//
arquivos

Processamento automático de linguagem

Esta tag está associada a 3 posts

Em busca de uma semântica do digital, ou “as they may think”

MARCONDES, Carlos Henrique. Em busca de uma semântica do digital, ou “as they may think”. Ponto de Acesso, Salvador, v. 6, n. 2, p. 35-73, ago. 2012. Disponível em: <http://www.portalseer.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/6103>. Acesso em: 31 maio 2013.

Resumo:
Discute as reais possibilidades de processamento “semântico” por parte dos computadores, conforme a proposta da Web Semântica (Berners-Lee, 2001). A partir desta proposta de agregar “semântica” aos conteúdos disponiblizados na Web de modo a potencializar seu processamento por programas “agentes inteligentes”, são analisadas questões como: o que é Semântica em diferentes acepções, a arquitetura e funcionamento interno dos computadores e sua real capacidade de processamento semântico de conteúdos. O objetivo é chegar ao conceito de uma possível “semântica” computacional, conseguir uma maior clareza quanto ao que se pode esperar, o que é possível e o que é ilusório ou metafórico, da proposta da Web Semântica e até onde esta poderá potencializar computadores para processamento “inteligente”.

Palavras-chave: Web Semântica; Semântica computacional; Ontologia; Inferência computacional; Ciências cognitivas; Ensino de Ciência da Informação.

Relações semânticas em ontologias: estudo de caso do Blood Projec

ALMEIDA, Maurício Barcellos; TEIXEIRA, Lívia M.D.; COELHO, Kátia Cardoso; SOUZA,  Renato R. Relações semânticas em ontologias: estudo de caso do Blood Project. Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 6, n. 2, p. 384-410, jun. 2010. Disponível em: < http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/view/362/250 >. Acesso em: 12 out. 2010

Resumo

Nos últimos anos, a pesquisa em ontologias tem recebido destaque pelas possibilidades que oferece na organização da informação. No desenvolvimento de ontologias, a fase de conceitualização merece atenção especial por sua importância e complexidade. Esse artigo busca investigar possibilidades de melhorias na fase de conceitualização, adotando aportes da Linguística para verificar variações na semântica das relações entre termos. Apresenta-se uma proposta que abrange: i) um esquema linguístico para identificar relações semânticas em um texto; ii) o uso de uma ferramenta automática para extração de termos de textos médicos; iii) uma avaliação realizada por médicos sobre quais relações seriam mais adequadas. Investiga-se a existência de variações significativas na semântica das relações, o impacto dessa variação no desenvolvimento de ontologias e a validade das relações obtidas. Espera-se contribuir através de novas possibilidades na construção de instrumentos de organização da informação, bem como fornecendo alternativas para os profissionais envolvidos.

Palavras-chave: Ontologias. Ciência da Informação. Processamento de linguagem natural. Relações semânticas. Organização da informação.

A pragmática no contexto da identificação de autoria de textos

RODRIGUES, Jorilson; CARICATTI, André. A pragmática no contexto da identificação de autoria de textos. Ciência da Informação, Brasília, v. 38, n. 1, jan/abr, 2009. Disponível em: < http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf/article/view/1088/1315 > Acesso em: 10 jun., 2009.

Resumo: Trata-se de artigo que estuda a viabilidade de identificar a autoria de textos a partir de elementos da lingüística, mais precisamente da pragmática, considerando as inter-relações entre os elementos textuais e objetos externos, ligados a particularidades do “punho escritor”, a exemplo dos fenômenos sociais em que o autor está inserido. A idéia é buscar a identidade textual a partir da análise do estilo, consideradas duas categorias discursivas: modalidade e avaliação.

Palavras-chave: Lingüística computacional. Pragmática. Identificação de autoria.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos