização da ciência, considerando os desafios organizacionais (infraestrutura, recursos humanos, comprometimento da alta administração) que uma Rede como a SIEO teria para atuar nesse novo contexto.
Metodologia: Trata-se de um estudo exploratório pautado no modelo de rede colaborativa de informação que utiliza a pesquisa qualitativa como marco de orientação para a pesquisa empírica e alia a pesquisa documental com o estudo de caso.
Resultados: Mostram que, embora a Rede esteja preparada do ponto de vista da estrutura organizacional e operacional e da qualidade dos seus acervos, a carência de recursos financeiros e de equipe qualificada para geração de materiais específicos para divulgação científica e ações em prol da popularização da ciência inibe as possibilidades de aproveitamento imediato deste potencial. Também mostra que a cultura organizacional é ainda pouco flexível à interação com segmentos mais populares da sociedade.
Conclusões: Conclui-se que tal fato demanda ações de mediação no atendimento a este usuário, seja por linguagens de recuperação da informação que permitam estabelecer equivalências entre a língua de especialidade e a linguagem comum, seja por formas mais  adequadas de representação da informação científica, visando à divulgação científica

Palavras-chave: Organização da Informação. Rede de inovação científica. Planejamento e Gestão de Serviços. Popularização da Ciência. Divulgação científica. Estrutura organizacional.

Estudo sobre a necessidade de informação dos integrantes do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Estado de Goiás

PERUCCHI, Valmira; LOPES, Paulo Roberto Danelon; VILARINHO, Tatiane Ferreira. Estudo sobre a necessidade de informação dos integrantes do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Estado de Goiás. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.18, n.2, p. 1018-1035, jul./dez., 2013. Disponível em: <http://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/917/pdf&gt;. Acesso em 24 out. 2013.

Resumo: O artigo apresenta resultados de estudo feito para verificar a necessidade informacional dos policiais militares do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Estado de Goiás. O estudo se fundamentou na literatura disponível sobre estudos de usuários, especificamente sobre necessidade informacional. Nas suas atividades cotidianas esse profissional depara-se com diversas situações e necessita de informações relevantes. A complexidade e a velocidade com que ocorrem os fenômenos relacionados à desordem pública, e a prontidão do policial de choque em apresentar solução quase imediata ao ocorrido, justificam este estudo sobre a necessidade de informação desses profissionais. O método quantitativo foi utilizado para analisar os dados obtidos por meio da aplicação de questionário. Num segundo momento foi aplicada entrevista com a qual se buscou a análise qualitativa desses dados. A amostra do estudo refere-se a 60 policiais militares de uma população de 98 que estavam a serviço no Batalhão de Choque da Polícia Militar de Goiás, no período pesquisado: junho de 2012. No estudo constatou-se preferência desse policial pelo uso de fontes informais de informação em detrimento das fontes formais. Os militares do grupamento estudado não usam biblioteca e buscam informações na internet.

Palavras-chave: Estudo de usuários. Necessidade informacional. Batalhão de Choque. Polícia Militar. Goiás (Brasil).

O usuário e a interação com os suportes informacionais: um estudo de caso em uma Livraria X

FERREIRA, Kauane Lysien Costa; FREITAS, Amanda da Silva Pereira. O usuário e a interação com os suportes informacionais: um estudo de caso em uma Livraria X. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 2, n. 2, out., 2012. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/view/1703/1153&gt;. Acesso em: 26 jul. 2013.

Resumo
O referido trabalho discute aspectos referentes à importância dos usuários contemporâneos da informação levando em consideração as ferramentas tradicionais e as inovações tecnológicas, desenvolvida pelas unidades informacionais, para complementar de forma eficaz a formação leitora dos cidadãos. Apresenta o perfil do usuário contemporâneo que busca informação rápida, atual, fidedigna, num ambiente agradável e em diferentes suportes. Analisaremos também as reais funções de uma livraria, que tem sempre como foco principal atender as necessidades informacionais do usuário. Esse estudo tem importância na crescente discussão a respeito das possíveis formas de obtenção da informação em vários suportes em unidades informacionais, em que o campo de sua atuação não se restrinja apenas a bibliotecas ou/e centros de documentação.

Palavras- chave: Ferramentas tradicionais. Usuários contemporâneos. Inovações tecnológicas. Formação leitora.

A inclusão afrodescendente na era da informação

AQUINO, Mirian de Albuquerque. A inclusão afrodescendente na era da informação. Rev. digit. bibliotecon. cienc. Inf, Campinas,  v.11, n.2, p.61-75, maio/ago. 2013. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/591 >. Acesso em: 02 jun. 2013.

Resumo:
O texto aborda o contexto das tecnologias intelectuais como uma necessidade premente para afrodescendentes enfrentarem um mundo de incertezas, esperanças e responsabilidades. Discute os efeitos negativos e positivos das tecnologias e as exclusões persistentes no acesso e uso da informação digital pela população negra. A representação de afrodescendentes na ciência é pouco significativa, sendo vistos mais como objetos do que como sujeitos. Sua formação técnico-científica ainda é precária para filtrar a informação e gerar conhecimento na produção de tecnologias cada vez mais sofisticadas. O acesso e o uso da informação não democratizam a educação, nem favorecem o crescimento das oportunidades de participação concreta de afrodescendentes na cultura digital.

Palavras-chave: Educação; Ciência; Tecnologias intelectuais; Inclusão étnico-racial; Responsabilidade ética e social; Informação

Enfoques da informação presentes em diferentes publicações periódicas brasileiras da área de Ciência da Informação

VANTI, Nadia Aurora; NASCIMENTO, Bruna Laís; FELIPE, Carla Beatriz. Enfoques da informação presentes em diferentes publicações periódicas brasileiras da área de Ciência da Informação. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianopólis, v.18, n.36, p.1-22, jan./abr.. 2013. Disponível em: < http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2013v18n36p1 >. Acesso em: 27 maio 2013.

Resumo:
Mapeamento dos enfoques sobre informação presentes em diferentes publicações periódicas brasileiras da área de Ciência da Informação a partir de três orientações conceituais: Informação para negócios, Informação para a cidadania e Informação para a emancipação. Utiliza-se como metodologia a pesquisa bibliográfica, a pesquisa qualitativa e quantitativa. Conclui-se que o conceito de informação adotado nos artigos analisados varia conforme a orientação teórica abordada pelos autores, sendo que para cada uma delas é utilizado um conjunto de termos que a identifica. Também foi possível constatar que o enfoque mais presente nos periódicos analisados é Informação para negócios

Palavras-chave: Enfoques sobre informação; Informação para negócios; Informação para a cidadania; Informação para a emancipação; Análise qualitativa e quantitativa.

Serviço de Informação à Comunidade: a Biblioteca Pública como instrumento de cidadania e ação social

SEVERIANO, Luana Aparecida Neves. Serviço de Informação à Comunidade: a Biblioteca Pública como instrumento de cidadania e ação social. CRB-8 Digital, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 63-68, dez., 2012. Disponível em: <http://revista.crb8.org.br/index.php/crb8digital/article/viewFile/95/95&gt;. Acesso em: 12 jan. 2013.

Resumo
O Serviço de Informação à Comunidade como um dos pilares da Biblioteca Pública, trazendo ao profissional bibliotecário a incumbência de democratizar o acesso à informação e conhecimento. Através de parcerias com outros órgãos públicos, a Biblioteca pode sistematizar uma série de atividades que esclareça dúvidas e explique questões referentes à administração pública e à qualidade de vida, alavancando o desenvolvimento humano em seu entorno.

Palavras-chave: Biblioteca Pública; Serviço de Informação; Informação Utilitária; Administração Pública.

Informação e cidadania: relação construída via biblioterapia no âmbito da biblioteca pública

TARGINO, Maria das Graças; TORRES, Názia Holanda; ALVES, Cláudio Augusto. Informação e cidadania: relação construída via biblioterapia no âmbito da biblioteca pública. CRB-8 Digital, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 33-40, dez., 2012. Disponível em: <http://revista.crb8.org.br/index.php/crb8digital/article/viewFile/90/90 &gt;. Acesso em: 12 jan. 2013.

Resumo
A partir da ênfase que a informação conquista na sociedade contemporânea, discute-se sua relevância na formação da cidadania e no exercício da democracia, de modo a atingir a todos os indivíduos, independentemente de suas deficiências mentais ou físicas. Isso traz à tona as potencialidades da biblioterapia, aqui concebida como o uso da leitura e de outros recursos didáticos como coadjuvante na formação do ser humano. Para tanto, de início, discute-se informação versus cidadania para, no momento seguinte, privilegiar o espaço da biblioteca pública e, por fim, tratar da biblioterapia no bojo da biblioteca verdadeiramente pública.

Palavras-chave: Biblioterapia. Biblioteca pública. Informação; Cidadania. Informação e cidadania.

Necessidades de informação: uma análise sociocognitiva

PRESSER, Nadi Helena; FUKAHORI, Mitsuo André Vieira. Necessidades de informação: uma análise sociocognitiva. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianopólis, v.17, n.35, p.27-46, set./dez. 2012. Disponível em: < http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2012v17n35p27 >. Acesso em: 4 jan. 2013.

Resumo:
Apresenta-se uma análise sociocognitiva de investigação das necessidades de informação que surgem das diferentes tarefas que os coordenadores de pós-graduação assumem no seu trabalho. O contexto da regulação, objeto da pesquisa, se constituiu no ambiente social no qual as informações são produzidas e usadas. O estudo do documento da área das Ciências Sociais Aplicadas I se constituiu como a base empírica da pesquisa. Constatou-se que as necessidades de informação que surgem do conjunto de tarefas que estão no centro da regulação são conformadas nas comunidades acadêmicas. Ao mesmo tempo em que produzem resultados complexos, muitas tarefas podem ser decompostas em elementos compreensíveis e as necessidades de informação identificadas.

Palavras-chave: Necessidades de informação. Análise sociocognitiva. Complexidade das tarefas. Pós-Graduação. Regulação.

Produção sobre necessidades de informação: em foco Informação & Sociedade: Estudos

RAMALHO, Francisca Arruda. Produção sobre necessidades de informação: em foco Informação & Sociedade: Estudos. Inf. & Soc.:Est., João Pessoa, v.22, n.esp, p.101-120, . 2012. Disponível em: < http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/13679 >. Acesso em: 4 jan. 2013.

Resumo:
Pesquisa documental, cujo objetivo é de mapear e analisar a presença da temática necessidades de informação, no periódico Informação & Sociedade: estudos, entre os anos de 2002 e 2011. Identificou-se um total geral de 348 produções, das quais 26 são relacionadas à temática usuários da informação, e sete às necessidades de informação. Delimitada a produção do objeto de estudo, estabeleceram-se as variáveis que se classificaram em quatro categorias. A produção analisada, individual e/o em colaboração, é de autores brasileiros, procede de universidades e foca estudos cujos modelos metodológicos se pautam na abordagem alternativa dos estudos de usuários. A pesquisa proporcionou um aprofundamento sobre os estudos de necessidades de informação e sobre a revista Informação & Sociedade: estudos.

Palavras-chave: Necessidade de Informação. Estudo de usuários. Produção científica. Informação & Sociedade: Estudos.

Necessidades de informação e satisfação do usuário: algumas considerações no âmbito dos usuários da informação

SILVA, Jonathas Luiz Carvalho. Necessidades de informação e satisfação do usuário: algumas considerações no âmbito dos usuários da informação. InCID: R. Ci. Inf. e Doc., Ribeirão Preto, v.3, n.2, p.102-123, jul./dez. 2012. Disponível em: < http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/124 >. Acesso em: 4 jan. 2013.

Resumo:
Discute as necessidades de informação e satisfação dos usuários da informação. Apresenta como condição problematizadora a seguinte questão: como se dá a relação entre necessidades de informação e satisfação dos usuários, considerando, em caráter particular, a atuação dos centros de informação? Tem como objetivo refletir sobre necessidades de informação e satisfação de usuários de forma particularizada, assim como estabelecendo suas relações contemplando perspectivas de atuação/relação entre centros de informação e usuários. Metodologicamente, a pesquisa é exploratória por meio de uma revisão bibliográfica que se constitui, especialmente, a partir de livros, artigos e literatura cinzenta que compreendem os períodos entre fins da década de 1940 do século XX até o fim da primeira década do século XXI (2010) que respaldam as discussões teórico-bibliográficas da presente pesquisa. Conclui-se que as necessidades de informação e satisfação dos usuários tem sido muito avaliados do ponto de vista tradicional (físico) e cognitivo nos centros de informação, sendo necessário atentar para a construção de uma concepção do paradigma sócio-cognitivo e interacionista por meio de ações como o desenvolvimento sustentável do centro de informação, serviços de informação utilitária e a mediação da informação, visando pensar novas perspectivas no âmbito das necessidades de informação e satisfação dos usuários.

Palavras-chave: Necessidades de informação. Satisfação dos usuários. Usuários da informação. Centros de informação.

Competência em Informação na Área da Saúde

CAVALCANTE, Lídia Eugenia; COSTA, Rosane Maria; NASCIMENTO, Raimundo Cézar Campos do; SANTOS, Raquel Jenyffer Souza. Competência em Informação na Área da Saúde. InCID: R. Ci. Inf. e Doc., Ribeirão Preto, v.3, n.1, p.87-104, jan./jun. 2012. Disponível em: < http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/96 >. Acesso em: 4 jan. 2013.

Resumo:
Apresenta os resultados da pesquisa sobre competência informacional dos estudantes da área da saúde, na Universidade Federal do Ceará, objetivando analisar o comportamento informacional desse público e como compreendem o acesso à informação mediada por computador no âmbito da saúde para a realização de pesquisa científica e produção de trabalhos acadêmicos. O estudo foi realizado mediante a aplicação de questionário para o referido grupo focal. Os resultados evidenciam que os participantes possuem bons conhecimentos no uso das ferramentas tecnológicas e internet, porém demonstram dificuldades em relação ao uso dos repositórios e das fontes especializadas de informação em saúde. Pode-se concluir que se faz necessária a implantação de políticas e programas de competência em informação na Biblioteca de Ciências da Saúde (BCS/UFC), de modo a ampliar o nível de compreensão e uso competente da informação para a produção do conhecimento em saúde.

Palavras-chave: Competência informacional. Acesso à informação. Pesquisa documentária em saúde.

Mediação da informação e estudos de usuários: interrelações

SIRIHAL DUARTE, Adriana Bogliolo. Mediação da informação e estudos de usuários: interrelações. InCID: R. Ci. Inf. e Doc., Ribeirão Preto, v.3, n.1, p.70-86, jan./jun. 2012. Disponível em: < http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/94 >. Acesso em: 4 jan. 2013.

Resumo:
A partir da experiência na condução da disciplina Usuários da Informação e de ações de extensão e de pesquisa desenvolvidas junto a usuários de uma biblioteca itinerante, objetiva-se a reflexão sobre o relacionamento entre os estudos sistemáticos de usuários da informação e o papel de mediação informacional. A fundamentação teórica baseia-se em definições de estudos de usuários correntes na literatura da Ciência da Informação bem como em autores que discutem o conceito de mediação. Descrevem-se, sucintamente, pesquisas (estudos de usuário) realizadas em situações que privilegiam a função de mediação. Três estudos de usuários são mencionados: dois estudos qualitativos, em que entrevistas foram utilizadas como método de coleta de dados, para propiciar o desenvolvimento de ações de mediação; e um estudo quantitativo, que visou avaliar os resultados obtidos por uma ação de mediação já implementada. Conclui-se que a mediação pode ser facilitada pela prática de se realizar sistematicamente estudos de usuários bem como pela adoção de alguns métodos e técnicas dos estudos de usuários no cotidiano do trabalho do mediador. E ainda que, embora o trabalho do mediador esteja mudando devido à mudança de suporte da informação (informação em suporte eletrônico), sua função de mediação permanece cada vez mais necessária e deve ser cada vez mais privilegiada na formação do profissional.

Palavras-chave: Mediação. Estudos de Usuários. Comportamento Informacional

Contribuição ao campo de usuários da informação: em busca dos paradoxos das práticas informacionais

PINTO, Virgínia Melo; ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Contribuição ao campo de usuários da informação: em busca dos paradoxos das práticas informacionais. TransInformação, Campinas, v. 24, n. 3, p. 219-226, set./dez., 2012. Disponível em: <http://revistas.puc-campinas.edu.br/transinfo/viewissue.php?id=34&gt>. Acesso em: 29 dez. 2012.

Resumo 
Pretende-se debater as concepções teórico-metodológicas dos estudos de usuários da informação, criticamente, considerando a historicidade, a totalidade e as contradições da sociedade capitalista como constituidoras das práticas informacionais dos sujeitos. As atuais abordagens de estudos de usuários da informação, tradicionais e alternativas, mostram-se limitadas por não abarcarem a complexidade dos aspectos que formam os sujeitos e a sua constituição social. Desconsideram a dimensão histórico-social da ação humana, focando somente a ação individual. Entende-se que, para compreender as práticas informacionais dos sujeitos, é necessário situá-las historicamente, considerando-se que a subjetividade não está descolada da estrutura social. Para a construção de um método ou de uma forma de olhar crítica, sugere-se a adoção de categorias de análise desenvolvidas por Pierre Bourdieu. Apresentam-se as categorias habitus, campo social e capital simbólico para tentar compreender as práticas informacionais construídas no cruzamento entre as relações sociais baseadas na exploração de uma classe sobre outra (e de dominação de um grupo sobre outro) e compreender também a percepção subjetiva dos indivíduos.

Palavras-chave: Método. Práticas informacionais. Usuários da informação.

Dimensões e afetivas do uso da informação: uma análise das comunicações entre professores do departamento de psicologia de uma instituição de ensino superior pública brasileira.

PAULA, Claudio Paixão Anastácio de. Dimensões e afetivas do uso da informação: uma análise das comunicações entre professores do departamento de psicologia de uma instituição de ensino superior pública brasileira. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v.2, n. Especial, p.118-132, out. 2012. Disponível em < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/12539/8027 >  Acesso em: 14 nov. 2012.

Resumo:

O objetivo deste trabalho é analisar as dimensões simbólicas e afetivas subjacentes ao uso de informações e as perturbações no seu compartilhamento, entre os professores do departamento de psicologia de uma tradicional instituição de ensino superior pública brasileira. Fundamenta-se na abordagem alternativa para os estudos de usos e usuários da informação e nos estudos da teoria psicológica dos complexos. Utilizou-se uma chave de leitura que propõe análise da diversidade de interpretações de uma realidade, produzida por grupos e subgrupos no ambiente da organização e que, aparentemente, exercem uma influência direta na forma como os indivíduos se apropriam da informação. Propôs-se que esse fenômeno pudesse ser avaliado através da identificação das reações motivadas pela ativação de deflagradores individuais de reações afetivas e seu alinhamento com deflagradores coletivos que permeiam a organização. Para tal, realizou-se um estudo de caso envolvendo entrevistas semi -estruturadas inspiradas em autores da psicologia, bem como no experimento com associações de palavras. Foram identificados alinhamentos entre disposições simbólico-afetivas individuais e coletivas que direcionam as interpretações e o uso dado às informações por diferentes subgrupos resultando em um processo inconsciente de gestão das informações com resultados deletérios não somente para o processo de gestão do conhecimento na organização, como para a gestão da organização como um todo. Com base nesses resultados propõe-se que a abordagem apresentada poderia contribuir para o aperfeiçoamento dos estudos de usuários, especialmente quanto à investigação das relações entre motivações individuais e coletivas, busca de informação, uso da informação, e fatores como personalidade, criatividade e produtividade.

Palavras-chave: Gestão do Conhecimento. Metodologias para Estudos de Usuários. Comportamento Informacional. Dimensões Simbólico-afetivas. Psicologia Analítica.

Inclusão social do idoso através da leitura

THOMAZ, Fabiane; VALENCIA, Maria Cristina Palhares. Inclusão social do idoso através da leitura. CRB-8 Digital, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 148-160, jan. 2012. Disponível em: <http://revista.crb8.org.br/index.php/crb8digital/article/viewFile/76/78>. Acesso em: 20 out. 2012.

Resumo
A população idosa cresce anualmente, demandando ações que acrescentem e preservem sua qualidade de vida. Este trabalho discorre os direitos da população idosa, do lugar social ocupado pelos maisvelhos em nossa sociedade e o trabalho de pesquisa de campo realizado com um grupo de convivência, onde investigou-se as características do grupo e sua relação com a sociedade, o livro, a leitura e outros meios de comunicação, incluindo a biblioteca. A pesquisa aponta que a experiência da leitura envolve diferentes processos em sua prática e sua forma de ler, sendo assim importante ferramenta de inclusão, contribuindo para que o idoso fortaleça sua condição de ser cidadão. Reflete ainda sobre o significado da inclusão social e o papel social do bibliotecário.

Palavras-chave: Idoso. Inclusão social. Leitura. Bibliotecário.

O Twitter como disseminador de informação e conteúdo digital em bibliotecas públicas

CANELAS, Lygia Luiza Cordon; VALENCIA, Maria Cristina Palhares. O Twitter como disseminador de informação e conteúdo digital em bibliotecas públicas. CRB-8 Digital, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 22-32, jan. 2012. Disponível em: <http://revista.crb8.org.br/index.php/crb8digital/article/viewFile/67/69>. Acesso em: 20 out. 2012.

Resumo
O principal objetivo desse trabalho é evidenciar quais são os aspectos relevantes, positivos ou negativos, na utilização do Twitter como ferramenta de disseminação da informação por bibliotecas públicas. Pretende-se avaliar como estas unidades de informação têm desenvolvido a página na rede social, quais são os conteúdos compartilhados, qual o grau de interação entre os usuários e a organização, assim como também os usuários desta ferramenta avaliam o uso pessoal e pelas bibliotecas.

Palavras-chave: Disseminação da Informação. Biblioteca Pública. Redes Sociais. Twitter.

Conteúdos da Internet dirigidos às comunidades rurais

CABRERAL, Lilian Cervo; SILVEIRA, Ada Cristina Machado da. Conteúdos da Internet dirigidos às comunidades rurais. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 13, n. 4, ago. 2012. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/ago12/Art_04.htm>. Acesso em: 9 set. 2012.

Resumo
Nos últimos anos, os avanços tecnológicos trouxeram mudanças nas formas de comunicação que envolvem os agricultores. Primeiro o rádio, depois o telefone celular, os canais de televisão a cabo, o aumento de publicações especializadas e, particularmente, a Internet mudaram as condições de acesso dos agricultores à informação. Redes fazem com que os agricultores, de suas propriedades, possam ter acesso ao conhecimento disponível em qualquer lugar do planeta. Este artigo aponta possíveis alternativas de disseminação das tecnologias de informação e comunicação no meio rural, dado que os agricultores estão cada vez mais conectados por múltiplas redes, abrigados por instrumentos bastante variados de comunicação e exigindo cada vez mais informação tecnológica. Sendo assim, discorre-se sobre as tecnologias de informação e comunicação, em especial a Internet, e a agricultura, além de se mapear alguns sites da Internet que trazem conteúdos dirigidos à agricultura, nos quais os habitantes do meio rural podem agir tanto como consumidores quanto como produtores desses conteúdos.

Palavras-chave: Tecnologias de Informação e Comunicação; Comunicação rural; Inclusão digital; Sites; Internet; Agricultores.

Antropologia da informação na saúde pública: do global ao local em Minas Gerais, Brasil

NOVATO-SILVA, José Wanderley. Antropologia da informação na saúde pública: do global ao local em Minas Gerais, Brasil. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v. 3, n. 1, p. 185-200, jan./dez. 2010. Disponível em: <http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/37/68>. Acesso em: 04 ago. 2012.

Resumo

Este trabalho investiga as relações entre a cultura organizacional das secretarias municipais de saúde do Estado de Minas Gerais, Brasil – na perspectiva dos gestores e funcionários – e o modo como esses agentes lidam com a informação em saúde proveniente de várias fontes. A cultura organizacional foi entendida como um modo compartilhado de trabalho que inclui atitudes constituintes de um comportamento informacional, e valores e princípios com significados específicos frente ao trabalho, conformando uma cultura informacional. Essa cultura foi analisada considerando alguns de seus condicionantes externos – os níveis local, regional, nacional e global da cultura. A metodologia incluiu análise quantitativa, feita sobre uma amostra dos municípios mineiros; e análise qualitativa, feita em três municípios intencionalmente escolhidos. Os resultados mostraram aspectos diversos com relação ao modo como as secretarias tratam as informações em saúde – em consonância com aspectos da cultura estadual e nacional, que oscila entre modernidade e atraso. O estudo foi denominado antropológico por ter utilizado, em sua análise, conceitos oriundos desse campo do conhecimento, extraindo daí inferências “situadas”, mas passíveis de comparação e generalizações pela triangulação de dados obtidos pela multirreferencialidade do trabalho, que compreendeu também a complexa transdisciplinaridade da informação em saúde – política, técnica, social, cultural e econômica.

Palavras-chave: Antropologia da informação. Cultura. Saúde pública.

A “cosmopédia” da CAPES: contexto de uso do portal de periódicos

COSTA, Luciana Ferreira da; RAMALHO, Francisca Arruda . A “cosmopédia” da CAPES: contexto de uso do portal de periódicos. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v. 3, n. 1, p. 138-154, jan./dez. 2010. Disponível em: <http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/34/74>. Acesso em: 04 ago. 2012.

Resumo

Descreve o contexto geral de uso do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a partir da promoção do acesso ao Portal de Periódicos através da Biblioteca Central desta universidade. Define os portais de informação enquanto “cosmopédias”. Apresenta a funcionalidade do Portal de Periódicos analisado. Constata problemas de acesso ao Portal de Periódicos na Universidade Federal da Paraíba decorrentes da gestão institucional. Conclui com recomendações institucionais para melhoria do acesso ao Portal de Periódicos que podem ser consideradas e aportadas em similares contextos de uso do mesmo.

Palavras-chave: Acesso à informação. Uso da informação. Periódicos eletrônicos. Portal de Periódicos da CAPES. Biblioteca Central – Universidade Federal da Paraíba.

Comportamento decisório e comunicação: da informação ao conhecimento

FADEL, Bárbara; GARCIA, Regis. Comportamento decisório e comunicação: da informação ao conhecimento. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v. 3, n. 1, p. 100-112, jan./dez. 2010. Disponível em: <http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/29/59>. Acesso em: 04 ago. 2012.

Resumo

O processo decisório se insere entre os mais importantes aspectos da vida do indivíduo e das organizações e constitui a mais representativa forma de expressão do uso das informações. É neste contexto que a pesquisa objetiva apresentar aspectos deste processo, no sentido de demonstrar que o comportamento decisório é um dos elementos motivadores do processo de criação de conhecimento. É pela comunicação dos conhecimentos adquiridos em processos anteriores, expressados na forma de informação, que se possibilita o subsídio a novas decisões e, conseqüentemente, a criação de novos conhecimentos. A pesquisa revisa os principais elementos da teoria comportamental da decisão. Identifica a preponderância dos elementos comportamentais, influência da cultura organizacional e a não linearidade de percepção do indivíduo em relação à informação, o que permite a conclusão de que o foco centrado no usuário é fundamental para a Ciência da Informação ao pretender discutir as questões sobre a disponibilização e o uso das informações. Demonstra, finalmente, que estudos que busquem discutir a gestão do conhecimento necessitam incorporar aspectos das teorias da decisão e da comunicação como aportes interdisciplinares.

Palavras-chave: Comportamento decisório. Comunicação. Informação. Conhecimento. Gestão do Conhecimento.

Uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional

RODRUIGUES, Charles; BLATTMANN, Ursula. Uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 1, n. 2, p. 43-58, jul./dez.. 2011. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/9999/6922>. Acesso em: 2 ago. 2012.

Resumo

Aponta a contribuição do uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional. Tem como objetivo estudar o uso das fontes de informação como elemento constituinte das estratégias gerenciais, contribuindo, assim, para a geração de conhecimento organizacional. Nesta pesquisa, foi utilizada a metodologia de estudo descritiva e analítica, compreendendo um levantamento bibliográfico e uma fundamentação conceitual. A fundamentação conceitual trata da gestão e dos fluxos de informação, são apresentados abordagens, modelos e estudos teóricos. São expostos os conceitos, classificações e a evolução das fontes de informação e o processo de uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional. Nas considerações, é tratado o entendimento de como pode ser realizado a gestão da informação e a necessidade de aperfeiçoar os processos que envolvem o uso das fontes de informação como uma ferramenta gerencial. Seja na tomada de decisões e como ativo que contribua para a geração de conhecimento organizacional e, consequentemente proporcione melhorias na competitividade das empresas e especialmente ao ser humano.

Palavras-chave: Gestão da informação. Fluxos de informação. Uso da informação. Fontes de informação. Conhecimento organizacional.

Estudo das variáveis utilizadas nas pesquisas sobre o uso do Portal de Periódicos da Capes

CENDON, Beatriz Valadares; RIBEIRO, Nádia Ameno. Estudo das variáveis utilizadas nas pesquisas sobre o uso do Portal de Periódicos da Capes. Inf. & Soc.: Est., João Pessoa, v.21, n.3, p.101-118, set./dez. 2011. Disponível em: < http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/article/view/10265 >. Acesso em: 26 jul. 2012.

Resumo:
Este artigo apresenta uma análise e síntese das variáveis estudadas nas pesquisas sobre o uso do Portal de Periódicos da Capes divulgadas entre os anos de 2002 a 2008. Foram encontradas 11 pesquisas distintas relatadas em 20 publicações. Os instrumentos utilizados para coleta de dados foram a base para a identificação das variáveis, as quais foram classificadas em 14 categorias. Essas variáveis visam medir o sucesso do Portal através do seu uso e da satisfação dos seus usuários e identificar fatores que podem explicar o uso ou não-uso tais como características do usuário, seu conhecimento sobre o Portal e seus recursos, seu uso de outras fontes de informação e a finalidade do uso do Portal. Visam ainda elicitar as dificuldades enfrentadas pelos usuários, as vantagens percebidas e os impactos do Portal, o comportamento do usuário na busca de informação e sugestões para melhorias para o sistema.

Palavras-chave: Portal de Periódicos da Capes; Bibliotecas Digitais de Periódicos; Estudos de uso.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos