//
arquivos

Metodologias da Ciência da Informação

Esta tag está associada a 18 posts

O Dilemma do Pharmacon

GALINDO, Marcos. O Dilemma do Pharmacon. Ciência da Informação, Brasília, v. 41, n. 1, p. 36-50, jan./abr. 2012. Disponível em: <http://revista.ibict.br/cienciadainformacao/index.php/ciinf/article/view/2111/1790>. Acesso em: 31 dez. 2015.

Resumo
O texto explora problemas teóricos e metodológicos relativos à aplicação de estratégias de preservação digital. A análise tomou como base dados oriundos da investigação científica de âmbito nacional Preservação da memória digital: um panorama brasileiro, iniciativa que se propunha a desenvolver um mapa-diagnóstico das práticas
laborativas de preservação digital nos Repositórios Institucionais gerenciados por universidades e centros de pesquisa brasileiros. Em 2010, como uma extensão desta iniciativa foi aprovado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o projeto de pesquisa Patrimônio Digital Ameaçado, que pretendia desenvolver um modelo teórico para análise do risco associado à gestão, manuseio e preservação de ativos digitais. O texto foca no estudo das metodologias de Análise de Risco e sua adaptação para a análise de estoques de informação em meio digital e promove uma discussão teórica sobre princípios epistemológicos que ajudaram a fundamentar a pesquisa.

Palvras-chave: Patrimônio Digital. Análise de risco. Gestão da Informação. Preservação Digital. Dilema do Pharmacon.

Design thinking como ferramenta para geração de inovação: um estudo de caso da Biblioteca Universitária da UDESC

JULIANI, Jordan Paulesky; CAVAGLIERI, Marcelo; MACHADO, Raquel Bernadete. Design thinking como ferramenta para geração de inovação: um estudo de caso da Biblioteca Universitária da UDESC. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 6, n. 2, p. 66-83, set. 2015/fev. 2016. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v6i2p66-83>. Acesso em: 08 out. 2015.

Resumo:
Este estudo aborda o uso do design thinking como ferramenta de interação e aproximação entre os colaboradores, comunidade e usuários da Biblioteca da Universidade do Estado de Santa Catarina (BU/UDESC). Essa nova abordagem de inovação, voltada para o design thinking, possibilita agregar valor às propostas a serem implantadas, pois são pensadas e estruturadas de forma participativa. O objetivo do estudo é utilizar as técnicas do design thinking como ferramenta para geração de serviços inovadores na BU/UDESC. A metodologia adotada foi um estudo de caso, com uma pesquisa exploratória, de natureza qualitativa. Para a coleta de dados, foram utilizados métodos de entrevistas e grupo focal, realizados com a comunidade local, docentes, discentes e bibliotecários da UDESC. Após a conclusão das fases iniciais do design thinking, partiu-se para a fase da Prototipação em que se realizou a tangibilização da ideia principal, ou seja, propor a criação do Espaço Acessível para atender a pessoas com deficiência na BU/UDESC. Entende-se que a ideia é passível de ser colocada em prática, contribuindo para disponibilizar informações de qualidade e promover a acessibilidade informacional no ambiente da biblioteca universitária.

Palavras-chave: Design thinking; Inovação; Biblioteca universitária; Acessibilidade.

Gamificação, elementos de jogos e estratégia: uma matriz de referência

COSTA, Amanda Cristina Santos; MARCHIORI, Patrícia Zeni. Gamificação, elementos de jogos e estratégia: uma matriz de referência. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 6, n. 2, p. 44-65, set. 2015/fev. 2016. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v6i2p44-65>. Acesso em: 08 out. 2015.

Resumo:
Situando-se as pesquisas de gamificação – entendida como a utilização de elementos de design de jogos em contextos que não são de jogos – nas discussões referentes à arquitetura de informação, o estudo apresenta uma matriz de referência para aplicações de gamificação a partir da sistematização de elementos de jogos (dinâmicas, mecânicas e componentes) e da busca de relações com segmentos/áreas de aplicação da gamificação. Além da pesquisa bibliográfica exploraram-se técnicas da Teoria Fundamentada nos Dados (Grounded Theory) para coleta, preparação e análise de dados. Matrizes intermediárias permitiram discutir aspectos relativos aos componentes, mecânicas e dinâmicas de jogo e os distintos segmentos/áreas identificados. A matriz principal pode servir de modelo de referência para aplicações de gamificação destacando-se que diferentes elementos de jogos podem ser combinados de diversas maneiras, e que cada segmento/área apresenta um potencial de combinações que dependem da clareza dos objetivos de negócio. Um exemplo nesta direção seria o uso da dinâmica de “narrativas” no segmento Educação e Treinamento devido ao estímulo, motivação e engajamento que estas podem promover no processo de ensino/aprendizagem. No contexto da arquitetura de informação, as mecânicas de jogo são elementos críticos para o engajamento, pois estruturam o estilo do jogo e atuam diretamente na percepção do usuário. Estudos futuros podem agregar a esta matriz informações prévias dos usuários – as quais afetariam o desenvolvimento das aplicações de gamificação – assim como informações derivadas da atividade dos jogadores, enquanto recortes voltados a uma proposta estratégica mais ampla.

Palavras-chave: Elementos de gamificação; Segmentos para gamificação; Mecânica de Jogo; Dinâmica de Jogo; Componentes de Jogo.

Estudo comparativo entre o grupo focal e o protocolo verbal em grupo no aprimoramento de vocabulário controlado em fisioterapia: uma proposta metodológica qualitativa-cognitiva

BOCCATO, Vera Regina Casari; FERREIRA, Estela Maris. Estudo comparativo entre o grupo focal e o protocolo verbal em grupo no aprimoramento de vocabulário controlado em fisioterapia: uma proposta metodológica qualitativa-cognitiva. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 5, n. 1, p. 47-68, mar./ago. 2014. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v5i1p47-68>. Acesso em: 04 ago. 2014.

Resumo:
Identificou-se, entre o Grupo Focal e Protocolo Verbal em Grupo, qual a técnica metodológica qualitativa de coleta de dados mais indicada na avaliação de vocabulário controlado na área de Ciências da Saúde, categoria de Fisioterapia, no contexto cognitivo dos usuários e pela perspectiva de sistema de recuperação da informação especializado. As coletas de dados com o  Grupo Focal e o Protocolo Verbal em Grupo ocorreram com docentes e discentes do Departamento de Fisioterapia da UFSCar na avaliação do DeCS em Fisioterapia, para a busca por assunto na base de dados LILACS, da BIREME. Os resultados demonstraram que tanto o Grupo Focal quanto o protocolo verbal em grupo obtiveram um desempenho satisfatório na avaliação do DeCS, categoria de Fisioterapia, porém com uma relevância maior apontada para o Grupo Focal. Em conclusão, realizou-se uma proposta metodológica qualitativa-cognitiva de coleta de dados, nomeada de “Protocolo Focal”, indicada no uso de estudos de avaliação de vocabulários controlados em Ciências da Saúde.

Palavras-chave: Grupo Focal;Protocolo Verbal em Grupo; Vocabulário Controlado; Fisioterapia; Proposta metodológica qualitativa – cognitiva.

O uso do método Estudo de Caso na Ciência da Informação no Brasil

NASCIMENTO, Aline Vieira do; CRUZ, Emilia Barroso; TERRA, Letícia Labati; SILVA, Marina Ramalho e. O uso do método Estudo de Caso na Ciência da Informação no Brasil. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 4, n. 1, p. 49-69, jan./jun. 2013. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v4i1p49-69>. Acesso em: 04 ago. 2014.

Resumo:
O presente artigo apresenta e reflete sobre a origem, definições e características do método Estudo de Caso. Observa os limites do Estudo de Caso como método de pesquisa. Apresenta sua aplicabilidade em pesquisas científicas da área da Ciência da Informação no Brasil, com a análise de treze periódicos recomendados pela ANCIB. Demonstra a aplicação do método em cinco artigos publicados no período de 2007 a 2011. Conclui que o Estudo de Caso se aplicado corretamente pode contribuir como método e ajudar a ampliar as pesquisas em Ciência da Informação no Brasil.

Palavras-chave: Estudo de Caso; Ciência da Informação; Pesquisa Qualitativa.

 

Configurações da pesquisa em ciência da informação

BUFREM, Leilah Santiago. Configurações da pesquisa em ciência da informação. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 14, n. 6, dez. 2013. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/dez13/Art_04.htm>. Acesso em: 29 dez. 2013.

Resumo
Discute a possibilidade de analisar configurações de resultados concretos de pesquisa expressos na literatura da área da Ciência da Informação (CI), procurando superar modelos reducionistas sobre os modos de investigação. Ilustra o processo de análise com exemplos concretos de 30 artigos científicos dos autores de maior incidência no período entre 2008 e 2012, identificados aleatoriamente na literatura periódica da área, representada pela Base Referencial de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (Brapci). Fundamenta sua interpretação no modelo quadripolar de pesquisa adotado por Bruyne, Herman e Schoutheete (1977). A trajetória permite propor, como resultado, um modelo alternativo e multidimensional para análise e discussão de pesquisas científicas, ressaltando natureza, gêneros e dimensões relativas aos aspectos da proposta apresentada.

Palavras-chave: Ciência da informação; Pesquisa científica; Métodos de pesquisa.

Contribuições de Wilson e Wersig para a intelecção metodológica na Ciência da Informação

TABOSA, Hamilton Rodrigues; FREIRE, Gustavo Henrique de Araújo. Contribuições de Wilson e Wersig para a intelecção metodológica na Ciência da Informação. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 14, n. 5, out. 2013. Disponível em: <http://www.dgz.org.br/out13/Art_03.htm>. Acesso em: 28 dez. 2013.

Resumo
As Ciências Humanas e Sociais têm, como calcanhar de Aquiles, sua subjetividade e necessidade de abstração, pelo que frequentemente vêem sua cientificidade questionada. Outro argumento dos questionadores é a falta, nessas ciências, de Metodologias próprias. Este artigo é resultado de uma reflexão a partir das contribuições de Wilson e Wersig para a compreensão da configuração metodológica na Ciência da Informação como ciência social e suas características. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica em periódicos da área de Ciência da Informação, em que se deu ênfase à recuperação de artigos que versam sobre metodologia da pesquisa na área, procurando recuperar artigos dos teóricos supramencionados e, num segundo momento, artigos de outros autores que os citam. Como resultado, traçamos um panorama que retrata o modo como os dois teóricos concebem a possibilidade (ou indícios de possibilidades) de uma identidade metodológica para a Ciência da Informação.

Palavras-chave: Ciência da Informação e metodologia; Ciência da Informação e pesquisa; Metodologia de pesquisa; Procedimentos metodológicos; Wilson; Wersig.

Pesquisa bibliográfica na área médica

GOMES, Sonia Pedrozo. Pesquisa bibliográfica na área médica. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.18, n.2, p. 1036-1052, jul./dez., 2013. Disponível em: <http://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/903/pdf >. Acesso em: 24 out. 2013.

Resumo: Este artigo trata da pesquisa bibliográfica no contexto de elaboração, execução e escrita tendo como recomendação a Internet, como fonte de pesquisa, com a finalidade de orientar o pesquisador na utilização de diversas ferramentas de pesquisa e bibliotecas digitais que servirão na recuperação de informações relevantes. Foram abordadas as seguintes etapas: escolha do assunto e delimitação do tema, a busca da terminologia da área, a recuperação exaustiva dos trabalhos, a localização dos trabalhos, a obtenção dos documentos, a leitura, a seleção mais o fichamento dos documentos e, finalmente, a redação do trabalho.

Palavras-chave: Pesquisa bibliográfica. Procedimentos metodológicos. Ferramentas de busca. Área médica.

A semiose imagem: análise de capas de livros.

SIQUEIRA, Jéssica Camara. A semiose imagem: análise de capas de livros. Ponto de Acesso, Salvador, v.6, n.1, p.108-125, abr. 2012. Disponível em < http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/4869/4350  > Acesso em: 15 nov. 2012.

Resumo:

A Ciência da Informação vive um momento de transição de paradigmas, marcada por rupturas e descontinuidades, bem como indagações acerca de seu “fazer científico” Diante da dificuldade de se apontar caminhos, já que estamos em um momento de transição, propõe-se a discussão do caráter identitário da área a partir da análise de capas de livros da Ciência da Informação. O objeto de estudo foi escolhido por congregar aspectos comunicacionais, no que diz respeito à sua representação visual, e a aspectos informacionais, referentes ao conteúdo. A metodologia de análise foi observar os aspectos icônicos, indiciais e simbólicos das imagens, tendo como base o aporte teórico da semiótica de Peirce, inter-relacionando paralelamente tal análise com o referencial teórico da área.

Palavras-chave: Capas de livros. Ciência da Informação. Semiótica.

Projetos de Gestão de Informação Pessoal: Competência para o desenvolvimento do profissional da informação

TARANGO, Javier; LAU, Jesús. Proyectos de Gestión de Información Personal: competencia por desarrollar en el profesional de la información. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 42-59, jan./dez. 2009. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/147/154>. Acesso em: 05 ago. 2012.

Resumo

Na dinâmica da sociedade do conhecimento, os processos de gestão da informação – desde a dimensão pessoal – são imprescindíveis para interagir com o novo contexto socioeducativo e para identificar a importância da informação no advento da vanguarda tecnológica. A revisão de diversas perspectivas existentes na literatura permite-nos apresentar uma síntese global que descreve as condições, características e projeções da informação pessoal – diferenciando-a como produto e processo. A linha teórica deste artigo propõe uma metodologia geral para desenvolver projetos de gestão de informação pessoal que envolve profissionais da área de documentação e ciências da computação. O estudo acha-se complementado com a apresentação de três casos que marcam a experiência com o tema da gestão da informação pessoal e são avaliados com a intenção de demonstrar a pertinência desses projetos no contexto organizacional.

Palavras-chave: Informação pessoal. Gestão da informação pessoal. Modelos de intervenção biblioteconômica e de informação.

Aproximações teórico-conceitual entre as categorias de Ranganathan, o discurso retórico e a narrativa literária

COSTA, Luzia Sigoli Fernandes. Aproximações teórico-conceitual entre as categorias de Ranganathan, o discurso retórico e a narrativa literária. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v. 3, n. 1, p. 169-184, jan./dez. 2010. Disponível em: <http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/36/67>. Acesso em: 04 ago. 2012.

Resumo

Tomando-se como base a Teoria de Ranganathan, explora-se aproximação teórico-conceitual entre as categorias essenciais e os elementos que compõem a estrutura do discurso retórico e as categorias da narrativa literária. Essa opção foi feita, diante da potencialidade que os enunciados literários suscitam em contribuir para um processo de ampliação conceitual das categorias ranganathianas. Nessa aproximação, estabeleceu-se um alinhamento teórico-conceitual capaz de verificar a possibilidade de efetiva contribuição de aspectos da Teoria Literária para a formulação de procedimentos metodológicos de análise de conteúdo e elaboração de sínteses ou resumos, no âmbito da Ciência da Informação. Dentre os resultados obtidos estão a conscientização dos desafios teóricos frente à diversidade documental e a natureza da informação, a pertinência da contribuição da Teoria Literária aos procedimentos metodológicos para a análise de conteúdo de imagens. O estudo apontou, ainda, que as imagens de cartazes e similares são de grande importância como documento, não só artístico, mas também como testemunho da memória histórico-sociocultural.

Palavras-chave: Ciência da Informação. Organização da informação. Análise de conteúdo. Teoria de Ranganathan. Teoria da narrativa. Discurso retórico.

O Patrimônio Fotográfico da USP campus Ribeirão Preto

AGUILAR, Rita de Cássia dos Santos; CRIPPA, Giulia. O Patrimônio Fotográfico da USP campus Ribeirão Preto. Múltiplos olhares em Ciência da Informação, Minas Gerais, v. 1, n. 1, mar., 2011. Disponível em: < http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/moci/article/viewFile/1224/827 >. Acesso em: 16 jun. 2011

Resumo:
Este artigo tem como objetivo, traçar a relação da fotografia como representante simbólica de valores modelada pelo local, neste caso o campus da Universidade de São Paulo campus Ribeirão Preto. Este bem material, o suporte fotográfico, possui o carisma entre os membros do grupo social, como portador de memória e fonte de conhecimento. Entretanto, com a era da tecnologia a fotografia no suporte em papel recebeu menos atenção devida, primeiramente por causa da fotografia digital por sua precisão e armazenamento em artifícios tecnológicos, outro fator é a falta de conhecimento de preservação preventiva. Desta maneira acarretou em ações incorretas e costumeiras pelos responsáveis dos acervos fotográficos do campus. A partir do diagnóstico destes acervos, propõe-se uma metodologia de organização documental respeitando as condições físicas e políticas do local, adotando os critérios mais cabíveis para cada acervo com o entrelaçamento de metodologias e experiências entre os respectivos espaços, por meio da mediação, elaboração de guias e projetos. E a difusão da educação patrimonial, como motivador ideológico para a preservação da fotografia, como fonte de legitimar e transmitir a memória social moldada pela identidade do local.
Palavras – chave: Patrimônio. Fotografia. Memória.

Investigação em sistemas de informação organizacionais em Portugal: caracterização do período de 2004 a 2007

GRILO, Ricardo; VARAJÃO, João; BASTO-FERNANDES, Vitor; PEREIRA, António. Investigação em sistemas de informação organizacionais em Portugal: caracterização do período de 2004 a 2007. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, n. esp., p. 41-55, 2º sem. 2010. Disponível em: <http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/16590>. Acesso em: 30 jan. 2011.

Resumo
As tecnologias e sistemas de informação são um elemento central do desenvolvimento da Sociedade da Informação, encontrando-se actualmente múltiplas e variadas aplicações nas mais variadas áreas. Dada a sua importância, verifica-se uma grande diversidade de projectos de investigação neste campo, variando na sua natureza, objectivos, foco, e em muitos outros aspectos. Para acomodar as diferentes finalidades e características intrínsecas aos estudos nesta área, têm sido utilizados diferentes instrumentos de investigação, comummente organizados em epistemologias, abordagens, metodologias e técnicas. Procurando caracterizar a realidade da investigação em sistemas de informação organizacionais em Portugal no período de 2004 a 2007, realizou-se um trabalho de pesquisa e análise de teses e dissertações disponíveis em bibliotecas de universidades públicas portuguesas. Concretamente, identificaram-se os trabalhos de investigação realizados neste período e efectuou-se a respectiva análise, tendo em consideração a epistemologia subjacente, as abordagens adoptadas, as metodologias seguidas e as técnicas aplicadas. Neste artigo, após um enquadramento conceptual, são apresentados os principais resultados obtidos.

Palavras-chave: Sistemas de informação – Portugal. Metodologias científicas. Técnicas de pesquisas. Abordagens epistemológicas.

A pesquisa de graduação: o caso dos TCCs da USP-Ribeirão em relação aos GTs do ENANCIB

CASTRO FILHO, Cláudio Marcondes de. A pesquisa de graduação: o caso dos TCCs da USP-Ribeirão em relação aos GTs do ENANCIB. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Pretro, v. 1, n. 2, p. 48-59, jul./dez. 2010. Disponível em: <http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/18/pdf>. Acesso em: 20 jan. 2011.

Resumo
Analisa aspectos temáticos de 84 Trabalhos de Conclusão de Curso produzidos por alunos do curso de Ciências da Informação e da Documentação da USP (Ribeirão Preto, SP) no período de 2006 a 2009; do ponto de vista metodológico, relaciona palavras-chave dos resumos dos TCCs às categorias de nove dos Grupos de Trabalho do ENANCIB; os resultados apontam maior concentração de trabalhos nas categorias da mediação e da gestão informacional, respectivamente G3 e G4 dos ENANCIBs, sem descuido de outras áreas, evidenciando a harmonia de alguns temas investigativos nos TCCs com os temas presentes na associação de pesquisa brasileira.

Palavras-chave: ENANCIB: Grupos de Trabalho. Trabalho de Conclusão de Curso. Ciência da Informação:
Curso.

El proceso de lectura en el Sistema de Información Documental

RENDÓN ROJAS, Miguel Ángel; MARTÍNEZ SÁNCHEZ, Elia Magdalena. El proceso de lectura en el Sistema de Información Documental. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 1, n. 2, p. 133-152, jul./dez. 2010. Disponível em: <http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/32/pdf>. Acesso em: 20 jan. 2011.

Resumen
Se concibe a la lectura como un proceso y no como el resultado en sí. Se analizan las etapas que constituyen ese proceso desde el punto de vista lingüístico, cognoscitivo y hermenéutico. Partiendo de la distinción entre el lenguaje interno y el lenguaje externo que hacía la filosofía medieval, se toma la información como un ente ideal análogo al lenguaje interno y al documento como su objetivación. En el proceso de la lectura se realiza la desobjetivación de la información.

Palabras Claves: Proceso de lectura, información, documento.

Avaliação pelos pares nas revistas brasileiras de ciência da informação: procedimentos e percepções dos atores

PAVAN, Cleusa; STUMPF, Ida Regina Chitto. Avaliação pelos pares nas revistas brasileiras de ciência da informação: procedimentos e percepções dos atores. Encontros Bibli, Florianópolis, v. 14, n. 28, p. 73-92, 2009. Disponível em: <http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/9263/11019>. Acesso em: 2 nov. 2009.

Resumo
O estudo analisa o processo de avaliação pelos pares empregado pelas revistas brasileiras de Ciência da Informação com conceito A (nacional), conforme o Qualis/CAPES 2006, num total de seis revistas. Os sujeitos do estudo foram os editores, membros das comissões editoriais, avaliadores e autores. A coleta de dados foi realizada através de questionários específicos para cada categoria de sujeitos e por meio da análise dos fascículos publicados em 2006. Apresenta os principais procedimentos de avaliação adotados pelas revistas estudadas. Conclui que as revistas, em sua maioria, seguem procedimentos similares e de acordo com os padrões científicos.

Palavras-chave: Avaliação pelos pares; Revistas científicas; Ciência da Informação.

Proposta de uma Metodologia para Mensurar o Nível de Dependência do Tomador de Decisão em relação às Fontes de Informações: o caso dos pequenos varejos da região do Barro Preto em Belo Horizonte


OLIVEIRA, Paulo Henrique. Proposta de uma Metodologia para Mensurar o Nível de Dependência do Tomador de Decisão em relação às Fontes de Informações: o caso dos pequenos varejos da região do Barro Preto em Belo Horizonte. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 14, n. 1, p.209-226, 2009. Disponível em: <http://www.eci.ufmg.br/pcionline/index.php/pci/article/view/703/547>. Acesso em: 04 maio 2009.

Resumo:
Apresenta uma metodologia para avaliar o nível de dependência do decisor em relação à determinada fonte de informação utilizada na tomada de decisão estratégica. Para tanto, utilizou-se uma pesquisa realizada pelo autor com nove lojistas localizados na região do Barro Preto em Belo Horizonte. Como resultado constatou-se que a metodologia pode ajudar o decisor a melhorar a eficácia do seu comportamento informacional, na medida em que demonstra o quanto uma fonte de informação é relevante para a sua tomada de decisão.
Palavras-chave: Fontes de Informação. Tomada de Decisão. Varejo. Empresas de Pequeno Porte.

Análise da Coesão entre Seções de Textos de Documentos Extensos a partir da Aplicação Conjunta das Técnicas de Análise de Redes Sociais e Referencias Internas

SORDI, José Osvaldo de. Análise da Coesão entre Seções de Textos de Documentos Extensos a partir da Aplicação Conjunta das Técnicas de Análise de Redes Sociais e Referencias Internas. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 14, n. 1, p. 131-151, 2009. Disponível em: <http://www.eci.ufmg.br/pcionline/index.php/pci/article/view/735/570> . Acesso em: 04 maio 2009.

Este artigo refere-se à qualidade da informação textual, mais especificamente de documentos extensos, no que tange à coesão entre suas seções de textos. Nesse sentido, foi proposta e testada uma abordagem que integra dois recursos técnicos: análise de redes sociais e referências internas. A metodologia empregada foi a pesquisa participante, abrangendo a análise da coesão entre 109 seções de textos de um documento extenso em desenvolvimento pelos próprios pesquisadores. Os resultados alcançados mostraram-se satisfatórios por auxiliar os pesquisadores na identificação de pontos de aprimoramento com relação à coesão entre as diversas unidades de texto do documento analisado.

Palavras-chave: Coesão. Coerência. Qualidade da informação. Referência interna. Análise de rede social.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos