//
arquivos

Marketing de informação

Esta tag está associada a 15 posts

A influência do marketing nas bibliotecas universitárias: um estudo acerca da biblioteca da FATEC-CE

FERREIRA, Maria Aparecida Nascimento; FURTADO, Maria Paloma de Oliveira; SOUZA, Irma Gracielle Carvalho de; SOUZA, Alexandre Pereira de. A influência do marketing nas bibliotecas universitárias: um estudo acerca da biblioteca da FATEC-CE. Múltiplos Olhares em Ciência da Informação, v. 3, n. 2, out. 2013. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/view/1999/1276 >. Acesso em 01 dez. 2014.

Resumo
A Biblioteca universitária tem como finalidade reunir, divulgar, manter organizado, preservado e em constante condição de uso seu acervo composto por obras, em qualquer suporte midiático, de relevância e pertinência para o desenvolvimento dos programas de ensino, pesquisa, extensão da comunidade acadêmica. Neste contexto, tem-se no marketing um instrumento valioso na proposta de reestruturação e promoção das organizações, por estar inserido em todas as áreas de uma organização, incluindo as bibliotecas, depreende-se que por ser um bem intangível, a “informação” passa a ser insumo estratégico para tomada de decisão e construção do conhecimento. Neste sentido, o marketing mostra-se de grande valia para que ocorram mudanças positivas na imagem da biblioteca, otimizando o acesso e o uso a informação nas mais variadas ambiências. Deste modo, o estudo em tela, objetiva diagnosticar os aspectos positivos e negativos da Biblioteca Universitária da FACTEC, no intuito de propor ações estratégicas de Marketing com vistas a melhorar a dinâmica da biblioteca. O presente estudo caracteriza-se por ser do tipo exploratório e descritivo, de caráter qualitativo, cujo instrumento de coleta de dados utilizado foi à observação direta e a entrevista semiestruturada. Propõe-se com tudo a implantação de um plano de marketing para biblioteca da FATEC no intuito de promover seus serviços e melhorar as relações entre o bibliotecário e usuários.

Palavras-chave: Biblioteca Universitária. FATEC. Marketing.

Anúncios

O Foursquare como ferramenta de marketing: uma análise sobre a Biblioteca Central da Universidade Federal do Pará, Brasil (UFPA)

PIRES, Erik André de Nazaré; GIRARD, Carla Daniella Teixeira. O Foursquare como ferramenta de marketing: uma análise sobre a Biblioteca Central da Universidade Federal do Pará, Brasil (UFPA). Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.19, n.1, p. 89-101, jan./jun., 2014. Disponível em: <http://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/933/pdf_90 >. Acesso em: 12 maio 2014.

Resumo
Apresenta a rede social Foursquare na perspectiva de interação com os usuários no segmento virtual, com foco da pesquisa direcionado a Biblioteca Central (BC) localizada na Universidade Federal do Pará (UFPA). O estudo tem como fito mostrar como essa tecnologia pode ser uma ferramenta eficiente para realização de estudos referente a desenvolvimento do plano de marketing para bibliotecas e para saber sobre problemas enfretados pelas mesmas. O procedimento metodológico e operacional visa quanto a sua natureza, a pesquisa bibliográfica, e quanto a seu objetivo, a pesquisa exploratória e descritiva, tendo em vista a abordagem quantitativa e qualitativa feita através da observação sistemática e obtenção dos dados feitos diretamente na Home Page da referida rede social. Os resultados demonstram que a grande parte da população pesquisada reclama das condições do estado físico da BC, principalmente no que se refere ao desconforto para realização dos estudos, não apresentado contribuições positivas para o marketing da biblioteca. Conclui que a adoção de políticas de comunicação com os usuários mediada, sobretudo no campo virtual, proporciona subsídios de além do marketing, tem a possibilidade de ter conhecimento no que diz respeito aos entraves apresentados pelas unidades de informação.

Palavras-chave: Rede social; Marketing; Universidade Federal do Pará – Biblioteca Central; Internet.

O processo de difusão desenvolvido pelos arquivos públicos estaduais da região Sul do Brasil

MENEZES, Priscila Lopes. O processo de difusão desenvolvido pelos arquivos públicos estaduais da região Sul do Brasil. Ponto de Acesso, Salvador, v. 6, n. 3, p. 47-71, dez. 2012. Disponível em: <http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/6164>. Acesso em: 31 maio 2013.

Resumo:
A difusão nos Arquivos Públicos Estaduais da Região Sul do Brasil (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná) é o tema pesquisado neste trabalho. O mesmo, procura salientar a relevância desta função arquivística que tem o intuito de promover o arquivo, deixando-o mais próximo dos usuários. A coleta de dados foi realizada através de um questionário e de uma maneira geral revela que felizmente esta atividade tem sido uma das preocupações dos profissionais da informação. Para atender aos consulentes com presteza e qualidade, proporcionando uma maior interatividade e autonomia é indispensável que as instituições conheçam quem são seus visitantes e os deixem atraídos pelos seus produtos e/ou serviços, lhes possibilitando momentos de bem-estar e a certeza de satisfação. O desejo é planejar atividades de difusão que se convertam em estratégias de promoção, popularização e motive a frequência maior de usuários reais, é neste sentido que são citadas no decorrer desta pesquisa as estratégias de marketing em conjunto com as atividades de difusão editorial, cultural e educativa.

Palavras-chave: Difusão; Marketing; Arquivo Público.

O foursquare em bibliotecas: um diferencial estratégico em marketing

PRADO. Jorge. O foursquare em bibliotecas: um diferencial estratégico em marketing. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 18, n. 1, p. 846-855, jan./jun., 2013. Disponível em: <http://www.revista.acbsc.org.br/racb/article/view/879/pdf>. Acesso em: 20 mar. 2013.

Resumo
Apresenta o Foursquare como ferramenta que pode ser usada dentro de uma biblioteca e as funcionalidades que ela pode trazer. O aplicativo e a rede social são apresentados em detalhes, explicando termos específicos e as atividades que são feitas, bem como da interação social física proveniente depois. Traz também alguns exemplos de uso.

Palavras-chave: Biblioteconomia. Ciência da informação. Tecnologia da informação. Aplicativos móbile. Marketing. Foursquare

Marketing e endomarketing na Biblioteca Central da UFPB: subsídios para uma ação na Divisão de Serviços ao Usuário

DIAS, José Heládio Costa; DUARTE, Emeide Nóbrega. Marketing e endomarketing na Biblioteca Central da UFPB: subsídios para uma ação na Divisão de Serviços ao Usuário. Biblionline, João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 25-52, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/4902/3707>. Acesso em: 18 fev. 2013.

Resumo
Trata de uma análise dos serviços realizados pelas Seções da Divisão de Serviços aos Usuários (DSU) da Biblioteca Central (BC) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no sentido de, criar subsídios para ações de marketing e endomarketing. Apresenta embasamento teórico em autores clássicos e modernos, sobre Marketing e Endomarketing além de resgatar a história da Biblioteca em foco e de seu funcionamento. Foi utilizada uma metodologia de caráter exploratório, de cunho qualitativo e quantitativo, com dados coletados por meio de questionários aplicados aos clientes internos e externos da biblioteca. De forma geral, descobriu-se o alto nível de incoerência das clientelas, quanto ao (des)conhecimento dos serviços da DSU; a falta de concordância pelos usuários internos sobre a missão da instituição; o descaso da mesma com o ambiente; e a falta de conhecimento dos clientes externos quanto aos serviços da DSU. Os resultados demonstraram que a instituição necessita de ações
de marketing e endomarketing, além de atenção aos preceitos de preservação e conservação, que incluem serviços de higienização do ambiente. Os resultados, enfim, mostram um panorama que contribui com a promoção e conhecimento dos serviços, de forma a colaborar para um bom funcionamento, como também, para subsidiar futuras ações que os gestores da Biblioteca Central devem adotar.

Palavras-chave: Marketing em unidade de informação. Endomarketing em unidade de informação. Serviços aos usuários de Biblioteca.

A aplicação de conceitos e práticas de marketing: um estudo de caso do sistema de bibliotecas dos Centros Educacionais Unificados – C.E.U.s

MATOS, Denilson Santos de; OLIVEIRA, Emerson Soares de; AGUIAR, Francisco Lopes de. A aplicação de conceitos e práticas de marketing: um estudo de caso do sistema de bibliotecas dos Centros Educacionais Unificados – C.E.U.s. CRB-8 Digital, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 17-32 dez., 2012. Disponível em: <http://revista.crb8.org.br/index.php/crb8digital/article/viewFile/96/96 &gt;. Acesso em: 12 jan. 2013.

Resumo
Analisa a questão do marketing aplicado nas unidades de informação da rede dos Centros Educacionais
Unificados – C.E.U.s pertencentes à Prefeitura da cidade de São Paulo. Tem como objetivos gerais identificar e analisar as principais práticas de marketing realizadas a partir da percepção dos profissionais bibliotecários; saber o grau de conhecimento dos gestores dessas instituições referentes a esse assunto; verificar se a gestão dessas unidades de informação é orientada para o marketing, como também quais as técnicas e métodos utilizados; e se realizam planejamento orientado para o marketing. A metodologia adotada é a pesquisa exploratória com estudo de caso, sendo sujeito da pesquisa o sistema de 45 unidades de informação dos C.E.U.s. O instrumento de coleta de dados utilizado é o questionário, contendo questões abertas e fechadas. Com base nos dados das unidades de informação respondentes, conclui-se a ausência de um planejamento formal apoiado nos conceitos e técnicas de marketing recomendado pela literatura que trata do assunto. As práticas de marketing quando desenvolvidas são orientadas apenas por ações de promoção e divulgação de seus produtos e serviços. Por fim, recomenda e delineia diretrizes para implantação do marketing em unidades de informação híbridas (biblioteca pública e biblioteca escolar), como forma de valorizar a imagem da unidade e, consequentemente, do próprio profissional bibliotecário.

Palavras-chave: Marketing. Bibliotecas Públicas. Bibliotecas Híbridas. Unidades de Informação Públicas – São Paulo [Cidade]. Centros Educacionais Unificados – C.E.U.s.

Ferramentas do endomarketing para avaliar e propor melhorias no clima organizacional de uma biblioteca universitária pública

PERES, Teresa Cristina Oliveira. Ferramentas do endomarketing para avaliar e propor melhorias no clima organizacional de uma biblioteca universitária pública. Rev. Dig. Bibl. Ci. Inf, Campinas, v.9, n.2, p.12-24, jan. /jun. 2012. Disponível em: < http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/index.php/rbci/article/view/516 >. Acesso em: 31 dez. 2012.

Resumo:
O presente trabalho tem por objetivo propor melhorias em uma biblioteca universitária pública a partir de uma pesquisa de clima organizacional. Realizada com o intuito de identificar os seus pontos fracos, expectativas e aspirações da equipe, busca um entendimento das relações internas e um levantamento das necessidades. A interferência direta do ser humano nas atividades que interagem com o cliente final aumenta os investimentos das empresas em planos e estruturas que visam abordá-lo e motivá-lo, de acordo com os objetivos a que se propõe a organização. Os resultados obtidos na pesquisa contribuíram para a criação de um Programa de Endomarketing que poderá direcionar a administração da biblioteca na busca de melhorias das relações ambientais, assim como das relações clientes internos x clientes externos.

Palavras-chave: Clima organizacional; Endomarketing; Bibliotecas (recursos humanos).

O marketing viral como estratégia publicitária nas novas ambiências midiáticas.

BARICHELLO, Eugenia Maria M. da R.; OLIVEIRA, Cristiane Cleveston de. O marketing viral como estratégia publicitária nas novas ambiências midiáticas. Em Questão, Porto Alegre, v.16, n. 1, p. 29-44, jan./jun. 2010. Disponível em < seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/12939/8743 >  Acesso em: 20 dez. 2012.

Resumo:

A digitalização das mídias é um processo responsável pela for­mação de uma nova ambiência midiática. Nesse panorama, os indivíduos que antes eram considerados receptores no processo da comunicação ganharam um novo papel, também como emis­sores de mensagens midiáticas. Mudaram, assim, sua percepção em relação aos conteúdos veiculados nas mídias tradicionais e aos anúncios publicitários feitos nos moldes anteriores. Profis­sionais de publicidade passaram a dirigir suas criações a um consumidor cada vez mais participante do ambiente digital e buscam novas abordagens para atrair sua atenção. Por meio de pesquisa bibliográfica e estudo de caso, buscamos verificar como a estratégia do marketing viral atua nas redes digitais na tentativa de conquistar esses novos consumidores. A análise do vídeo viral Evolution, da marca Dove, fez-nos concluir que esta pode ser uma estratégia muito bem recebida pelos internautas, cujos impactos podem ir além do ambiente online.

Palavras-chave: Ambiência midiática. Redes digitais. Marke­ting viral.

El marketing y su origen a la orientación social: desde la perspectiva económica a la social. Los aspectos de organización y comunicación.

GARCÍA, José Sixto. El marketing y su origen a la orientación social: desde la perspectiva económica a la social. Los aspectos de organización y comunicación. Em Questão, Porto Alegre, v.16, n. 1, p. 61-77, jan./jun. 2010. Disponível em < seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/12541/8741 >  Acesso em: 20 dez. 2012.

Resumen:

Este artículo analiza los acontecimientos históricos que propi­ciaron la aparición del marketing como técnica, su aplicación, el posterior asentamiento del concepto y la consolidación del marketing como disciplina. Desde ese momento se repasa la evolución que ha sufrido el concepto desde su origen económico hasta su aplicación a cualquier tipo de organización y producto, hasta definir los parámetros por los que se rige en la actualidad. Y es que las orientaciones del marketing han ido evolucionando a lo largo del siglo XX y lo habitual es que las organizaciones se orienten al mercado y, por tanto, su actividad se planee desde el marketing. No obstante, en los últimos años a las organiza­ciones se les presenta una exigencia nueva que va más allá de la satisfacción del usuario: deben actuar bajo la concepción del denominado marketing social y, por tanto, contribuir además al bienestar de la sociedad a largo plazo.

Palabras clave: Marketing. Enfoque. Economía. Marketing social. Comunicación.

Pesquisa de marketing e estudos de usuário: um paralelo entre os dois processos.

ROZADOS, Helen Frota; PIFFER, Bárbara Pilatti. Pesquisa de marketing e estudos de usuário: um paralelo entre os dois processos.  Em Questão, Porto Alegre, v.15, n. 2, p. 169-182, jul./dez. 2009. Disponível em < seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/10387/7382 >  Acesso em: 20 dez. 2012.

Resumo:

Expõe o histórico, a evolução e as características da Pesquisa de Marketing e dos Estudos de Usuário, assinalando semelhanças e diferenças entre as duas técnicas. Traça um paralelo entre os objetivos pretendidos e as metodologias adotadas. Aponta que os objetivos, a metodologia, as fontes utilizadas são similares, tanto no caso da Pesquisa de Marketing quanto no de Estudos de Usuário. Conclui que ambas as investigações fornecem dados que permitem avaliar serviços e produtos já existentes, conhecer o que a concorrência está oferecendo e propor novos serviços e produtos que atendam às necessidades e às demandas dos usuários/clientes.

Palavras-chave: Pesquisa de Marketing. Estudos de usuário. Metodologia de pesquisa. Unidade de informação.

Marketing informacional em unidades de informação

ANGELO, Edna da Silva; ZIVIANI, Fabricio. Marketing informacional em unidades de informação. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 12, n. 4, ago. 2011. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/ago11/Art_05.htm>. Acesso em: 27 ago. 2011.

Resumo
A aplicação da teoria do Marketing Informacional como recurso gerencial para Unidades de Informação é demonstrada por meio do caso da Biblioteca Fantásticas Veredas da Fundação Guimarães Rosa, com o intuito de compreender a extensão, natureza e eficácia de tal procedimento. A primeira etapa do trabalho consistiu na revisão bibliográfica sobre Unidades de Informação e Marketing Informacional. Em seguida, foi realizado um diagnóstico do ambiente externo e interno à Biblioteca. Com os conceitos e o cenário situacional devidamente compreendido, a Unidade adotou uma gestão orientada pelo marketing e para implementar estratégias do Marketing Informacional, baseou-se em ações dedicada a formas específicas do impacto sobre os consumidores: produto, preço, praça e promoção. Para entender a ocorrência dos processos, como e sob que circunstância ele ocorria, sem quantificar sua ação, utilizou da pesquisa qualitativa, de caráter descritivo e como técnica de coleta de dados, a observação participante do tipo direta. Foi verificado que essas ações resultaram numa soma de fatores positivos que agregou valor à imagem da instituição.

Palavras-chave: Marketing; Marketing Informacional; Unidades de Informação; Bibliotecas; Fundação Guimarães Rosa.

Promoção da informação sobre tecnologias e produtos orgânicos na Embrapa Hortaliças

FEITOSA, Paula Andréa Cochrane; AMARAL, Sueli Angélica do. Promoção da informação sobre tecnologias e produtos orgânicos na Embrapa Hortaliças. Ciência da Informação, Brasília, v. 38, n. 3, p. 48-63, set./dez. 2009. Disponível em: <http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/view/1664/1338>. Acesso em: 5 jul. 2010.

Resumo
Pesquisa descritiva, de caráter exploratório, com o objetivo de verificar como a informação sobre tecnologias e produtos orgânicos, divulgada pela Embrapa Hortaliças, é utilizada pelos produtores orgânicos de hortaliças do Distrito Federal. O estudo teve como universo os empregados da Embrapa Hortaliças envolvidos com o processo de divulgação dessa informação e os produtores orgânicos de hortaliças certificados do Distrito Federal. A coleta de dados foi realizada por meio da análise de documentos da empresa e do levantamento por entrevistas semiestruturadas realizadas com dois pesquisadores atuantes no Projeto Implantação do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Agricultura do Distrito Federal (CDTORG), nove funcionários da Área de Comunicação e Negócios (ACN) da Embrapa Hortaliças e com 18 produtores orgânicos de hortaliças certificados do Distrito Federal. As entrevistas foram transcritas e analisadas de acordo com a técnica de análise de conteúdo. Foi observado que o processo de divulgação da informação sobre tecnologias e produtos orgânicos realizado pela empresa não possui foco no público receptor dessa informação, uma vez que não eram realizados estudos para identificar suas necessidades e preferências. Verificou-se que os produtores orgânicos de hortaliças eram indivíduos experientes, bem informados e que estavam cientes de muitos problemas do processo de divulgação estudado.

Palavras-chave: Promoção da informação. Comunicação integrada de marketing. Composto de comunicação de marketing. Produtos orgânicos. produtores orgânicos. Embrapa Hortaliças Distrito Federal Brasil.

Sobre o marketing, a publicidade e a sociedade do controle

SILVA, Geraldo. Sobre o marketing, a publicidade e a sociedade do controle. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 65-71, mar. 2010. Disponível em: < http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/view/345/234 >. Acesso em: 01 maio 2010

Resumo
O artigo problematiza o peso outorgado por autores como Foucault, Deleuze e Guattari ao marketing e à publicidade na constituição da sociedade do controle. Considera o papel determinante do consumo na sociedade contemporânea e sua relevância política, assinalando ainda outras possibilidades de lidar com as “aporias” do mercado, do marketing e da publicidade.
Palavras-chave: sociedade do controle; marketing e publicidade; personalidade da marca; consumo e política.

Marketing arquivístico: uma análise curricular do curso de graduação em arquivologia da Universidade Federal da Paraíba

FREIRE, Gustavo Henrique de Araújo; SILVA, Helane Cibeyl Albuquerque da; ALMEIDA, Jobson Louis Santos de. Marketing arquivístico: uma análise curricular do curso de graduação em arquivologia da Universidade Federal da Paraíba. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v.7, n. 2, p. 74-87, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/include/getdoc.php?id=758&article=232&mode=pdf>. Acesso em: 01 mar. 2010.

Resumo
Abordagem teórica a partir de um estudo de caso. Busca compreender a real necessidade de se aplicar os conceitos e técnicas de Marketing na área da Arquivologia. Pretende-se identificar o grau de relevância que é dado para a disciplina de Marketing nas pesquisas e estudos arquivísticos, possibilitando, portanto, a construção de um referencial teórico que auxilie na compreensão e aceitação por parte de pesquisadores e profissionais da inserção do Marketing como disciplina necessária na formação profissional dos arquivistas. Utiliza o método hipotético–dedutivo, aplicando-se a técnica de observação indireta (pesquisa documental e bibliográfica). Analisa o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em Arquivologia da Universidade Federal da Paraíba, e os periódicos científicos de maior destaque na área de Ciência da Informação. Foram realizadas consultas a profissionais e docentes que trabalham com questões arquivísticas contemporâneas. Após análise dos dados coletados, a pesquisa resultou na comprovação do argumento de que com a aplicação das técnicas de marketing pelo profissional arquivista, a unidade de informação (arquivo), passa a ser mais reconhecida como elemento indispensável à exeqüibilidade das funções administrativas. Para tanto, faz-se necessário que este (o profissional), esteja freqüentemente atualizado com as novas técnicas arquivísticas desenvolvidas em âmbito acadêmico, possibilitando a oferta de serviços de qualidade. O marketing pode se tornar uma ferramenta estratégica de vantagem competitiva para este profissional de potencial ainda desconhecido pelo mercado.

Palavras-chave: Arquivologia; Marketing arquivístico; Arquivo; Ciência da informação.

Marketing para promoção de produtos e serviços de informação: estudo de caso da Biblioteca da Presidência da República

BAPTISTA, Sofia Galvão; COSTA, Maíra Murrieta; VIANA NETA, Maria Altair Vilanova. Marketing para promoção de produtos e serviços de informação: estudo de caso da Biblioteca da Presidência da República. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 6, n. 2, jan./jun. 2009. Disponível em: <http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/include/getdoc.php?id=633&article=202&mode=pdf>. Acesso em: 13 mar. 2009.

Resumo
A aplicação da teoria de marketing como recurso gerencial para bibliotecas e serviços de informação é demonstrada por meio do caso da Biblioteca da Presidência da Republica, com o intuito de confirmar a validade da aplicação dos conceitos de marketing para a área social. Os serviços prestados pela biblioteca foram avaliados para observar o uso das atividades de promoção, relações públicas, merchandising, propaganda, incentivos, atmosfera e outras técnicas de marketing. Foi verificado que a biblioteca planejou e utilizou várias técnicas de promoção: atmosfera, divulgação dos serviços, relações públicas com projetos destinados a um determinado público, para promover seu relacionamento com o usuário da biblioteca.

Palavras-chave: Marketing; Bibliotecas; Serviço de informação.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos