//
arquivos

Informação industrial

Esta tag está associada a 16 posts

Da probabilidade à racionalidade: um estudo sobre o risco nos processos de avaliação da conformidade.

MARTINS, Maria Luiza Costa; BELCHIOR, Janaina Goulart. Da probabilidade à racionalidade: um estudo sobre o risco nos processos de avaliação da conformidade. LIINC em Revista, Rio de Janeiro, v.8, n.1, p.183-194, março. 2012. Disponível em < http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/viewFile/469/365 >  Acesso em: 14 nov. 2012.

Resumo:

O trabalho discute a questão do risco no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade. Valendo-se da evolução do conceito de risco ao longo da história, estuda o processo de análise de risco nas decisões relacionadas à regulamentação de produtos e qual o embasamento que esta análise deve ter de modo a fugir de uma dedução meramente pautada em cálculos probabilísticos, para buscar uma racionalidade social que atenda plenamente aos anseios de todos os indivíduos. Para tanto, destaca a atuação do Inmetro como gerenciador de riscos, analisando as estratégias que usa para estimar os riscos.

Palavras-chave: Gerenciamento de risco. Avaliação da conformidade. Racionalidade social. Regulamentação. Inmetro.

Aplicação da metodologia de Engenharia Kansei para melhorar a incorporação de requisitos de experiência em desenvolvimento de novos produtos

CARREIRA, Rui; PATRÍCIA, Lia; NATA, Renato. Aplicação da metodologia de Engenharia Kansei para melhorar a incorporação de requisitos de experiência em desenvolvimento de novos produtos.  Informação & Informação, Londrina, v. 17, n. 2, p. 156-171, maio/ago., 2012. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/13458/pdf&gt;. Acesso em 29 dez. 2012.

Resumo
Introdução: Projetar produtos e serviços para a experiência do cliente é cada vez mais importante para o sucesso do desenvolvimento de novos produtos (NPD), mas surgem dois desafios: Em primeiro lugar, a experiência do cliente é determinada não apenas pelo produto, mas também pela interacção com o serviço(s) dentro do qual ele pode ser incorporado. Em segundo lugar, a experiência do cliente é formada durante todos os momentos de interacção com um produto ou serviço.
Objetivo: Especificamente em transportes públicos, a experiência fornecida é holística já que começa antes da viagem propriamente dita e não termina necessariamente depois do passageiro chegar ao destino.
Metodologia: O método de engenharia Kansei permite a incorporação de reacções afectivas e emoções em NPD, indicando quais as propriedades do produto que causam impacto semântico, mas não envolve uma abordagem estruturada e global para o estudo da experiência do cliente.
Resultados: Este artigo apresenta uma utilização do método Kansei que inclui um estudo em profundidade da experiência do cliente e da sua incorporação no processo NPD.
Conclusões: Foi proposta uma aplicação a experiências de viagem e ao desenvolvimento de novos conceitos de autocarro.

Palavras-chave: Experiência de viagem. Veículo de transporte. Kansei Engineering. Cognitivo. Emocional.

Gestão da inovação: considerações em torno do processo de desenvolvimento de serviços

ZANINELLI, Thais. Gestão da inovação: considerações em torno do processo de desenvolvimento de serviço.  Informação & Informação, Londrina, v. 17, n. 2, p. 133-155, maio/ago., 2012. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/13749/pdf&gt;. Acesso em 29 dez. 2012.

Resumo
Introdução: Inovação em serviços e o processo de Desenvolvimento de Novos Serviços (NSD tornam se cada vez mais complexos, envolvendo uma rede de empresas parceiras que trabalham em conjunto para gerir todas as atividades e tarefas envolventes ao longo do NSD. Vários fatores contribuem para o sucesso do NSD, porém o papel que esses fatores desempenham ao longo das diferentes fases do processo ainda não é bem compreendido.
Objetivo: Analisar quais são as principais fases e atividades do processo de NSD, bem como os principais fatores que influenciam o seu sucesso.
Metodologia: Trata-se de um estudo que envolve duas fases, a primeira com uma abordagem exploratória e a segunda fase qualitativa, realizado em quatro projetos de shopping centers que estavam em diferentes etapas do processo de desenvolvimento.
Resultados: Os resultados do estudo indicam que o NSD tem cinco principais fases, que abrangem desde a geração de ideias do novo serviço até a fase da operação. Este estudo também identificou fatores críticos do NSD no contexto das redes colaborativas, com o foco na importância da gestão da informação e da comunicação para o sucesso do novo serviço.
Conclusões: O processo de NSD é cíclico e é fundamental o estabelecimento de redes de colaboração entre empresas parceiras. A gestão de todo o processo é crucial, entretanto a gestão da rede colaborativa também é fundamental devido às intensas interações que ocorrem entre as empresas parceiras ao longo de todo o processo.
O estudo conclui que as empresas devem criar estratégias que garantam uma gestão de relacionamento eficaz, bem como uma boa comunicação entre todas as partes envolvidas nas redes colaborativas.

Palavras-chave: Desenvolvimento de produtos. Desenvolvimento de serviços. Inovação de serviços. Fatores críticos de sucesso. Inovação.

Metodologia de identificação de fontes de coleta de informação: uma proposta de modelo para cadeia produtiva de couro, calçados e artefatos.

AZEVEDO, Alexander Willian. Metodologia de identificação de fontes de coleta de informação: uma proposta de modelo para cadeia produtiva de couro, calçados e artefatos. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v.2, n. Especial, p.149-158, out. 2012. Disponível em < http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/12466/8031 >  Acesso em: 14 nov. 2012.

Resumo:

Descreve a metodologia de análise de coleta de fontes de informação desenvolvida e implementada como ferramenta de apoio às atividades de inteligência do Sistema de Inteligência Competitiva da Cadeia Produtiva do Couro, Calçados e Artefatos (SIC). Tem como objetivo apresentar a descrição e os procedimentos para a aplicação de coletas das fontes de informação junto aos produtos de informações armazenados na ferramenta de apoio às atividades do SIC, visando à elaboração de um processo de busca de informação relevante dos atores globais da cadeia produtiva. Com base nas dinâmicas competitivas da Cadeia Produtiva do Couro, Calçados e Artefatos do Brasil, o principal resultado apresenta modelo de coleta de fontes de informação para um setor da cadeia produtiva, de acordo com as necessidades de inteligência identificadas que podem servir de base para as equipes de inteligência dos elos das cadeias produtivas do Brasil.

Palavras-chave: Fonte de Informação. Cadeia Produtiva. Coleta de Informação. Couro e Calçados. Bibliografia especializada.

Rede de tecnologia do Amazonas: fonte informacional para tomada de decisão

SIQUEIRA, Thiago Giordano de Souza; BARBALHO, Célia Regina Simonetti. Rede de tecnologia do Amazonas: fonte informacional para tomada de decisão. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 26-34, jan./dez. 2012. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/19/78>. Acesso em: 24 nov. 2012.

Resumo
Introdução: Debate os resultados de um projeto de Iniciação Científica sobre o fluxo da informação para a gestão empresarial a partir do serviço “Rede de Tecnologia” oferecido pelo Núcleo de Inovação e Empreendedorismo do Instituto Euvaldo Lodi. Método: A pesquisa caracterizou-se como exploratório-descritiva fazendo-se uso do método quali-quantitativo e empregando-se pesquisa bibliográfica e de campo. Resultados: Analisa a forma como os empreendedores da cidade de Manaus utilizam as informações fornecidas pelo serviço de informação em seu ambiente organizacional. Identifica as necessidades da demanda e de que forma as informações são aplicadas na gestão ou nos processos de inovação. Revela que a maior parte dos sujeitos da pesquisa é composta de microempresas com menos de um ano de atuação no mercado voltadas ao setor comercial. Conclusões: Evidencia-se a procura por informação mercadológica, seguido da procura por informação sobre criação/registro de empresa, bem como informação sobre fornecedores, em sua maioria com enfoque técnico ou mercadológico. Para parte dos sujeitos, a informação fornecida foi aplicada no estabelecimento do foco no negócio em que atua, existindo uma parcela de empreendedores para a qual o serviço não possibilitou aplicabilidade alguma devido às informações não apresentarem o resultado esperado.

Palavras-chave
Gestão organizacional. Informação para negócios. Serviços de informação. Rede de Tecnologia do Amazonas (RETEC). Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

Redes sociais de produção e colaboração tecnológica para o descarte de resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos

GIGANTE, Luciara Cid; RIGOLIN, Camila Carneiro Dias; MARCELO, Júlia Fernandes. Redes sociais de produção e colaboração tecnológica para o descarte de resíduos de equipamentos elétricos e eletrônicos. AtoZ: novas práticas em informação e conhecimento, Curitiba, v. 1, n. 2, p. 52-64, jan./dez. 2011. Disponível em: <http://www.atoz.ufpr.br/index.php/atoz/article/view/22/79>. Acesso em: 24 nov. 2012.

Resumo
Introdução: Esta pesquisa teve como objetivo geral mapear e analisar as redes sociais de produção e colaboração tecnológica, em documentos de patentes, relativas às inovações sobre descarte de lixo tecnológico, também chamado de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos. O referencial teórico é pertinente ao campo de estudos “Ciência, Tecnologia e Sociedade”. Método: A metodologia baseou-se na aplicação das técnicas relativas à Análise de Redes Sociais, caracterizada pelo mapeamento e mensuração dos fluxos e relações e colaborações entre os inventores das patentes de inovações relativas ao descarte de lixo tecnológico. Resultados: Os resultados apontam a pouca expressividade da colaboração internacional neste domínio, e a liderança da China no que diz respeito ao registro de patentes sobre descarte de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos. Conclusões: As possíveis causas da pouca colaboração internacional nesta área de pesquisas tecnológicas derivam da ausência de harmonização legal no campo da propriedade industrial, associada às distâncias geográficas, barreiras linguísticas e altos custos incorridos na colaboração tecnológica transnacional.

Palavras-chave
Lixo tecnológico. Colaboração em redes sociais. Patentes. Pesquisas tecnológicas. Produção tecnológica. Inovação tecnológica.

Inteligência estratégica antecipativa: oportunidades para uma nova empresa de tecnologia da informação

SILVA, Priscila Coelho; BICCA, Edson Rodrigues. Inteligência estratégica antecipativa: oportunidades para uma nova empresa de tecnologia da informação. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 2, n. 1, p. 182-193, jan./jun. 2012. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/10138>. Acesso em: 3 ago. 2012.

Resumo

Este artigo apresenta um caso de aplicação dos conceitos de Inteligência Estratégica Antecipativa e Coletiva (IEAc), para uma empresa do setor de Tecnologia da Informação. Trata-se de uma empresa que está iniciando suas atividades e possui apenas uma visão de nicho para atuar. Através do método IEAc, este trabalho estudou o mercado da empresa, as ameaças e oportunidades. Os temas de inteligência estratégica e inteligência antecipativa são contextualizados em uma breve revisão teórica e, em seguida, a empresa é caracterizada. É descrito o trabalho de IEAc realizado e os resultados atingidos, verificando que o método é de bastante utilidade não apenas à empresas já estabelecidas, como também à empresas em fase inicial.

Palavras-chave: Inteligência Competitiva. Inteligência Estratégica Antecipativa e Coletiva. Estratégias de negócio. Novas Empresas.

Gerenciamento de informações em cadeias de prestação de serviços

FAVARETTO, Fábio. Gerenciamento de informações em cadeias de prestação de serviços. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 2, n. 1, p. 3-20, jan./jun. 2012. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/11607/7456>. Acesso em: 3 ago. 2012.

Resumo

O gerenciamento das cadeias de suprimentos vem sendo apontado como uma alternativa de competitividade. Parte significante desta atividade é composta pelo gerenciamento das informações e de seu fluxo entre as empresas que compõem a cadeia. No estudo e pesquisa destas cadeias, existe uma predominância das empresas de manufatura, em detrimento às de prestação de serviços. O objetivo deste artigo é propor um framework para o gerenciamento do fluxo de informações neste tipo de empresas. Isto é feito com base em um levantamento bibliográfico sobre a gestão de informações em cadeias de suprimento e em empresas de serviço. A partir das premissas encontradas na literatura é proposto então um modelo para gerenciamento de informações em empresas de prestação de serviços.

Palavras-chave: Gestão de Informação. Prestação de Serviços. Cadeias de Prestação de Serviços.

Um olhar teórico sobre os processos de aprendizagem organizacional e a possibilidade de sua relação com a mudança estratégica nas organizações

NASCIMENTO, Daniele Maria Vieira do; MORAES, Ionete Cavalcanti de. Um olhar teórico sobre os processos de aprendizagem organizacional e a possibilidade de sua relação com a mudança estratégica nas organizações. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 1, n. 2, p. 105-117, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/10567/6921&gt;. Acesso em: 2 ago. 2012.

Resumo

O objetivo deste artigo é colaborar com o tema da aprendizagem organizacional, mais especificamente com a temática dos processos de aprendizagem existentes nas organizações e a mudança estratégica das mesmas. A pesquisa se propôs a entender qual a relação entre os processos de aprendizagem organizacional e a mudança estratégica, de acordo com os conceitos da teoria da aprendizagem situada e da teoria da aprendizagem pela experiência e reflexiva. A teoria da aprendizagem situada entende a aprendizagem como uma atividade situada em um dado contexto sociocultural. Os principais conceitos relacionados a essa teoria são o de participação periférica legítima e de comunidades de prática. A teoria da aprendizagem pela experiência é descrita como um processo contínuo de reorganização e reconstrução da experiência. Enquanto que a aprendizagem reflexiva envolve o acesso e o reacesso a suposições, e é tida como um processo ativo de reconhecimento e (re)interpretação de uma experiência, previamente apreendida, em um novo contexto. A maioria das definições de aprendizagem inclui conceitos de mudança e a relação com a aprendizagem existe porque a mudança estratégica é direcionada para criar um novo tipo de alinhamento entre as práticas básicas da empresa e as (novas) características do ambiente. Contudo, verificou-se que ainda há pouco consenso sobre a relação entre o tema da aprendizagem e o da mudança nas organizações. Viu-se que tanto a aprendizagem organizacional pode contribuir para mudanças estratégicas incrementais nas organizações, como também mudanças radicais podem levar a empresa a repensar suas práticas e, conseqüentemente, aprender com elas.

Palavras-chave: Aprendizagem organizacional. Mudança estratégica.

Uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional

RODRUIGUES, Charles; BLATTMANN, Ursula. Uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 1, n. 2, p. 43-58, jul./dez.. 2011. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/pgc/article/view/9999/6922>. Acesso em: 2 ago. 2012.

Resumo

Aponta a contribuição do uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional. Tem como objetivo estudar o uso das fontes de informação como elemento constituinte das estratégias gerenciais, contribuindo, assim, para a geração de conhecimento organizacional. Nesta pesquisa, foi utilizada a metodologia de estudo descritiva e analítica, compreendendo um levantamento bibliográfico e uma fundamentação conceitual. A fundamentação conceitual trata da gestão e dos fluxos de informação, são apresentados abordagens, modelos e estudos teóricos. São expostos os conceitos, classificações e a evolução das fontes de informação e o processo de uso das fontes de informação para a geração de conhecimento organizacional. Nas considerações, é tratado o entendimento de como pode ser realizado a gestão da informação e a necessidade de aperfeiçoar os processos que envolvem o uso das fontes de informação como uma ferramenta gerencial. Seja na tomada de decisões e como ativo que contribua para a geração de conhecimento organizacional e, consequentemente proporcione melhorias na competitividade das empresas e especialmente ao ser humano.

Palavras-chave: Gestão da informação. Fluxos de informação. Uso da informação. Fontes de informação. Conhecimento organizacional.

Redes sociais, informação, criação e sobrevivência de empresas

VALE, Gláucia Maria Vasconcellos; GUIMARÃES, Liliane de Oliveira. Redes sociais, informação, criação e sobrevivência de empresas. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 15, n. 3, p. 195-215, set./dez.. 2010. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1014/777>. Acesso em: 09 jun. 2012.

Resumo

O artigo analisa o fenômeno do embeddedness e o impacto das redes sociais dos empreendedores na criação e sobrevivência dos negócios, trazendo contribuições no plano teórico e metodológico. A base empírica deriva de uma pesquisa, que distinguiu entre empreendimentos criados que conseguiram sobreviver e aqueles extintos, após um curto período de vida. Para tratar os dados foram criados indicadores sobre embeddedness e sobre capacidade de utilização das informações que circulam nas redes. Resultados mostram que redes sociais influenciam o processo.

Palavras-chave: Redes sociais. Informações. Empreendedorismos. Indicadores.

Economia criativa e trabalho imaterial: a indústria da moda sob uma perspectiva informacional

PIRES, Vladimir Sibylla. Economia criativa e trabalho imaterial: a indústria da moda sob uma perspectiva informacional. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 52-64, mar. 2010. Disponível em: < http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/view/328/227 >. Acesso em: 01 maio 2010

Resumo
Este artigo visa refletir sobre a construção de identidades de marca na economia criativa a partir das dinâmicas informacionais de seus atores. Propõe um modelo de análise baseado em uma nova metáfora organizacional e na opção por uma abordagem em diferentes níveis daquela dinâmica. Demonstra sua aplicabilidade a partir do exemplo de uma empresa atuante na indústria da moda.
Palavras-chave: economia criativa; trabalho imaterial; indústria da moda; centrais de criatividade; dinâmicas informacionais.

Gestão do Conhecimento e Teoria da Firma

SILVA, Antonio Braz de Oliveira e; FERREIRA, Marta Araújo Tavares. Gestão do Conhecimento e Teoria da Firma. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 14, n. 3, p. 116-139, 2009. Disponível em: <http://www.eci.ufmg.br/pcionline/index.php/pci/article/view/882/638>. Acesso em: 28 fev. 2010.

Resumo:

Para uma melhor compreensão da importância da gestão do conhecimento para as empresas, é necessário que se retorne à teoria da firma. Para cumprir suas funções, as firmas se organizam em estruturas que visam diminuir os custos de obter e trocar informações. O presente artigo discute que as tecnologias de informação, por facilitarem a troca de informações e conhecimento entre empresas, ampliando suas possibilidades de cooperação, afetam os limites da firma, abrindo novos campos para a gestão do conhecimento.

Palavras-chave: Teoria da Firma. Gestão do Conhecimento. Cooperação Empresarial.

A notícia como fonte de informação em propriedade intelectual: um olhar sobre o tema marcas

CERANTOLA, Ane Aparecida Cerantola; FERRAZ, Maria Cristina Comunian. Encontros Bibli, Florianópolis, v. 14, n. 28, p. 135-149, 2009. Disponível em: <http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/9235/11022>. Acesso em: 3 nov. 2009.

Resumo
Este trabalho tem como objetivo analisar o tratamento que é dado atualmente pela mídia sobre o tema marcas, especificamente em sites de notícias disponibilizadas gratuitamente na Internet. Através da aplicação do Método de Análise de Conteúdo pretendeu-se verificar a seguinte hipótese: as notícias veiculadas não informam adequadamente o leitor sobre a importância e a necessidade do registro de marcas para a proteção do trabalho intelectual. Foram analisados textos jornalísticos recuperados nos sites da Folha Online e do Estadão Online, publicados no período de julho de 2007 a julho 2008. Como resultado da aplicação do método, verificou-se, dentro do universo pesquisado, que a hipótese é verdadeira para o caso de leitores não especialistas em propriedade intelectual, pois os textos não são capazes de orientar uma pessoa leiga sobre o tema. Entretanto, observou-se que, para os já conhecedores do assunto, as notícias fornecem um cenário interessante sobre os problemas relacionados ao não registro de uma marca e uso indevido da mesma, podendo ser consideradas uma boa fonte de informação para negócios relacionada ao assunto.

Palavras-chave: Propriedade intelectual; Informação para negócios; Marca; Análise de Conteúdo; Marketing.

A cadeia produtiva do conhecimento científico: implicações econômica, sociológicas e técnicas


XAVIER, Rodolfo Coutinho Moreira; COSTA, Rubenildo Oliveira da. A cadeia produtiva do conhecimento científico: implicações econômica, sociológicas e técnicas. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 5, n. 2, p. 247-265, set. 2009. Disponível em: <http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/viewFile/296/211>. Acesso em: 14 out. 2009.

Resumo
Versa sobre o controle do conhecimento científico pelas editoras e\ou provedores comerciais. Analisa-se as relações econômicas entre a produção, distribuição e uso da informação na cadeia produtiva do conhecimento, para compreender a lógica que sustenta essa indústria. Discute-se a revisão pelos pares e o círculo vicioso, envolvendo uma explicita apropriação privada dos recursos públicos destinados à pesquisa, na qual o Estado “paga, no mínimo, três vezes” para subsidiar o seu progresso científico e tecnológico, custeando não só a produção científica como também o seu posterior acesso e recuperação online, e por último sua posse em formato impresso, por meio de caríssimas assinaturas. Por último, apresenta-se uma contribuição empírica sobre a área brasileira de Física, sugerindo que seus principais periódicos são comerciais; as citações da produção brasileira refletem o mesmo comportamento de citação da base do Institute for Scientific Information, com todos os seus vieses.
Palavras-chave: Indústria da informação; editoras científicas comerciais; bases de dados; produção científica; periódicos científicos.

Aplicação da descoberta de conhecimento em textos para apoio à construção de indicadores infométricos para a área de C&T

RAMOS, Hélia de Sousa Chaves; BRASCHER, Marisa. Aplicação da descoberta de conhecimento em textos para apoio à construção de indicadores infométricos para a área de C&T. Ci. Inf., Brasília, v. 38, n. 2, p. 56-68, maio/ago. 2009. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/view/1101/1323>. Acesso em: 13 set. 2009.

Resumo: Relata resultados de pesquisa aplicando a descobertade conhecimento em texto (DCT) em conteúdos textuais,
importantes fontes de informação para tomada de decisão. O objetivo central da pesquisa foi verificar a eficácia da DCT na descoberta de informações para apoio à construção de indicadores e definição de políticas públicas. O estudo de caso foi o Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas (SBRT) e a técnica aplicada a de agrupamento de documentos a partir dos termos minerados na base de dados. Comprovou-se a aplicabilidade da DCT na extração de informações ocultas em documentos textuais para subsidiar a tomada de decisão e a construção de indicadores, informações essas que não poderiam ser visualizadas utilizando-se recursos tradicionais de recuperação da informação. Observou-se a preocupação com o meio ambiente nas demandas feitas pelos usuários do SBRT e a aplicabilidade da DCT para orientação de políticas internas à rede SBRT.

Palavras-chave: Descoberta de conhecimento em texto (DCT). Mineração de textos. Indicadores de C&T. Serviços de informação tecnológica. Micro e pequenas empresas (MPEs). Empreendedores.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos