//
arquivos

Vocabulários controlados

Esta tag está associada a 4 posts

Instrumentos de Representação do Conhecimento para práticas de Gestão do Conhecimento: taxonomias, tesauros e ontologias

BEM, Roberta Moraes; COELHO, Christianne Coelho de Souza Reinisch. Instrumentos de Representação do Conhecimento para práticas de Gestão do Conhecimento: taxonomias, tesauros e ontologias. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 4, n. 1, p. 147-162, jan./jun. 2013. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/59106>. Acesso em: 04 ago. 2014.

Resumo:
Em virtude da diversidade de instrumentos e ferramentas para a representação do conhecimento existentes na literatura para apoio à Gestão do Conhecimento, fez-se uma revisão de literatura do tipo sistemática para verificar a existência e aplicabilidade desses recursos. De acordo com os critérios pré-estabelecidos da revisão foram localizados noventa trabalhos, respaldando a discussão que se seguiu a respeito da aplicabilidade dos instrumentos. Observaram-se aplicações com todos os instrumentos, porém uma predominância de estudos e abordagens no uso de ontologias, se comparado aos demais instrumentos de representação do conhecimento ─ taxonomias e tesauros. Todavia, independentemente do instrumento utilizado, percebe-se a importância do controle terminológico, além da preocupação com a escolha da ferramenta mais adequada. Pois não é possível compartilhar, reutilizar e disseminar conhecimentos com acepções diversas.

Palavras-chave: Gestão do Conhecimento; Instrumentos de Representação do Conhecimento; Tesauros; Taxonomias; Ontologias.

Anúncios

Parâmetros teóricos para elaboração de instrumentos pragmáticos de representação e organização da informação na Web: considerações preliminares sobre uma possível proposta metodológica

GRACIOSO, Luciana de Souza. Parâmetros teóricos para elaboração de instrumentos pragmáticos de representação e organização da informação na Web: considerações preliminares sobre uma possível proposta metodológica. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, Ribeirão Preto, v. 1, n. 1, p. 138-158, 2010. Disponível em: <http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/article/view/11/InCIDv1_n1_2010-Art08>. Acesso em: 10 set. 2010.

Resumo
Muitos esforços têm sido feitos na busca de critérios conceituais e metodológicos para a sistematização de linguagens de interface para organização e recuperação de conteúdos em plataformas virtuais interativas. Neste sentido, um movimento desprovido de métodos universais a priori, se estabeleceu no cenário colaborativo da Web procurando indexar os conteúdos dinamicamente produzidos pelos usuários da rede: as folksonomias. Sob outra perspectiva existe, em ambientes sistematizados da informação, a validação e aplicação de vocabulários controlados como instrumentos de recuperação da informação. É no entroncamento destes dois caminhos que desenvolvemos esta pesquisa e iniciamos a discussão sobre uma proposta metodológica para construção de instrumento de recuperação da informação que considere na sua estrutura a linguagem cotidiana. O que se nomeia linguagem cotidiana aqui diz respeito a linguagem de busca (e ação) da informação e se difere, em certa medida, do conceito de linguagem natural enquanto linguagem que compõe textos. Selecionamos a CCS (Coordenadoria de Comunicação Social) da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e o sistema desenvolvido por ela, o SACI (Sistema de Apoio de Comunicação Integrada) para análise do contexto de experimentação da metodologia proposta. Neste sistema selecionamos os clippings como produto informacional para análise das condições sobre a proposta de uma linguagem de indexação aberta. As iniciativas para constituição da referida proposta utilizam como parâmetro de aproximação e contradição as normas de Metodologia para construção de vocabulário controlado e Norma ANSI/ NISO Z39.19-2005. Outros projetos estão atrelados a esta pesquisa.

Palavras-chave: Folksonomia; Pragmática; vocabulário controlado.

Card Sorting: noções sobre a técnica para teste e desenvolvimento de categorizações e vocabulários

FARIA, Maurício Marques de. Card Sorting: noções sobre a técnica para teste e desenvolvimento de categorizações e vocabulários. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 7, n. 2, p. 1-9, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://polaris.bc.unicamp.br/seer/ojs/include/getdoc.php?id=747&article=220&mode=pdf>. Acesso em: 01 mar. 2010.

Resumo
O objetivo deste trabalho é apresentar o Card Sorting, técnica de análise e organização de vocabulários controlados, e tem por finalidade explorar a relação dos usuários com o desenvolvimento de serviços de informação. A chave da utilização é a participação de usuários finais no processo, permitindo entender como eles categorizam as informações disponíveis num processo de busca, identificando qual terminologia é a mais usual, qual pode gerar confusões e que termos são mais difíceis de categorizar. Esta técnica pode ser utilizada em arquitetura da informação na definição de estruturas de web sites ou a criação de taxonomias e tesauros. É um método extremamente simples e barato, de grande flexibilidade, que permite uma grande interação entre bibliotecários e seu público. Existem duas formas básicas de Card Sorting a ‘aberta’ onde o usuário participa ativamente na sugestão do vocabulário e a ‘fechada’ onde é definida uma estrutura hierárquica lógica utilizando termos pré-definidos.

Palavras-chave: Card Sorting; Vocabulário controlado; Arquitetura da informação; Taxonomia; Classificação.

O desempenho terminológico dos descritores em Ciência da Informação do Vocabulário Controlado do SIBi/USP nos processos de indexação manual, automática e semi-automática

LIMA, Vania Mara Alves; BOCCATO, Vera Regina Casari. O desempenho terminológico dos descritores em Ciência da Informação do Vocabulário Controlado do SIBi/USP nos processos de indexação manual, automática e semi-automática. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 14, n. 1, P. 131-151, 2009. Disponível em: <http://www.eci.ufmg.br/pcionline/index.php/pci/article/viewFile/729/543>. Acesso em: 01 maio 2009.

Avaliou-se o desempenho terminológico, nos processos de indexação manual, automática e semi-automática, dos descritores, do Vocabulário Controlado do SIBi/USP, que representam o domínio da Ciência da Informação. Concluiu-se que os atuais descritores em Ciência da Informação do Vocabulário Controlado do SIBi/USP para representar adequadamente o conteúdo do corpus indexado devem ser ampliados e contextualizados através de definições terminológicas, de maneira a atender as necessidades de informação de seus usuários.

Palavras-chave: Indexação. Indexação automática. Indexação semi-automática. Terminologia. Vocabulário controlado.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos