//
arquivos

Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação

Esta categoria contém 44 posts

O processo evolutivo das Bibliotecas da Antiguidade ao Renascimento

SANTOS, Josiel Machado. O processo evolutivo das Bibliotecas da Antiguidade ao Renascimento. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 175-189, jul./dez. 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/237>. Acesso em: 19 mar. 2013.

Resumo:
O artigo apresenta uma visão histórica sobre a trajetória da biblioteca através dos tempos tendo como complementos a figura do bibliotecário no decorrer dessa evolução. Expõe-se a gênese das bibliotecas e a evolução de suas funções de depositória dos registros do conhecimento a um veículo de apropriação e disseminação da informação, resgatando por fim, de forma sucinta, a história das bibliotecas dos principais períodos da história até chegar às bibliotecas de consumo durante o período do Renascimento.

Palavras-chave: Bibliotecas; Evolução histórica; Bibliotecário

Anúncios

O conceito de documento na Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia

TANUS, Gabrielle Francinne de S. C.; RENAULT, Leonardo Vasconcelos; ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. O conceito de documento na Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 158-174, jul./dez. 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/220>. Acesso em: 19 mar. 2013.

Resumo:
Neste trabalho parte-se do pressuposto de que o conceito de documento e a preocupação com ele não está circunscrito apenas ao campo da Documentação. Assim, o objetivo deste artigo é apresentar alguns entendimentos sobre o conceito de documento a partir da literatura científica de três distintas áreas do conhecimento: Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia. A escolha destas três áreas ocorreu em razão de ter havido um crescimento destes cursos, implantados em diversas universidades, e também pelo fato de elas lidarem com o documento. Percebe-se que o documento está presente na literatura dessas áreas, salvaguardadas as distinções conceituais e procedimentais.

Palavras-chave: Documento; Arquivologia; Biblioteconomia; Museologia

Análise sobre o desenvolvimento do campo de estudo em informação científica e técnica nos Estados Unidos e na antiga União Soviética durante a guerra fria (1945-1991)

SANTOS JUNIOR, Roberto Lopes. Análise sobre o desenvolvimento do campo de estudo em informação científica e técnica nos Estados Unidos e na antiga União Soviética durante a guerra fria (1945-1991). Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 130-157, jul./dez. 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/217>. Acesso em: 19 mar. 2013.

Resumo:
Analise histórica sobre o desenvolvimento da Ciência da Informação e do campo de estudo em informação científica e técnica nos Estados Unidos e na antiga União Soviética, entre o final da segunda guerra mundial até a dissolução da URSS, em 1991. Em relação aos EUA, será feito uma abordagem sobre a evolução inicial da área, influenciada pela contribuição de campos como a Ciência da computação, Comunicação, Documentação e Biblioteconomia; das iniciativas governamentais que estimularam o aumento do número de pesquisas relacionadas à informação no país, e sobre a consolidação epistemológica da Ciência da Informação e o desenvolvimento desse campo após os anos 1960. Em relação a URSS, será feita a descrição de como funcionavam os principais órgãos e institutos de pesquisa no país, os serviços de informação, os periódicos científicos, a formação profissional na área e, por último, os eventos técnico-científicos em Ciência da Informação ocorridos na antiga União Soviética e em âmbito internacional. A pesquisa, de forma preliminar, confirma a importância das cenas norte-americana e soviética para o desenvolvimento e consolidação da Ciência da Informação na segunda metade do século 20.

Palavras-chave: História da Ciência da Informação; Ciência da Informação nos Estados Unidos; Ciência da Informação na União Soviética

Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos (FRBR): considerações sobre o modelo e sua implementabilidade

SILVA, Renata Eleuterio da; SANTOS, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos. Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos (FRBR): considerações sobre o modelo e sua implementabilidade. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 116-129, jul./dez. 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/214>. Acesso em: 19 mar. 2013.

Resumo:
As tecnologias de informação e comunicação (TIC) tornaram possível a adaptação dos catálogos bibliográficos ao ambiente digital, dando a eles muito mais rapidez, flexibilidade e eficiência na recuperação da informação. Os FRBR, sendo um modelo conceitual para o universo bibliográfico baseado na modelagem entidade-relacionamento, trouxeram à área da Biblioteconomia a possibilidade de tornar mais eficiente o funcionamento dos catálogos. O modelo FRBR foi a primeira iniciativa que se importou com a forma de realizar a modelagem conceitual de catálogos bibliográficos, de modo que não se gastassem mais esforços com o desenvolvimento individual de modelagens distintas e inconsistentes. Entretanto, mesmo muitos anos após sua publicação, poucas foram as reais iniciativas de implementação. Objetiva-se apresentar de forma sucinta o modelo FRBR, com base em suas principais características e estrutura, além de trazer à discussão algumas considerações e inconsistências que, de acordo com a literatura estudada, podem ser a justificativa para a falta de iniciativas de implementação do mesmo. Toma-se por base a literatura nacional e internacional sobre modelagem conceitual e sobre o modelo FRBR.

Palavras-chave: Informação e Tecnologia; FRBR; Requisitos Funcionais para Registros Bibliográficos; Modelagem conceitual; Modelagem de dados

Considerações sobre a informação na terceira ordem da ordem: um olhar a partir dos paradigmas da Ciência da Informação

MEDEIROS, Jackson da Silva. Considerações sobre a informação na terceira ordem da ordem: um olhar a partir dos paradigmas da Ciência da Informação. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 2, p. 102-115, jul./dez. 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/189>. Acesso em: 19 mar. 2013.

Resumo:
Este trabalho toma por base o conceito de informação para tratar seu entendimento a partir da evolução dos paradigmas da Ciência da Informação. Nesse sentido, busca, após apresentar tais paradigmas, compreender como o processo de colaboração em ambiente digital desempenha papel importante no processo de fornecimento e organização da informação na Web.

Palavras-chave: Terceira ordem da ordem; Web social; Paradigmas da Ciência da Informação

Proposta de Criação de um Repositório Institucional para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB

SOUSA, Beatriz Alves. Proposta de Criação de um Repositório Institucional para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 66-84, jan. /jun. . 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/196>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
Apresenta resultado de uma pesquisa que teve como objetivo de elaborar uma proposta de criação do repositório institucional para armazenar, preservar, e gerenciar a produção acadêmica técnico-científica do IFPB, no formato digital. A metodologia usada foi bibliográfica e descritiva com abordagem qualitativa sendo sistematizada da seguinte forma: primeiro, foi realizado um levantamento bibliográfico para identificar plataformas tecnológicas já utilizadas, bem como benefícios, vantagens e desvantagens; em seguida, procurou-se conhecer a motivação e perspectivas da comunidade ifetiana com relação à implantação de um repositório digital, dados obtidos por meio de um questionário, aplicado aos servidores da Instituição; em terceiro lugar, foram definidas estratégias lógicas, tecnológicas e políticas para o repositório, tomando por base modelos operacionalizados em outras instituições do país relacionando a estrutura técnica e tecnológica com as necessidades do IFPB. E por fim, elaborou-se a estrutura do RI/IFPB.

Palavras-chave: Repositório Institucional; Software livre; Plataforma digital.

Indicadores de produção dos grupos de pesquisa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba

PERUCCHI, Valmira; GARCIA, Joana Coeli Ribeiro. Indicadores de produção dos grupos de pesquisa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 51-65, jan. /jun. . 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/193>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) é parte do sistema educacional brasileiro, cuja atividade fim é o desenvolvimento científico e tecnológico. Propõe-se a realizar pesquisas aplicadas, e nesse sentido seus recursos humanos são organizados em grupos, para desenvolver atividades de pesquisa e potencializar o conhecimento. Esta pesquisa teve como objeto de estudo os 23 grupos de pesquisa do IFPB, criados a partir de 1994, e sistematiza os indicadores de sua produção. Os dados foram coletados dos currículos, disponíveis na Plataforma Lattes, no período de 1994 a2008, e apresentados por grupos classificados de 1 a23, sequenciados pelo ano de formação. A produção dos grupos apresenta indicadores significativos, com participação expressiva dos estudantes; com um total de 2.140 publicações em anais e 536 artigos em periódicos. Essasmídias são as mais utilizadas para disseminar o conhecimento científico e os resultados tecnológicos. Há 32softwares, 5 produtos tecnológicos e 13 processos ou técnicas sem registro ou patente. Os projetos de pesquisa dos grupos resultaram em 6  projetos cancelados, 106 concluídos e 108 em andamento pelos quais, os grupos conseguiram parcerias e financiamentos de agências de renome, comprovando a relevância das pesquisas. Esses indicadores justificam as atividades dos grupos de pesquisa para o IFPB formular, acompanhar e avaliar as políticas de pesquisa, para que estratégias sejam implementadas, visando à renovação das pesquisas e à expansão da quantidade dos grupos de pesquisa, motivando, inclusive, o financiamento pelas agências públicas de fomento.

Palavras-chave: Grupos de pesquisa do IFPB; Indicadores de produção em ciência & tecnologia.

Considerações sobre a implantação do sistema de bibliotecas públicas do Distrito Federal

SILVA, Vanessa Barbosa da; SOUZA, Daniel Armando de. Considerações sobre a implantação do sistema de bibliotecas públicas do Distrito Federal. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 35-50, jan. /jun. . 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/188>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
Apresenta subsídios para a discussão acerca da implantação do sistema de bibliotecas públicas do Distrito Federal (DF). Para isso, discorre sobre as ações e políticas públicas envidadas pelo governo para a construção, implantação e modernização de bibliotecas. Descreve como é a atuação do sistema nacional de bibliotecas públicas no Brasil e em que medida este se relaciona com as ações empreendidas no Distrito Federal. Mostra o panorama atual dessas instituições no DF e o papel do governo distrital no planejamento e coordenação dos serviços prestados por estas instituições. Por fim, delibera algumas propostas para a criação de um sistema eficaz de bibliotecas públicas para o DF.

Palavras-chave: Rede de biblioteca; Sistema de biblioteca; Biblioteca Pública – Distrito Federal.

Ciência da informação: personagem da pós-modernidade

SIQUEIRA; Jessica Camara. Ciência da informação: personagem da pós-modernidade. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 13-34, jan. /jun. . 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/186>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
O artigo apresenta o contexto de criação e desenvolvimento da Ciência da Informação a partir de uma abordagem histórico-conceitual. Para isso, apresentam-se traços históricos das origens e evolução do campo teórico da área e aspectos conceituais de sua natureza, a exemplo do caráter interdisciplinar, responsáveis pelo delineamento da área. O objetivo do artigo é desvelar os traços que caracterizam a identidade da Ciência da Informação, perpassando pelo seu referencial teórico e identificando maneiras de enxergar a área no âmbito do paradigma da pós-modernidade. A partir da revisão de literatura de autores de diferentes períodos, procura-se delinear um panorama da criação e desenvolvimento da Ciência da Informação no contexto histórico-social da contemporaneidade. Por fim, constata-se que não há um consenso teórico conceitual entre os especialistas da área, o que resvala para uma dissonância de diferentes opiniões acerca de sua natureza. Diante disso, é premente ao desenvolvimento de estudos de cunho epistemológico, a fim corroborar a constituição identitária da área.

Palavras-chave: Ciência da Informação; Modernidade; Pós-modernidade; Epistemologia.

Análise dos títulos de periódicos recebidos pela biblioteca do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo da Universidade de São Paulo em comparação com os registros cadastrados no catálogo bibliográfico dedalus da universidade de São Paulo

GOMES, Sonia Pedrozo; QUINTEIRO, Carlos José. Análise dos títulos de periódicos recebidos pela biblioteca do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo da Universidade de São Paulo em comparação com os registros cadastrados no catálogo bibliográfico dedalus da universidade de São Paulo. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 02-13, jan. /jun. . 2012. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/185>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
Este trabalho relata a experiência e os procedimentos adotados em um processo de análise e identificação dos títulos de periódicos recebidos pela Biblioteca do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo da Universidade de São Paulo, desde sua criação. Para a coleta de dados foram utilizadas as informações dos registros bibliográficos no Módulo de Catalogação no Banco de Dados Bibliográficos – DEDALUS Aleph 500 Versão 18.1 da Universidade de São Paulo, seguindo alguns critérios pré-estabelecidos. Conclui-se que, apesar dos problemas detectados serem pouco relevantes em relação ao acervo analisado, deve-se manter um estudo comparativo entre a necessidade do usuário e a coleção disponível na Biblioteca, para que os periódicos atendam às necessidades de informação de seus usuários.

Palavras-chave: Banco de Dados Bibliográficos – Aleph 500; Módulo de Catalogação do Banco DEDALUS USP; Recuperação da Informação; Estratégia de Busca; Biblioteca Especializada.

Wikipédia e enciclopédia britânica: Informação confiável?

RIBEIRO, Aline Luli Romero; GOTTSCHALG-DUQUE, Cláudio. Wikipédia e enciclopédia britânica: Informação confiável?. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 172-185, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/161>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
Este artigo apresenta os resultados obtidos em um trabalho acadêmico que estudou a confiabilidade das informações das duas obras de referência, no formato digital e em língua inglesa, Wikipédia e Enciclopédia Britânica, dentro da área de Biblioteconomia, por meio da avaliação de verbetes semelhantes. Com o intuito de determinar o nível de confiabilidade de cada uma destas Enciclopédias e com base nos conceitos de Arquitetura da Informação, pretende-se analisar se a proibição da citação da Wikipédia no ambiente acadêmico faz-se justificada.

Palavras-chave: Wikipédia; Enciclopédia Britânica; Informação confiável; Comparação; Verbete.

A educação à distância e o treinamento de usuários de bibliotecas universitárias: a percepção dos acadêmicos

PIZZANI, Luciana; SILVA, Rosemary Cristina da; ZORNOFF, Denise de Cássia Moreira; ARANTES, Lucas Frederico. A educação à distância e o treinamento de usuários de bibliotecas universitárias: a percepção dos acadêmicos. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 156-171, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/160>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
A avaliação do grau de satisfação dos acadêmicos ao realizarem treinamentos para o uso de fontes informacionais em bibliotecas universitárias é um importante fator a ser considerado no planejamento das atividades.  Esse artigo tem como objetivo relatar a opinião dos acadêmicos em relação ao primeiro curso à distância sobre normalização de trabalhos científicos e pesquisas em bases de dados desenvolvido pela Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação da Unesp-Campus Botucatu-Rubião Junior e o Núcleo de Educação a Distância e Tecnologias da Informação em Saúde da Faculdade de Medicina de Botucatu. O curso ocorreu no período de agosto a novembro de 2009, distribuído em 10 aulas. Para a coleta de opiniões foi elaborado um questionário semi-estruturado composto por oito questões. Verificou-se que todos os alunos já possuíam experiência com a metodologia adotada; os funcionários da Faculdade de Medicina e os alunos de pós-graduação foram os que mais participaram do curso; 60% dos alunos acessavam a plataforma duas a três vezes por semana usando tanto os computadores pessoais como os existentes em seus locais de trabalho. Essa experiência demonstra que a educação a distância pode contribuir fortemente para o treinamento de usuários de bibliotecas universitárias.

Palavras-chave: Educação à distância; Biblioteca universitária; Treinamento de usuários; Metodologia de ensino; Ensino superior.

O cognitivismo na CI: a leitura de Ingwersen e a passagem do modelo matemático ao cognitivo

FERNANDES, Marcia Leite. O cognitivismo na CI: a leitura de Ingwersen e a passagem do modelo matemático ao cognitivo. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 140-155, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/157>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
O presente tem como objetivo fazer uma reflexão sobre o ponto de vista cognitivo na Ciência da Informação a partir da leitura de Ingwersen que analisa a origem do cognitivismo, o conceito de informação e suas implicações no processamento e na Recuperação da Informação; a transição do modelo matemático para o cognitivo, consistindo na mudança de abordagem de acesso à informação centrada na informação para a de acesso centrado no usuário, que é o produtor de sentido a partir de sua visão de mundo. Sugere um possível deslocamento da tradicional posição cognitiva de Brookes para a físico-positivista por uma suposta incompatibilidade com a noção de informação como atribuição singular de sentido.

Palavras-chave: Cognitivismo; Sistemas de Recuperação da Informação; SRI; Ciência da Informação.

Gestão do conhecimento: estudo histórico

EVANGELISTA, Janete Gonçalves. Gestão do conhecimento: estudo histórico. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 126-139, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/140>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
Como estratégia fundamental de acumulação do capital, a gestão do conhecimento deve ser resgatada desde os primórdios do capitalismo, para que sua historicidade seja retratada e para que se possam compreender as razões pelas quais levaram o empresariado a lhe imputar tamanha significação na atualidade. Para realizar esse estudo é fundamental que se compreenda o conceito de gestão do conhecimento. No mesmo patamar de influência, encontra-se o processo pelo qual a gestão empresarial vem se configurando ao longo dos modos de acumulação capitalista e a importância do seu papel estratégico na economia globalizada. O objetivo deste artigo é compreender o desenvolvimento histórico da gestão empresarial do conhecimento nos vários estágios do processo de produção capitalista.

Palavras-chave: Gestão do conhecimento; Trabalho e educação.

A tecnologia RSS como auxiliar da seleção e disseminação da informação

LEHMKUHL, Karyn Munyk; ALVORCEM, Rochelle Martins; SILVA, Romario Antunes da. A tecnologia RSS como auxiliar da seleção e disseminação da informação. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 116-125, jul./dez. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/139>. Acesso em: 07 abr. 2013.

Resumo:
O artigo tem como objetivo, apresentar a tecnologia RSS como uma opção para minimizar o problema do excesso de informação e facilitar a organização e disseminação de conteúdo na Web.  Inicia com um pequeno histórico sobre a evolução das novas tecnologias de informação e comunicação. Realiza uma reflexão sobre o excesso de informação provocado pelo avanço da comunicação científica e tecnológica e pela grande produção de conhecimento. Aborda o processo de disseminação seletiva de informação como fator importante no desenvolvimento da web, e apresenta a tecnologia RSS como um agregador e facilitador, que seleciona para o usuário da web, somente as informações de interesse. Lista os principais sites no campo da Ciência da Informação e Biblioteconomia que oferecem a tecnologia RSS, incluindo revistas, blogs e instituições. Conclui salientando a importância da disponibilização dos feed RSS nos sites de instituições, bases de dados e repositórios digitais, principalmente para que os usuários conheçam esse tipo de ferramenta e tenham acesso as informações de seu interesse tão logo elas sejam colocadas a disposição na web.

Palavras-chave: Tecnologia RSS; Web Syndication; Excesso de informação; Disseminação Seletiva da informação.

Gestão do conhecimento e recursos humanos em bibliotecas universitárias brasileiras e portuguesas

MARQUES JUNIOR, Euro; ALBINO, João Pedro. Gestão do conhecimento e recursos humanos em bibliotecas universitárias brasileiras e portuguesas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 74-89, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/183/198>. Acesso em: 06 ago. 2012.

Resumo

A Gestão do Conhecimento (GC) representa uma nova visão da gestão das organizações, uma vez que a informação e o conhecimento são os principais fatores de competitividade, hoje, de indivíduos, organizações e nações. A universidade tem um papel fundamental, juntamente com o governo e a indústria na geração de inovações tecnológicas que podem alavancar o progresso da sociedade, tendo a Biblioteca Universitária (BU) como uma disseminadora de informações científicas importantes. Os principais desafios das organizações envolvidas na GC estão concentrados na gestão de mudanças culturais e comportamentais de seus recursos humanos e na criação de um ambiente propício para criar, usar e compartilhar informações e conhecimento. Dentro deste contexto surge uma pergunta: Como as Bibliotecas Universitárias no Brasil e em Portugal empregam a Gestão do Conhecimento a fim de melhorar a qualidade de seus serviços e a produtividade de suas instituições? Para respondê-la desenvolveu-se uma pesquisa descritivo-analítica, utilizando o método de estudo comparativo, analisando 69 organizações. De acordo com os resultados da pesquisa, as questões ligadas à gestão de pessoas foram pior avaliadas em relação a outros aspectos da GC, mostrando uma fraca disseminação destas práticas nas BUs do Brasil e de Portugal e a grande necessidade de iniciativas que ajudem a desenvolvê-las.

Palavras-chave: Gestão do conhecimento. Recursos humanos. Gestão de pessoas.
Biblioteca universitária.

As competências do profissional da informação nas organizações contemporâneas

BELLUZZO, Regina Célia Baptista. As competências do profissional da informação nas organizações contemporâneas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 58-73, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/180/186>. Acesso em: 06 ago. 2012.

Resumo

A partir da apresentação de um cenário do contexto atual e de algumas de suas características mais marcantes, busca-se levar à reflexão acerca do profissional da informação e seu envolvimento com novas competências para atuar como um sujeito histórico nos processos de acesso e uso da informação de forma inteligente para a construção do conhecimento. Algumas abordagens à literatura especializada, de forma seletiva, são destacadas como contribuições consideradas de importância à melhor compreensão dos cenários internacional e nacional em torno do perfil do profissional e de sua atuação, recomendando-se a atenção primária à questão das implicações decorrentes da emergência do conhecimento e a necessidade de sua incorporação às competências do profissional da informação na atualidade.

Palavras-chave: Profissional da informação. Perfil de competências. Sociedade contemporânea

Percepções e perspectivas dos adolescentes sobre a TV Digital

VICTORELLI, Danielli Santos da Silva. Percepções e perspectivas dos adolescentes sobre a TV Digital. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 33-57, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/182/185>. Acesso em: 06 ago. 2012.

Resumo

Apresenta-se um panorama a respeito da percepção e perspectivas do público adolescente, considerado como interagente em potencial para a TV digital estabelecendo sua relação com a Competência em Informação e contribuindo com parâmetros norteadores como subsídio às ações de gestão da comunicação na sociedade contemporânea. As respostas dos participantes da pesquisa apontam que estes adolescentes de diferentes classes sociais não têm informação adequada sobre a TV digital, assim como indicam a possibilidade de utilização dessa mídia na formação dos adolescentes, com a presença de programas educativos específicos para o público e também observam os aspectos sociais propostos pela TV digital como educação a distancia, prestação de serviços voltados à cidadania e promoção social. Ao final, são oferecidas considerações e recomendações que constituem parâmetros norteadores àqueles interessados em estudos e pesquisas nas áreas em foco.

Palavras-chave: Televisão digital. Competência em Informação. Adolescentes.

Sumário Eletrônico de Revistas como Facilitador em Gestão do Conhecimento

TAMAYOSI, Graziela; FERRARESE, André. Sumário Eletrônico de Revistas como Facilitador em Gestão do Conhecimento. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 22-32, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/130/183>. Acesso em: 04 ago. 2012.

Resumo

A nova economia trouxe globalização, maior competição, maior fluxo de informação e principalmente redução no ciclo de vida da informação. Assim a atualização tem de ser cada vez mais rápida e disponível. Dessa forma, a distribuição do conteúdo de periódicos precisa ser re-inventado. Usualmente a distribuição de periódicos era feita por via física com lista de distribuição. Isso gerava um atraso da entrega da informação de até 4 meses. Esse trabalho descreve o desenvolvimento de uma ferramenta, o Sumário Eletrônico, que é um meio facilitador na disponibilização e compartilhamento do conhecimento. Seu desenvolvimento foi realizado no centro de pesquisa de uma empresa de autopeças, a MAHLE Metal Leve S.A.. Com o conceito desenvolvido, a informação é colocada on-line e o usuário guia o complemento do banco de dados, além de possibilitar a retroalimentação por parte do usuário onde há a indicação do direcionamento da informação para a base central de informações.
Serão apresentados alguns resultados do uso dessa ferramenta, que foi lançada no final de 2007 e que hoje já acumula quase 2000 acessos. Também será apresentada uma compilação de alguns pontos de melhoria a serem implementados.

Palavras-chave: Periódicos. Sumário eletrônico. Gestão do conhecimento.

Análise envoltória de dados na gestão do desempenho de bibliotecas universitárias: o caso de uma IFES no Rio de Janeiro

CARVALHO, Frederico Antônio Azevedo de; JORGE, Marcelino José; JORGE, Marina Filgueiras; AVELLAR, Cristina Monken; FLACH, Elton. Análise envoltória de dados na gestão do desempenho de bibliotecas universitárias: o caso de uma IFES no Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 4-21, jan./jun. 2011. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/136/182>. Acesso em: 06 ago. 2012.

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar o desempenho das bibliotecas integradas a uma IFES – instituição federal de ensino superior – no Rio de Janeiro. O foco empírico constitui-se de dados primários e secundários coletados sobre uma amostra de cerca de 90% do total daquelas bibliotecas. Depois de aplicar a abordagem DEA para avaliar o desempenho, através da discriminação entre bibliotecas eficientes e ineficientes em 2006 e 2007, utiliza-se a mesma abordagem para gerar planos de operação que indicam mudanças alocativas capazes de levar unidades ineficientes à fronteira eficiente. Utilizando a hipótese markoviana determinou-se que, no longo prazo, o percentual de bibliotecas eficientes ainda deve decrescer, se não houver medidas que alterem o processo. Tendo em vista que praticamente nenhuma biblioteca esboçou qualquer iniciativa na direção recomendada pelos planos de operação eficiente, essa constatação não surpreende. A principal conclusão do trabalho aponta a utilidade da análise de eficiência para a gestão da eficiência sistêmica em organizações públicas.

Palavras-chave: Bibliotecas públicas. Avaliação de desempenho. Análise Envoltória de Dados.

A nova centralidade do imaterial e o desafio do desenvolvimento sustentável

ALBAGLI, Sarita. A nova centralidade do imaterial e o desafio do desenvolvimento sustentável. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 104-116, jan./dez. 2009. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/150/158>. Acesso em: 05 ago. 2012.

Resumo

Apresentam-se as diversas abordagens que, desde a década de 60, têm ressaltado o novo papel do imaterial – informação, conhecimento, inovação, aprendizado, cultura, criatividade – na geração de riqueza e valor. Destacam-se suas principais características e concepções, enfatizando que embora convergindo no sentido de reconhecer a importância das tecnologias da informação e comunicação (TIC) e das plataformas digitais nesse cenário, partem de perspectivas e ênfases distintas na interpretação de suas motivações e seu significado econômico, político e social. Coloca-se, então, o debate sobre qual seria o arcabouço teórico-conceitual mais apropriado para melhor compreender o caráter e a extensão dessas transformações contemporâneas, destacando também os desdobramentos no campo da política – no sentido do “fazer político” e no das políticas como estratégias de ação. Em decorrência, são descritas as implicações distintas e seu envolvimento com as estratégias de fortalecimento e afirmação de segmentos sociais marginalizados, de construção democrática, da cidadania e de desenvolvimento socioeconômico. Finalmente, sem a pretensão de esgotar a multiplicidade de aspectos e perspectivas que o tema envolve, são apontadas algumas das questões e considerações sobre suas possíveis interfaces com a questão do desenvolvimento sustentável.

Palavras-chave: Desenvolvimento sustentável. Cidadania. Informação. Conhecimento. Inovação.

Governo inclusivo e serviços públicos de informação

FREY, Klaus. Governo inclusivo e serviços públicos de informação. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 84-103, jan./dez. 2009. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/149/157>. Acesso em: 05 ago. 2012.

Resumo

Apresenta-se reflexão e discussão acerca dos novos desafios que se impõem aos governos dentro da perspectiva da democratização das relações Estado-sociedade. Inicialmente, o atual contexto sócio-político e econômico e algumas transformações relevantes que atualmente afetam o setor público são abordados, especificamente no que se refere à administração pública. Na seqüência, são apresentadas indagações sobre as implicações da questão informacional para a atuação do Estado e da administração pública, finalizando-se com algumas reflexões sobre desafios que se colocam ao setor público. Ressaltam-se as condições existentes em termos da prestação de serviços, bem como o relativo ao aprofundamento ou à adequação da democracia às novas necessidades e potencialidades, as quais se acham ligadas à disponibilidade das novas tecnologias informacionais e comunicacionais como instrumentos de gestão e de políticas públicas.

Palavras-chave: Serviços públicos de informação. Governo inclusivo. Políticas públicas. Gestão pública.

Competência em informação: um diferencial da qualidade em publicações científicas

BELLUZZO, Regina Célia Baptista; FERES, Glória Georges. Competência em informação: um diferencial da qualidade em publicações científicas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 70-83, jan./dez. 2009. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/143/149>. Acesso em: 05 ago. 2012.

Resumo

Apresenta-se uma articulação entre a competência em informação e a questão da qualidade das publicações científicas como fator crítico para a agregação de valor das contribuições e produtos advindos das pesquisas geradas por docentes/pesquisadores. Ressalta-se a existência de domínios e valores que necessitam estarem presentes na produção científica no nosso contexto, com aprofundamento de análise de conteúdos e pensamento crítico, pois, emissor e receptor no fluxo de informação não podem se limitar a aprender apenas a manusear as tecnologias, funcionando como meros processadores de inputs-outputs de informação. Devem eles ser partícipes de uma aprendizagem ideal relacionada à ética, autonomia, responsabilidade, criatividade, criticidade e o aprender a aprender juntos, com ênfase no exercício da cidadania inserido em dimensão social e ecológica.

Palavras-chave: Competência em informação. Publicações Científicas. Qualidade.

Diversidade cultural e política de informação

KERBAUY, Maria Teresa Miceli. Diversidade cultural e política de informação. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 60-69, jan./dez. 2009. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/148/155>. Acesso em: 05 ago. 2012.

Resumo

As rupturas sociais que se instalaram nas sociedades modernas a partir dos anos 70 estão amplamente associadas a um novo contexto social designado sob distintas perspectivas teóricas: pós-modernidade, pós-industrial, modernidade tardia, modernidade reflexiva ou sociedade da informação e do conhecimento. Uma das marcas deste tempo de rupturas e de diferenças de pluralidade é a diversidade cultural. As velhas identidades que estabilizavam o mundo social entraram em declínio, fazendo surgir novas identidades que fragmentaram o homem moderno. Esta apresentação tem como objetivo discutir a política de informação para a disseminação de uma diversidade criativa que respeite a dignidade humana.

Palavras-chave: Diversidade cultural. Política de informação. Dignidade humana.

Projetos de Gestão de Informação Pessoal: Competência para o desenvolvimento do profissional da informação

TARANGO, Javier; LAU, Jesús. Proyectos de Gestión de Información Personal: competencia por desarrollar en el profesional de la información. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 5, n. 1, p. 42-59, jan./dez. 2009. Disponível em: <http://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/147/154>. Acesso em: 05 ago. 2012.

Resumo

Na dinâmica da sociedade do conhecimento, os processos de gestão da informação – desde a dimensão pessoal – são imprescindíveis para interagir com o novo contexto socioeducativo e para identificar a importância da informação no advento da vanguarda tecnológica. A revisão de diversas perspectivas existentes na literatura permite-nos apresentar uma síntese global que descreve as condições, características e projeções da informação pessoal – diferenciando-a como produto e processo. A linha teórica deste artigo propõe uma metodologia geral para desenvolver projetos de gestão de informação pessoal que envolve profissionais da área de documentação e ciências da computação. O estudo acha-se complementado com a apresentação de três casos que marcam a experiência com o tema da gestão da informação pessoal e são avaliados com a intenção de demonstrar a pertinência desses projetos no contexto organizacional.

Palavras-chave: Informação pessoal. Gestão da informação pessoal. Modelos de intervenção biblioteconômica e de informação.

Artigos separados por assunto

Aplicações de informação Arquitetura de informação Automação de bibliotecas Bases de dados Bibliometria / Informetria/ Cientometria / Webmetria Biblioteca escolar Bibliotecas Virtuais e Digitais Biblioteconomia Biblioterapia Catalogação Classificação Competência informacional Comportamento informacional Comunicação científica Comunicação mediada por computador Desenvolvimento de coleções Disseminação da informação Divulgação científica Economia da informação Educação à distância Epistemologia da Ciência da Informação Estudos de necessidades e usos de informação Estudos de usuários Estudos Interdisciplinares Fontes de informação Formação Profissional Fundamentos da Ciência da Informação Gestão da Informação Gestão de Qualidade de Informação Gestão do Conhecimento História da Ciência da Informação Inclusão digital Indexação Informação científica Informação em arquivos Informação em Arte Informação em bibliotecas Informação em museus Informação industrial Informação tecnológica Inteligência Competitiva Internet Internet/Web Leitura Marketing de informação Mediação da informação Metadados Metodologias da Ciência da Informação Mineração de dados Obras Raras Ontologia Organização do Conhecimento Organização e Processamento da Informação Políticas de informação Preservação e Segurança digital Processamento automático de linguagem Redes e Sistemas de informação Repositórios institucionais Representação da Informação Sistemas de recuperação da informação Tecnologias da Informação Teoria da Informação Tesauros Transferência de Informação Visualização da informação Vocabulários controlados Ética da informação Ética na informação

Arquivos